quinta-feira, 31 de março de 2011

VATICANO REITERA QUE CRISTÃOS E BUDISTAS DEVEM VIVER EM PAZ


Bento XVI saúda mestres budistas

O Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso publicou na manhã desta quinta-feira, 31 a mensagem enviada à comunidade budista felicitando-a pela tradicional festividade do “Vesakh/hanamatsuri”.Acesse.: Mensagem do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso aos budistasEste ano, o dia será celebrado segundo as diferentes tradições das comunidades: 8 de abril no Japão, 10 de maio na Coreia, China, Taiwan, Vietnã e Cingapura, que fazem parte da corrente budista “mahayana”; e 17 de maio em outros países como Tailândia, Sri Lanka, Camboja, Mianmar, Laos e pelos outros budistas da escola “theravada”. O “Vesakh/hanamatsuri” celebra o nascimento, a “iluminação” e o definitivo ingresso de Buda no Nirvana.A mensagem assinada pelo Cardeal Presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, Jean-Louis Tauran, se intitula “À procura da verdade em liberdade: Cristãos e Budistas vivem em paz”.O presidente do dicastério inicia a mensagem com os votos de que esta festa anual possa trazer serenidade e alegria a todos os budistas presentes no mundo inteiro. No intento de reforçar o relacionamento entre as comunidades budista e católica, o cardeal francês defende que todas as pessoas têm uma obrigação natural de procurar a verdade, de a seguir e de a viver livremente em conformidade com ela. “Esta tensão humana para a verdade oferece aos membros das diferentes religiões uma feliz oportunidade de um profundo encontro e de crescimento na estima recíproca pelos dons de cada um”, reafirma.O cardeal propõe o diálogo inter-religioso como a alternativa para encontrar o “caminho de ouro” para vivermos em paz e trabalharmos juntos pelo bem comum. Segundo ele, este diálogo é também um incentivo para que todos respeitem os direitos humanos fundamentais da liberdade de consciência e da liberdade de culto. “Quando a liberdade religiosa for efetivamente reconhecida, a dignidade da pessoa humana será respeitada na sua raiz; através de uma sincera procura daquilo que é verdadeiro e bom, a consciência moral e as instituições civis serão fortalecidas; e a justiça e a paz serão decididamente estabelecidas”.Aos amigos budistas, o cardeal católico diz esperar que a celebração do Vesakh seja uma fonte de enriquecimento espiritual e uma ocasião para dar um novo salto na procura da verdade e da bondade, para mostrar compaixão para com todos aqueles que sofrem, e para que todos se esforcem em viver juntos em harmonia.


Canção Nova Notícias, com Rádio Vaticano/Vaticano

SETOR UNIVESIDADES VISITA CIDADES DA BAHIA AUXILIANDO NA IMPLANTAÇÃO DA PASTORAL UNIVERSITÁRIA


A coordenação da Pastoral Universitária (PU) da Bahia, juntamente com a assessora do Setor Universidades, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), irmã Maria Eugênia Lloris Aguado, estão visitando diversas cidades do estado fortalecendo os laços das Univer... Leia mais...

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

31/03/11 – 5ª. Feira III semana da Quaresma Reflexão Pessoal – Jeremias 7,23-28 – “ouvir a voz do Senhor” Por meio dos Seus profetas Deus está sempre nos chamando, nos exortando, abrindo os nossos olhos e demonstrando interesse por nós. “Ouvi a minha voz, assim serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo;” “segui adiante por todo o caminho que eu vos indicar”. É esta a proposta do Senhor para nós, hoje! E o Seu objetivo é bem claro: “para serdes felizes”! A nossa felicidade é a razão maior do Seu esmero e carinho por nós. Os antigos, isto é, o povo de Israel que foi escolhido para receber Dele amor e proteção não prestou nenhuma atenção às Suas ordens e, fazendo ouvidos de mercador não estava “nem aí” para acolher a via de felicidade que lhe foi oferecida. Com efeito, eles fizeram tudo ao contrário do que lhes fora recomendado e, por isso, “andaram para trás”. Sua fé morreu junto com o povo no deserto por causa da sua obstinação. No entanto, hoje, nós somos o povo escolhido de Deus para andar em Seus caminhos com fé e obediencia. Ainda há tempo para ouvir a Sua voz e acolher a Sua orientação e correção. Tudo o que o Senhor deseja é que tenhamos a felicidade. SIM, FELICIDADE! Nós a procuramos tanto pelo mundo a fora e, no entanto, o nosso Criador nos revela como podemos adquiri-la de uma maneira tão simples: ”ouvi a minha voz” ! Por meio da Sua Palavra o Senhor nos forma e nos direciona: “amai-vos uns aos outros”; “andai pelo caminho da justiça”; “sede misericordiosos”; “não julgueis”! Como nós somos surdos e sem entendimento! Vivemos em busca da felicidade, mas não escutamos a voz de Deus, autor da felicidade. Precisamos estar bem atentos (as) ao que o Senhor nos fala, hoje. O Pai Criador é o Autor da nossa felicidade, por isso, somente Ele sabe aonde nós podemos encontrá-la. É Ele próprio quem nos fala para que O ouçamos. E nós, o que fazemos? Ouvimos a voz da nossa própria vontade, dos desejos e apelos que brotam dos nossos sentimentos, para vivermos somente o que nos apraz, o que nos sacia a humanidade. Mas Deus vê muito além, e sabe profundamente do que nós mais necessitamos. - Por que então não ouvi-Lo? Por que então fazer ouvidos de mercador? – Por que a teimosia? – O que Deus quer falar para você hoje? – Escute a Sua voz, pois Ele tem o caminho para você ser feliz- Você tem seguido o caminho do Senhor ou as más inclinações do seu coração? O que o Senhor tem dito aos seus ouvidos e você ainda não cumpre? Salmo 94 – “Oxalá ouvísseis hoje a voz do Senhor:não fecheis os vossos corações!” Se ouvíssemos mais a voz do Senhor e não fechássemos o nosso coração, com certeza a nossa vida tomaria um novo rumo. Seguimos os que os nossos pais nos ensinarem, porém muitas vezes, eles também, se equivocaram e não nos fizeram ouvir a voz do Senhor. É tempo de mudança, é tempo de abrir o coração para percebermos as obras do Senhor e celebrar com cantos de alegria o Seu louvor. Evangelho – Lucas 11, 14-23 – “a quem estamos servindo?” Jesus operava os milagres no meio do Seu povo, porém, os homens daquela época não O reconheciam como enviado do Pai e duvidavam do Seu poder. Eles viam, mas não “enxergavam”. Diante dos prodígios de Jesus eles se confundiam e atribuíam tudo ao “dedo de Belzebu”, isto é, o príncipe dos demônios. Assim, pois, eles tentavam a Jesus e pediam-lhe sinais do céu. A incredulidade encobria os seus olhos! Às vezes, nós nos admiramos da maneira como que eles reagiam às maravilhas que Jesus operava e os criticamos por causa da sua “falta de fé”. No entanto, precisamos ter consciência de que nós também temos dificuldades em admitir o poder de Deus na nossa vida porque olhamos as coisas pelas aparências e com os olhos da “carne”. Somos também pessoas questionadoras, intrigantes e não percebemos que os sinais do céu estão presentes nos pequenos e grandes milagres que Deus realiza dentro de nós. Se parássemos para refletir nós também conseguiríamos “ver o dedo de Deus” agindo em nós a partir do bem que nós praticamos e vivenciamos. Como podemos em nome do mal expulsar o mal? Se agirmos em Nome de Jesus, as consequências, naturalmente serão do bem e não do mal. O Bem vem de Deus, o mal é decorrência do pecado. Reconhecer o dedo de Deus nos milagres da nossa vida é também distinguir a chegada do reino de Deus e tê-Lo como nosso guardião e defensor. Precisamos estar atentos às nossas ações para sabermos a quem estamos servindo. Tudo o que fizermos para o bem do próximo, de coração e por amor a Deus, com certeza será a nossa contribuição na construção do reino aqui na terra. Só Deus é poderoso! Ele é a armadura que nos reveste e nos protege das investidas do demônio. Jesus é o Filho de Deus que veio ao mundo nos ensinar a acolher o amor do Pai a fim de que tenhamos também relacionamentos saudáveis. O reino de Deus chega para quem está com Jesus e segue os Seus ensinamentos. Aquele que está em paz com os seus irmãos está em paz com Deus e consigo mesmo. – Você tem percebido os milagres de Deus na sua vida ou você ainda está esperando um “sinal do céu”? – Em nome de quem você tenta fazer as coisas? – Você não tem se equivocado nos seus projetos pensando que é pelo dedo de Deus que você quer conseguir as coisas? - Existe dentro de você algo que possa estar dividindo o seu modo de pensar com Deus ou com o inimigo de Deus? – Você se sente interiormente preenchido (a) pelo poder do Espírito Santo? Helena Colares Serpa, Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Lucas 11,14-23 Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.— Glória a vós, Senhor!Naquele tempo, 14Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. 15Mas alguns disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”. 16Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 17Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra. 18Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 19Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. 20Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. 21Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. 22Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. 23Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO BENJAMIM

Nasceu no ano de 394 na Pérsia e, ao ser evangelizado, começou a participar da Igreja ao ponto de descobrir sua vocação ao diaconato.Serviu a Palavra e aos irmãos na caridade, chamando a atenção de muitos para Cristo.Chegou a ser preso por um ano, sofrendo, e se renunciasse ao nome de Jesus, seria solto. Porém, mesmo na dor, na solidão e na injustiça, ele uniu-se ainda mais ao Cristo crucificado.Foi solto com a ordem de não falar mais de Jesus para ninguém, o que era impossível, pois sua vida e seu serviço evangelizavam.Benjamim foi canal para que muitos cegos voltassem a ver, muitos leprosos fossem curados e assim muitos corações duvidosos se abriram a Deus.Foi novamente preso, levado a público e torturado para que renunciasse à fé. Perguntou então ao rei, se gostaria que algum de seus súditos fosse desleal a ele. Obviamente que o rei disse que não. E assim o diácono disse que assim também ele, não poderia renunciar à sua fé, a seu Rei, Jesus Cristo.E por não renunciar a Jesus, foi martirizado. Isso no ano de 422. São Benjamim, rogai por nós!

quarta-feira, 30 de março de 2011

PAPA DIZ QUE LEIGOS PODEM SER "FERMENTO EVANGÉLICO NA SOCIEDADE"

Papa Bento XVI em diversos momentos da Catequese desta quarta-feira, 30, dedicada a Santo Afonso Maria de Ligório O Papa Bento XVI falou sobre o italiano Santo Afonso Maria de Ligório, Bispo, Doutor da Igreja e fundador da Congregação religiosa do Santíssimo Redentor, na Catequese desta quarta-feira, 30.O Pontífice destacou que uma das tantas iniciativas apostólicas do santo, as chamadas "cappelle serotine" [capelas da noite] - que evangelizou pessoas pobres e modestas, muitas dedicadas a vícios e que realizavam ações criminosas nos bairros mais miseráveis da cidade italiana de Nápoles -, são modelo de ação missionária que podem inspirar também hoje uma "nova evangelização", particularmente dos mais pobres, que ajude a construir uma convivência humana mais justa, fraterna e solidária."Aos sacerdotes é confiada uma missão de ministério espiritual, enquanto leigos bem formados podem ser eficazes animadores cristãos, autêntico fermento evangélico no seio da sociedade", ressaltou.Acesse.: NA ÍNTEGRA: Catequese de Bento XVI sobre Santo Afonso Maria de Ligório Leonardo Meira/Canção Nova Notícias

NOTA DA CNBB PELO FALECIMENTO DO EX-VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB expressa seu profundo pesar pela morte do ex-vice-presidente da República, José Alencar Gomes da Silva, ocorrida na tarde desta terça-feira, 29 de março. Após um longo tempo de luta contra o câncer, José de Alencar parte desta vida deixando para todos os brasileiros o testemunho de amor à pátria e à vida. Em sua vida pública e militância política, José Alencar será lembrado, especialmente, por sua coerência, coragem e discrição. Mas, sem dúvida, ele será lembrado muito mais pela bravura com que enfrentou a doença que insistia em levá-lo antes do tempo. Na memória de todos ficarão suas palavras quando disse não ter medo da morte e que Deus é que o levaria e não o câncer. Nisso acreditou e assim viveu até o último momento.Firmados na esperança, que vem de nossa fé na ressurreição de Cristo, pedimos a Deus que o acolha no seu reino. Brasília, 29 de março de 2011 Dom Dimas Lara BarbosaBispo Auxiliar do Rio de JaneiroSecretário Geral da CNBB

NÚNCIO APOSTÓLICO PRESIDE MISSA DE CORPO PRESENTE DE JOSÉ ALENCAR

Agora, às 11h30, no Palácio do Planalto, o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, deu início à Missa de corpo presente do ex-vice-presidente da República, José Alencar. Além de familiares e autoridades civis, o secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Dimas Lara Barbosa, está presente e concelebra junto a Dom Lorenzo.A família do ex-vice já marcou com o Cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, a Missa de 7º dia de José Alencar. Ela será celebrada pelo próprio Dom Odilo, no dia 9 de abril, às 12h, na Catedral da Sé.E na noite desta terça-feira, 29, a Conferência dos Bispos divulgou uma nota pelo falecimento do ex-vice, assinada pelo secretário geral. No texto, é ressaltado o testemunho de amor à pátria e à vida deixado por Alencar. Leia mais.: Arquidioceses manifestam pesar pela morte de José Alencar.: Monsenhor Jonas Abib lamenta falecimento do ex-vice-presidente AlencarGracielle Reis/Canção Nova Notícias, com informação da Assessoria de Imprensa da CNBB

VIDEO DA SEMANA - KELLY PATRICIA - PASSARINHO

ENCONTRO ARQUIDIOCESANO DE FORMAÇÃO PARA OS AGENTES DA PASTORAL DO DÍZIMO

De 20 a 22 de maio haverá um Encontro Arquidiocesano de Formação para os Agentes da Pastoral do Dízimo. O assessor será Pe. Cristovam Lubel, da diocese de Guarapuava - PR e da Editora Pão&Vinho. Informações: Secretariado de Pastoral com João Augusto, no telefone 3388-8702 ou www.arquidiocesedefortaleza.org.br

LIVRO DO PAPA NA LISTA DOS MAIS VENDIDOS NOS ESTADOS UNIDOS

Nova York (ZENIT.org) - O último livro de Bento XVI, publicado a 10 de março, alcançou nesta semana a quinta colocação na lista dos mais vendidos na categoria não-ficção do ‘New York Times’. O livro do Papa, ‘Jesus de Nazaré. Da Entrada em Jerusalém até à Ressurreição’, também integra a lista dos mais vendidos do ‘The Wall Street Journal’ e de ‘Publisher’s Weekly’.“É fantástico ver que o livro continue seu caminho para o primeiro lugar da lista de livros mais vendidos do ‘New York Times’”, disse o presidente da editora Ignatius Press, Mark Brumley.“Este livro apresenta Jesus de uma maneira muito poderosa, e estamos encantados pelo fato de que tanta gente esteja comprando o livro e conhecendo Jesus através dele”, disse.“Durante a Quaresma, isso é muito importante para os crentes. Mas também é importante para os não-crentes e os que buscam poder encontrar o Jesus autêntico.

OS NOVOS SEMINARISTAS DA ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA

Padre Rafhael, Reitor do Seminário Propedêutico Dom Aloísio Lorsheider, comunica a todas as pessoas que fazem a Arquidiocese de Fortaleza a alegria do acolhimento no Seminário Propedêutico de vinte e um jovens provenientes de nossas paróquias e áreas pastorais para iniciar uma caminhada, durante oito anos, de discernimento da vocação ao ministério presbiteral, através da vida comunitária, de estudo e formação, de participação em ações pastorais e de vivência de oração. Os jovens que atenderam ao chamado são: 1 - Alan Robson de Oiveira, da Paróquia Jesus, Maria e José (Antonio Bezerra); 2 - Antonio Adrízio Santiago de Freitas, da Paróquia Cristo Redentor (Cristo Redentor); 3 - Bruno Apolinário Lima, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Nova Metrópole); 4 - Bruno Moreira Rodrigues, da Paróquia Nossa Senhora Conceição (Pacajus); 5 - Cícero Pereira Alves, da Paróquia São José (Maracanaú); 6 - Edmilson Monteiro R. da Silva, da Paróquia Nossa Senhora Prazeres (Caucaia); 7 - Felipe Calisto Martins, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Nova Metrópole); 8 - Francisco Adilton G. da Silva, da Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro (Tabuba); 9 - Francisco Glaydson P. Evangelista, da Paróquia Santo Antonio (Granja Portugal); 10 - Francisco Gleidson de S. Barros, da Paróquia São José (Maracanaú); 11 - Francisco Jairo G. dos Santos, da Área Pastoral Nossa Senhora Mãe dos Pobres (Tancredo Neves); 12 - Francisco Valternilo Santiago Ribeiro, da Paróquia São Luis Gonzaga (Pitombeiras); 13 - Greison Gomes, da Paróquia Santa Cecília (Bom Jardim); 14 - Jefferson Vale de Almeida, da Paróquia S. Vicente de Paulo (Dionísio Torres); 15 - Marcos Ronney de Matos, da Paróquia São José (Maracanaú); 16 - Marcos Vinícius de Sousa Oliveira, da Paróquia Nossa Senhora das Graças (Pindoretama); 17 - Marden Moura Lopes, da Paróquia Cristo Redentor (Cristo Redentor); 18 - Rafael Vieira da Silva, da Paróquia São Vicente de Paulo (Dionísio Torres); 19 - Reginaldo Aragão Araújo, da Paróquia Cristo Redentor (Cristo Redentor); 20 - Tiago Monteiro de Sousa, da Paróquia Santo Afonso (Parquelândia); 21 - Thiago Cavalcante de Sousa, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Cascavel). Em um trecho de uma carta dirigida aos padres, assim escreve Pe. Rafhael: “Estes jovens, como tantos outros irmãos presbíteros, diáconos e seminaristas, ouvindo o chamado de Jesus Cristo colocaram-se à disposição para o processo formativo oferecido pela Igreja. Com muita esperança e confiança no Senhor pensamos que eles poderão fazer uma caminhada de profundo discipulado e missionariedade com o Senhor Jesus Cristo. Por isso mesmo contamos com suas orações e de toda a sua comunidade paroquial e pastoral, por eles e pela equipe de formação que irá acompanhá-los”. Promoção Vocacional Pe. Rafhael, que também é o promotor vocacional da Arquidiocese de Fortaleza, informa as datas dos Encontros Vocacionais Diocesanos, que acontecerão mensalmente, aos terceiros finais de semana, no Seminário Propedêutico, Henrique Jorge, em Fortaleza. Esses encontros vocacionais darão a oportunidade de o jovem vocacionado discernir ainda melhor seu lugar na Igreja. A chegada para o encontro deve acontecer, sempre, no sábado à tarde (para pernoite) e o encontro prolongar-se-á até o domingo ao meio-dia (com o almoço). Datas dos encontros vocacionais em 2011. - 9 e 10 de abril; - 14 e 15 de maio; - 18 e 19 de junho; - 15, 16 e 17 de julho (retiro); - 20 e 21 de agosto; - 17 e 18 de setembro; - 15 e 16 de outubro; - 12 e 13 de novembro. A data do estágio para admissão em 2012, provavelmente, será de 12 a 17 de dezembro. Contato: Seminário Propedêutico Dom Aloísio Lorsheider Rua Profº Paulo Lopes, 122. CEP. 60510-390 - Henrique Jorge. Fone: 3290 1045 (Res.), 9956.7034 (Pe. Rafhael) e 9635.2193 (Pe. Ailton). E-mail: Pe. Rafhael: perafhael@hotmail.com Pastoral Vocacional: vocacional@arquidiocesedefortaleza.org.br

ENCONTRO DA CATEQUESE NA REGIÃO EPISCOPAL SERTÃO SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS

Hoje, dia 30, acontecerá Encontro da Catequese na Região Episcopal Sertão São Francisco das Chagas, com os coordenadores paroquiais de Batismo, 1ª Eucaristia e Crisma. Será em Canindé, a partir das 8 horas, dando início à Formação da Iniciação Cristã. Informações pelo telefone (85) 3320 1258 com Lucivangela.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

30/03/11 – 4a. Feira III semana da Quaresma –


Deuteronômio 4,1.5-9 - “ a terra prometida”


Assim como prometeu aos antigos uma terra em que corria leite e mel Deus nos promete uma terra diferente para a nossa existência. Moisés disse ao povo: “Agora, Israel, ouve as leis e os decretos que eu vos ensino a cumprir... para que os pratiqueis na terra em que ides entrar e da qual tomareis posse”. As leis e os decretos do Senhor são para nós normas que nos ajudam na vivência da felicidade aqui na terra. Se nós refletirmos bem no conselho de Moisés, iremos entender que, quando nós praticamos os ensinamentos do Senhor, aqui, na terra em que estamos vivendo, ela então, tornar-se para nós, a terra prometida. Para que isto aconteça, nós precisamos, porém, ouvi-Lo, escutá-lo, isto é estar de coração aberto. A terra prometida é um estado de espírito, resultado da nossa vivência dentro dos mandamentos da Lei de Deus os quais estão gravados dentro de nós e são para as outras pessoas uma prova da nossa inteligência e sabedoria, que significam felicidade e paz. Esse estado de espírito nós o observamos nas pessoas que vivem dentro da vontade de Deus e são sinais de que podemos também nós atravessar o vale escuro como se fosse um dia claro. Nesta terra teremos: sabedoria, inteligência e chamaremos atenção para que outros queiram nela também entrar. Este é o reino de Deus e que devemos ensiná-lo a filhos e netos. - Você já se sente vivendo numa “terra diferente” ou ainda está à sua espera? – Como você tem vivido o ensinamento do Senhor? – Qual o resultado da vida que você tem vivido? – Você tem despertado a atenção de alguém pelo seu modo de viver? - O que seria para você esta terra prometida por Deus? - Você é feliz?


Salmo 147 – “Glorifica o Senhor, Jerusalém!”


O Senhor envia suas ordens para a terra por meio da Sua Palavra que nós anunciamos. Do céu Ele faz cair proteção e abrigo para aqueles que confiam nas Suas promessas, pois escutam e praticam a Sua Palavra, Seus Preceitos e Suas Leis. Os preceitos do Senhor nos são dado com carinho, por isso, somos chamados a, como Jerusalém, glorificar o Senhor com a nossa vida, nosso louvor e nossas ações.


Evangelho – Mateus 5, 17-19 - “A lei de Deus é perfeita”


Se percebermos o que se passa dentro do nosso coração, veremos que nada dentro de nós mudou e que o ser humano precisa hoje, como sempre, dos valores que a Lei do Senhor propõe. A lei de Deus é perfeita para a nossa alma e para a nossa vida. Por isso, Jesus veio confirmar tudo o que já foi escrito: ”Não penseis que vim abolir a lei e os profetas” “vim para dar-lhe pleno cumprimento”. As leis e os mandamentos de Deus não mudam, porém, muda o nosso entendimento. Deus não muda o Seu Plano, o que era, é e sempre será. Por isso, Jesus veio ao mundo, também, para dar cumprimento a Lei de Deus que estava sendo deturpada. Ele mesmo é quem nos ensina: é grande no reino dos céus quem pratica e também ensina os Seus mandamentos. Nós muitas vezes, nos apegamos à Lei de uma forma distorcida e nos apegamos apenas aos acessórios, por isso nos equivocamos e esquecemos o que é essencial. Portanto, não podemos ficar nos confundindo hoje com as falsas ideias de que isto e aquilo são coisas do passado, que o mundo é outro e que os valores mudaram. Jesus veio dar uma nova roupagem à lei que os antigos pregavam. Deus trabalha com a nossa humanidade. Ele é paciente e espera as nossas resoluções. Porém, a essência da lei e do direcionamento de Deus tem sempre o mesmo objetivo: a vivência do amor que dá ao homem, feito à Sua imagem e semelhança, a felicidade e plenitude de vida. Praticar os mandamentos e ensiná-los aos outros, dar-nos-á uma qualidade de vida superior à que tem os que não os praticam. Para sermos considerados grandes no reino dos céus precisamos apenas viver o amor aqui na terra e assim podemos fazer o que quisermos. – O que você acha que mudou no coração do homem? - Você é daqueles (as) que acham que certos valores já eram? – Qual é o conceito que você tem da Lei de Deus? – Como você acha que Deus o (a) considera: menor ou maior no reino dos céus? Helena Colares Serpa, Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Mateus 5,17-19 Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.— Glória a vós, Senhor!Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17“Não pen­seis que vim abolir a Lei e os Profetas”. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei, sem que tudo se cumpra.19Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO JOÃO CLÍMACO

Nasceu na Palestina em 579, dentro de uma família cristã que passou para ele muitos valores, possibilitando a ele uma ótima formação literária.Clímaco desde cedo foi discernindo sua vocação à vida religiosa. Diante do testemunho de muitos cristãos que optavam por ir ao Monte Sinai, e ali no mosteiro viviam uma radicalidade, ele deixou os bens materiais e levou os bens espirituais para o Sinai. Ali, com outros irmãos, deixou-se orientar por pessoas com mais experiência, fazendo um caminho pessoal e comunitário de santidade.Foi atacado diversas vezes por satanás, vivendo um verdadeiro combate espiritual.São João Clímaco buscou corresponder ao chamado de Deus por meio de duras penitências, pouca alimentação, sacrifícios, intercessões e participação nas Santas Missas.Perseverou até o fim da vida, partindo para a glória aos 70 anos de idade. São João Clímaco, rogai por nós!

terça-feira, 29 de março de 2011

HAVERÁ LUGAR PARA TODOS NA BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II


Organização desmente que se criou “situação de emergência” e incentiva a participar

Roma, terça-feira, 29 de março de 2011 (ZENIT.org) - "Roma está pronta para acolher todos os peregrinos que quiserem vir: temos disponibilidade de lugares, assim como todas as cidades perto de Roma." Estas foram as palavras de Dom Liberio Andreatta, na apresentação operacional dos eventos relacionados à beatificação de João Paulo II. A reunião foi realizada na sede do Vicariato de Roma, com a presença de significativas autoridades civis, desmentindo assim as vozes que anunciavam uma situação de emergência. Para se deslocar dentro Roma, o bilhete dos peregrinos permitirá utilizar o transporte público gratuitamente durante os três dias; o metrô funcionará 22 horas por dia (exceto das 2h às 4h). Para chegar à capital, serão utilizados os trens, os mesmos que em dia úteis transportam milhares de pessoas, só que, nesses dias, sem o fluxo de trabalhadores. Haverá também uma "noite branca" de igrejas e locais de entrega de pacotes com alimentos. "Esta será uma demonstração de como João Paulo II é amado", disse Dom Andreatta, que precisou: "Escolheu-se o dia 1º de maio, domingo ‘in Albis', porque é dedicado à Misericórdia Divina, porque ele quis santificar Santa Faustina e porque morreu logo depois das vésperas da Festa da Divina Misericórdia." Os três eventos relativos à beatificação são: - A vigília no ‘Circus Maximus', em 30 de abril, presidida pelo cardeal Agostino Valli, organizada pela diocese de Roma e à qual Bento XVI participará por meio de uma conexão de vídeo. Será possível entrar enquanto houver espaço e não se precisará de ingressos ou tickets. - A Missa da beatificação de João Paulo II, em 1º de maio, às 10h, presidida pelo Santo Padre. Depois, na basílica de São Pedro, no altar da Confissão, será aberta a veneração dos restos mortais de João Paulo II, até o final da fila de fiéis. - A Missa de Ação de Graças, na segunda-feira, 2 de maio, em São Pedro. O evento conclusivo será presidido pelo secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone. Durante a coletiva de imprensa, foi reiterado várias vezes que não haverá tickets para entrar no ‘Circus Maximus' nem em São Pedro. Ninguém pode, portanto, vender bilhetes de entrada para os eventos. A organização do evento foi confiada à Obra Romana de Peregrinações (ORP), que preparará, no ‘Circus Maximus', o sistema de vídeo, áudio e palco para a celebração da vigília, que estará conectada, pela internet, a cinco santuários do mundo. As áreas periféricas de São Pedro serão equipadas com telões: Castel Sant'Angelo, Via della Conciliazione, Piazza Risorgimento e outros lugares, tudo gerido por 2.500 voluntários. Também serão distribuídos pacotes com alimentos; a ‘Nestlé' doou um milhão de garrafas de água. Haverá um kit de informações, com passeios na região do Lácio, que estão relacionados com a vida de João Paulo II, além de serviços de cuidados à saúde. Serão facilitadas as tarifas de trem, de companhias aéreas, navios etc. "Os custos, ao contrário de outras vezes, considerando a difícil situação econômica atual - disse Dom Andreatta -, não pretendem pesar nos balanços das administrações públicas." E indicou: "Nós sabemos, através da Cáritas, que muitas famílias têm dificuldade para chegar ao final do mês. E embora cada evento traga riqueza, porque a prefeitura acaba recolhendo impostos, o verdadeiro evento é religioso e, portanto, queremos pensar também nessas famílias". "O custo estimado é de três ou quatro euros por pessoa. Não se sabe, portanto, o montante total do evento, visto que variará segundo a quantidade de pessoas que vierem a Roma", disse Dom Andreatta, acrescentando: "No final do evento, será divulgado o orçamento de forma transparente, de modo a saber como os recursos foram utilizados. Tudo faturado e com IVA". O Pe. Caesar Atuire, administrador da ORP, reiterou: "Não há nenhuma emergência, há lugares para todos. Venham a Roma, que Roma os acolherá". Sobre os preços inflacionados de hotéis, lembrou que assinaram um decálogo ético com a federação hoteleira e as coisas estão voltando ao normal. E reiterou que "ninguém está autorizado a vender ingressos para entrar na Praça de São Pedro nem para outros eventos". Atuire recordou que "ninguém será deixado de fora por motivos financeiros; os jovens que não têm como pagar alojamento terão lugares exclusivos para dormir". Em relação ao estacionamento, haverá várias áreas em torno de Roma. Assim, o sistema será reforçado com meios de transporte e principal será o trem. Também haverá estacionamentos facilitados para pessoas portadoras de deficiência. O tempo aconselhado para viver bem o evento, disse o Pe. Atuire, é de três dias. "Haverá uma organização modular- reiterou -, que permitirá assistir todos os peregrinos que quiserem vir. O número pode mudar e nós estamos prontos." Estima-se que serão pelo menos 300 mil peregrinos. Após o evento, se sobrarem fundos das doações recebidas, serão destinados a um refeitório para os desabrigados na área da estação Termini. Sobre a coincidência com as celebrações de 1º de maio, considerado por alguns como uma data que a Igreja está "roubando" dos trabalhadores, o Pe. Atuire disse que "não existe conflituosidade com o concerto de São João de Latrão, porque a cerimônia será de manhã e o concerto, à tarde". Ele também lembrou que o dia 1º de maio é a festa de São José Operário e que a palavra "roubo" sugere uma ideologização. Em 5 de abril, haverá uma coletiva de imprensa institucional, com o conteúdo do evento e alguns novos detalhes. Sobre a presença de 300 mil peregrinos, considerados poucos com relação aos dois milhões estimados inicialmente, o gerente da ORP considerou que depende também de como são feitos os cálculos, visto que, se forem baseados nos eventos, pode-se chegar até a 1,5 milhão. Abriu-se, além disso, uma conta em diversos bancos e os doadores não pagarão taxas extras. Do selo comemorativo se ocupará o Ministério do Desenvolvimento e ele será oficialmente entregue em 29 de abril, junto com a medalha; ambos estão baseados em uma foto de João Paulo II, tirada em 1999.

PAPA BENTO XVI ENVIA MENSAGEM PARA BISPOS PARTICIPANTRES DE ENCONTRO NA COLÔMBIA


Bento XVI enviou uma mensagem aos participantes do encontro de bispos responsáveis pelas Comissões para a Vida e a Família da América Latina e do Caribe. Os trabalhos começaram ontem, 28, abertos pelo presidente do Conselho Episcopal Latino-americano (Celam), cardeal Raym... Leia mais...

CNBB PROMOVE 1º SEMINÁRIO PARA NOVAS COMUNIDADES


O seminário aconteceu na na Casa de Retiros Jesus Crucificado e teve a participação de 35 pessoas

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou o primeiro seminário para as Novas Comunidades. Estavam presentes bispos e representantes de 14 Novas Comunidades ligadas à organização internacional Catholic Fraternity, entre elas a Comunidade Canção Nova, que foi representada pela cofundadora, Luzia Santiago, pelo formador geral, padre Wagner Ferreira, e pela secretária geral, Vera Lúcia Reis. Além da Canção Nova, participaram as comunidade Face de Cristo, Sementes do Verbo, Nova Aliança, Palavra Viva, Aliança de Misericórdia, Obra de Maria, Bom Pastor, Mar a Dentro, Arca da Aliança, Shalom, Doce Mãe de Deus, Pantokrator e Comunidade de Jesus.Luzia Santiago enfatizou a surpresa com que recebeu o convite para o evento. “Sempre foi um anseio não só da Canção Nova, mas das demais comunidades por este diálogo com as Comissões da CNBB”, disse. “Espero que este seminário possa ser um momento para que nos deixemos conhecer, nos revelar, porque é somente conhecendo que se ama e assim podermos trabalhar mais pela evangelização do Brasil”, acrescentou.


Canção Nova Notícias, com CNBB

EVANGELHO É FONTE PARA ENFRENTAR DESAFIOS NA FAMÍLIA, DIZ PAPA

“Não podemos permanecer indiferentes” diante dos ataques que atingem hoje a família, célula fundamental da sociedade, disse o Papa Bento XVI em mensagem enviada nesta segunda-feira, 28, ao encontro realizado em Bogotá, Colômbia, que reuniu os bispos responsáveis pelas Comissões episcopais da Família e da Vida na América Latina e no Caribe.O bem da família é um dos principais valores dos povos da América Latina, mas muitas famílias, salienta o Santo Padre, sofrem por causa de muitas “situações muitas vezes provocadas por mudanças culturais, instabilidades sociais, fusões migratórias, pobreza, programas educacionais que banalizam a sexualidade e falsas teologias”. É no Evangelho, destaca Bento XVI, que se encontra a luz para responder a estes fenômenos. “É dele que recebemos diligência e entusiasmo para acompanhar as famílias na descoberta do projeto de amor que Deus tem para nós”, disse. O Papa enfatizou que nenhum esforço será inútil para que as famílias – fundadas na união indissolúvel entre um homem e uma mulher – levem sempre sua missão de ser célula viva da sociedade, berço de virtudes, escola de convivência construtiva e pacífica, instrumento de concórdia e âmbito privilegiado no qual acolher a vida e protegê-la desde seu inicio até seu fim natural. O Pontífice ressaltou também a importância de continuar animando os padres em seu direito e obrigação fundamental de educar as novas gerações na fé e nos valores que dignificam a existência humana. Aparecida foi o tema da segunda parte da mensagem lida pelo presidente do Pontifício Conselho para a Família, Cardeal Ennio Antonelli. Para o Papa, o evento de 2007 é fonte de estímulo para as Pastorais Matrimonial e Familiar. “A Igreja conta com os lares cristãos e os chama a ser verdadeiros atores da evangelização e do apostolado, convidando-os a conscientizar-se de sua valorosa missão no mundo”, enfatizou o Santo Padre.Neste sentido, Bento XVI exortou os participantes da reunião a refletirem sobre as grandes linhas pastorais definidas pelos episcopados em Aparecida, a fim de que a família possa vivenciar um profundo encontro com Cristo através da escuta de sua Palavra, da oração, da vida sacramental e da prática da caridade. Para isso, frisou o Papa, é preciso incrementar a formação de todos os que, de uma forma ou de outra, se dedicam à evangelização das famílias.Expressando seu afeto e solidariedade a todas as famílias da América Latina e do Caribe, especialmente as que estão em condição difícil, Bento XVI concedeu sua bênção apostólica a todos os presentes e aos engajados com a evangelização e a promoção do bem das famílias. O encontro termina na sexta-feira, 1º de abril. Canção Nova Notícias, com Rádio Vaticano

REGIÃO EPISCOPAL SERTÃO SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS REALIZA ENCONTRO DE FORMAÇÃO SOBRE A CAMPANHA DA FRATERNIDADE

A Região Episcopal Sertão São Francisco das Chagas está realizando nas Paróquias da Região, Encontros de Formação sobre a Campanha da Fraternidade 2011. Aconteceu nos dias 5 e 12 de março encontro nas Paróquias de Canindé e Paramoti. Na Paróquia de Caridade no dia 19 de março; na Paróquia de Itapebuçu e na Área Pastoral de Caiçara será no dia 2 de abril. Procuraremos trabalhar esse tema não só no período da Quaresma, mas durante todo o ano informam os organizadores. Informações pelo telefone (85) 3320 1258, na Secretaria Região.

SETOR OESTE DA REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOSÉ PROMOVE MANHÃ DE FORMAÇÃO

O Setor Oeste da Região Episcopal São José oferecerá aos animadores de pastorais a oportunidade de participar de uma Manhã de Formação em âmbito Setorial, porém aberto à participação das Paróquias dos outros Setores da Região. A Formação acontecerá no dia 04 de abril, das 8h30min às 12h, na Paróquia de Santo Afonso (Igreja Redonda), situada na Av. Jovita Feitosa, 2733, Parquelândia. O Tema abordado será “Missão”, tendo como assessor Dom José Luiz Ferreira Salles, Bispo Auxiliar de Fortaleza. Estão convidados a participarem representantes do CPP e Animadores de Pastorais. Informações pelo telefone 3223 - 8785.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

29/03/11 – 3ª. Feira III semana da Quaresma Reflexão Pessoal – Daniel 3, 25.34-43 – “a fornalha ardente” De “alma contrita e espírito de humildade”, Azarias (Daniel) e seus companheiros, que por ordem do Rei Nabucodonosor haviam sido jogados na “fornalha ardente”, por se recusarem a adorar a estátua dos seus deuses louvavam e bendiziam ao Senhor. Deste modo, no meio do fogo Daniel assume o pecado do seu povo e se dirige ao Senhor com grande arrependimento: “estamos reduzidos ao menor de todos os povos… por causa de nossos pecados” e a Ele pede clemência pelos desmandos do seu povo que passava por humilhação no exílio. Não era propriamente o pecado de Daniel, mas o pecado de uma comunidade. Precisamos, também nós, de “alma contrita e em espírito de humildade, de todo o coração” ter confiança na misericórdia do Senhor, para assumirmos que somos coniventes com a maldade que impera no mundo! Nós nunca queremos assumir também o pecado coletivo que causa consequências na sociedade. Entendemos que fazemos tudo certo e achamo-nos “bonzinhos (as)”, por isso nunca temos culpa de nada. No entanto, as sequelas das nossas pequenas faltas também contribuem para que sejamos provados, enquanto caminhamos aqui na terra. A fornalha ardente significa para nós a hora da provação, do sofrimento, da grande dificuldade, do beco sem saída, quando não temos a quem recorrer. O fogo são as angústias, as aflições, as incertezas, o abandono, as decepções que nós experimentamos na nossa vida. Nestas horas quantos de nós ao invés de nos apegarmos a Deus, praguejamos e nos rebelamos, só piorando a nossa situação! Como eles, nós também às vezes nos sentimos solitários (as), desamparados (as), sem “chefes, sem profetas, sem guias”, mas o Senhor continua atento às nossas preces e ao louvor que brota de dentro de nosso coração. Louvar no meio da dificuldade é a maior experiência que a nossa alma humana pode vivenciar. Não há quem tenha feito essa prova alguma vez na vida, que possa esquecer o momento da graça do Senhor que nos faz louvá-Lo e Nele confiar. Nessas horas tudo o que nos acontecer será o melhor, pois estará centrado na vontade de Deus para nós. - Até que ponto você se acha responsável pelas coisas ruins que acontecem no mundo? E na sua família, na comunidade? – Como é a sua reação nos momentos de fogo: humildade ou revolta? – Você já experimentou louvar a Deus “no meio do fogo”, da dificuldade, do sofrimento? Salmo 24 – “Recordai, Senhor a vossa compaixão!” Nos momentos de dificuldades e de penúria devemos pedir ao Senhor que nos mostre o Seu caminho. A estrada de Deus é a mais segura para nós e a verdade da nossa vida está na Sua Palavra que nos orienta e nos conduz. Somente quem tem experiência com a Palavra de Deus pode provar da Sua compaixão porque nela encontra conforto, sabedoria e ânimo para prosseguir caminhando protegido (a). Evangelho – Mateus 18, 21-35 – “perdoar sempre” Ao responder a pergunta de Pedro, Jesus revela para nós o princípio da oração do Pai Nosso. Deus nos perdoa sempre, não só uma vez nem dez, mas sempre, porém espera que nós também perdoemos aos nossos devedores, sempre. Somos devedores uns dos outros aqui nesta terra. Portanto, a hora é essa! Nós estamos vivendo dentro do prazo que o Senhor nos dá para que possamos pagar a “dívida” que assumimos diante do mundo em consequência das nossas más ações ou da má aplicação dos bens que Dele recebemos. Muitas vezes, nós também já suplicamos que o Senhor nos concedesse um prazo, uma chance e não percebemos de que ela já nos está sendo outorgada enquanto aqui vivemos, porque a hora é essa. E como vamos pagar esta dívida? Rezando muito ou indo muito à missa, ou apenas confessando aos pés do padre a nossa culpa? Jesus contou esta parábola para nos conscientizar de que prestamos contas com Ele quando nós também damos oportunidade aos nossos devedores para que eles paguem os seus débitos para conosco. Quando temos paciência com o próximo, quando também aceitamos as suas reivindicações ou compreendemos as suas razões, quando finalmente, nós também sabemos perdoar até setenta vezes sete, isto é, sempre. – Você usa de misericórdia com o próximo da mesma forma que alcança a misericórdia de Deus? – Como você age com as pessoas que lhe devem alguma coisa? – Você dá alguma chance a elas ou prefere revanche? – Você perdoa? Helena Colares Serpa, Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Mateus 18,21-35 Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. — Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, 21Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?”22Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e seus filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo’. 27Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28Ao sair dali, aquele empregado encontrou um de seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. 29O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei’. 30Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que ele pagasse o que devia. 31Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?’ 34O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida.35É assim que meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO CONSTANTINO

Rei de uma região da Inglaterra, casou-se, mas não assumiu seriamente esta aliança, tanto que deixou a esposa para se dedicar às guerras militares. Nesta aventura de poder e fama, ele – como São Paulo - 'caiu do cavalo'. Era pagão, converteu-se ao Cristianismo e assumiu seriamente o chamado à santidade. Entrou para um mosteiro irlandês e descobriu seu chamado ao sacerdócio. Junto com outro santo, percorreu muitas regiões da Inglaterra anunciando o nome de Jesus, que tem o poder de nos dar a vitória sobre o 'homem velho'.Constantino foi martirizado no ano de 598, atacado por pagãos duros de coração ante o Evangelho. São Constantino, rogai por nós!

segunda-feira, 28 de março de 2011

BRASILEIROS FAZEM CAMINHADA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE EM ROMA


Representantes dos Religiosos Brasileiros em Roma (RBR) e da Comunidade brasileira Nossa Senhora Aparecida realizaram, no domingo, 27, a tradicional caminhada da Campanha da Fraternidade pelas ruas de Roma.Leia mais...

MUITO BONITO O ENCERRAMENTO DOS FESTEJOS COMEMORATIVOS AOS 40 ANOS DA PARÓQUIA DE SÃO VICENTE DE PAULO







Com uma celebração eucarística presidida por dom Aldo Pagotto, arcebispo da Paraíba, ficaram encerrados na noite passada os festejos comemorativos aos 40 anos da Paróquia de São Vicente de Paulo, que tem como pároco o padre Raimundo Neto, que num pronunciamento de 20 minutos fez um histórico completo, dizendo que “quando a Paróquia de São Vicente nasceu em tinha 10 anos”. A missa foi concelebrada por dom Edmilson Cruz, dom Adalberto, bispos eméritos os monsenhores João Jorge, vigário geral e Souto e os padres Dourado, Almeida, Apolônio, Vicente Moraes, Marcos Antônio , Luís Gonzaga, Haroldo Coelho e Rafael, secretário do Arcebispo de Fortaleza, dom José Antonio, que não pode comparecer, juntamente com dom José Luís Sales, bispo auxiliar de Fortaleza, porque se encontravam doente, o mesmo ocorrendo com dom Benedito, que foram convidados. Antes de ser iniciada a missa, houve uma apresentação do coral infantil, que entoou uma música em francês, “Ta Famille Vincente”, O padre Neto agradeceu a presença de todos, começando pelas irmãs da Caridade e falou sobre os párocos, a começar pelo padre Souto e os seus sucessores e, especialmente, o padre Mariano, afastado de suas atividades paróquias por motivos de saúde, substituído pelo padre Clairton Alexandrino e depois por ele, padre Neto, que em sua administração os paroquianos viram realizado seu grande sonho de que a paróquia tivesse sede própria. PROGRAMAÇÃO Padre Neto falou sobre a programação do domingo, que começou com uma missa às 6h30, vindo em seguida, às 8 horas, um recital do coral Cantate Domino e do Ministério de Música da Comunidade Recado. Às 12 horas, foi oferecido um almoço a 40 pessoas idosas e carentes da Paróquia e de duas adorações ao Santíssimo. E aproveitou para dizer também sobre a festa dançante do Náutico e da Semana Missionária, que começou no dia 19 e terminou no dia 26, quando foram visitadas casas, condomínios e estabelecimentos comerciais. E finalizando, dom Aldo Pagotto, que presidiu a celebração eucarística, disse que se sentia honrado em celebrar a Missa e de ter sido convidado para o fechamento daquela festa, por sinal, muito bonita.

NA QUARTA-FEIRA, ENCONTRO DA CATEQUESE DA REGIÃO EPISCOPAL SERTÃO SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS

Na próxima quarta-feira, dia 30, acontecerá Encontro da Catequese na Região Episcopal Sertão São Francisco das Chagas, com os coordenadores paroquiais de Batismo, 1ª Eucaristia e Crisma. Será em Canindé, a partir das 8 horas, dando início à Formação da Iniciação Cristã. Informações pelo telefone (85) 3320 1258, na Secretaria Região.

REGIÃO EPISCOPAL SÃO JOSÉ LEMBRANDO O PRAZO DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE SUAS PARÓQUIAS: 15 DE ABRIL


A Coordenação da Região Episcopal São José e o Vigário Episcopal pedem, encarecidamente, aos digníssimos Párocos e aos Movimentos que atuam na Região muito interesse para cumprir o cronograma de avaliação arquidiocesana, determinado na reunião da Coordenação de Pastoral e Vigário Episcopais em 1 de dezembro de 2010. Os passos a serem dados já foram enviados na carta do Pe. Clairton Alexandrino (foto), para todos os párocos. Lembramos que o Prazo de Entrega dos Relatórios de suas Paróquias será 15 de abril. A coordenação espera receber esses relatórios das Assembleias Paroquiais no tempo previsto, pois o prazo é bastante curto para tanto trabalho. Informações pelo telefone 32319 1070, na secretaria da Região Episcopal São José.

MISSA DE ORDENAÇÃO EPISCOPAL DE DOM ROSALVO, NOVO BISPO AUXILIAR DE FORTALEZA


Dom Rosalvo Cordeiro de Lima foi ordenado bispo no Ginásio do Clube Náutico, Mogi das Cruzes-SP. O Bispo Sagrante foi Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo de Fortaleza-CE, Bispos Consagrantes Dom Emílio Pignoli e Dom Paulo Antonino Mascarenhas Roxo,Opraem, estiveram presentes Dom Airton José dos Santos, Dom Moacir Silva, Dom Fernando Legal,SDB, Dom Tomé Ferreira da Silva, Dom Armando Martin Guitiérrez,FAM, Dom José Luiz Ferreira Sales,CSsR e Dom João José da Costa,OCarm, além do clero diocesano de Mogi das Cruzes, padres de dioceses vizinhas, religiosos, parentes, amigos de Dom Rosalvo, autoridades civis e militares da Região do Alto Tietê e numerosos fiéis que lotaram o Clube Náutico Mogiano.

A Bula Pontifícia do Papa Bento XVI foi lida pelo assistente Pe Jorge Eduardo Coimbra do Almo, Reitor do Seminário Diocesano Imaculada Conceição – Nova Friburgo-RJ, Monsenhor Carlos José de Oliveira, Pároco do Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora da Piedade – Lençois Paulista-SP também esteve presente como padre assistente. A emoção tomou conta de todos com a Ordenação Episcopal do 1o. Padre Diocesano de Mogi das Cruzes, já que a Diocese completa no próximo ano, seu Jubileu de Ouro, 50 anos de Instalação, conforme as palavras de Dom Airton José dos Santos, Bispo Diocesano.



Fonte: Site da Arquidiocese de Fortaleza

BENTO XVI RECEBE EM AUDIÊNCIA SUA BEATITUDE CHRYSOSTOMOS II


Arcebispo de Nova Justiniana e de Todo o Chipre, Sua Beatitudine Chrysostomos II, e o Papa Bento XVI

O Papa Bento XVI recebeu em audiência privada o Arcebispo de Nova Justiniana e de Todo o Chipre, Sua Beatitudine Chrysostomos II, ao final da manhã desta segunda-feira, 28.A conversa centrou-se especialmente sobre a situação dos cristãos no Oriente Médio e sobre o tema da liberdade religiosa na Ilha de Chipre. Sua Beatitude estava acompanhado pelo padre Demosthenis Demosthenous e pelo doutor Ioanni Charilaou. O Arcebispo ortodoxo encontrou-se também com o secretário de Estado, Cardeal Tarcisio Bertone.O Arcebispo é Chefe da Igreja Ortodoxa do Chipre e também foi visitado pelo Santo Padre durante a viagem de Bento XVI ao país, em junho do ano passado.


Leonardo Meira/Canção Nova Notícias, com informações do Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé (tradução de CN Notícias)

NOTA DE PESAR DA DIOCESE DE GUARABIRA PELO FALECIMENTO DO PADRE JOSÉ COMBLIN


“Se o grão de trigo que cai na terra não morre, fica só. Mas, se morre, produz muitos frutos” (Jo 12,24). A Diocese de Guarabira recebeu com tristeza profunda a notícia da morte do Pe. José Comblin, aos 88 anos de idade, ocorrida, na manhã deste domingo, dia 27, no mun... Leia mais...

DIOCESE DE SOBRAL GANHA SEIS NOVOS PADRES


Padre Renato Welton, ao lado do bispo diocesano dom Odelir Magri, durante ordenação(Foto: Wilson Gomes)

Paróquias da Diocese de Sobral comemoraram a ordenação de padres, com celebração do bispo dom Odelir Magri


Sobral - A Diocese deste Município ganhou seis novos padres em diferentes paróquias. Os primeiros a serem ordenados foram os filhos de Ipu, Gerson Luís Peres Gomes, Marcos Neves de Oliveira e Herlândino Sampaio de Paiva. Na sexta-feira foi a vez dos fiéis de Reriutaba prestigiar a ordenação do diácono Renato Welton de Farias Bôto, que exerce seu ministério eclesial na paróquia de Nossa Senhora Sant´Ana, na cidade de Santana do Acaraú. Em Massapê, também no final de semana, foi ordenado sacerdote o diácono João Batista Diniz Ferreira, e no dia 8 de abril será ordenado padre o diácono Fábio Gomes Ferreira. A celebração eucarística será no distrito de Macaraú, em Santa Quitéria, cuja paróquia pertence a Santo Antônio de Cariré.Uma das cerimônias mais prestigiadas foi a de ordenação sacerdotal do diácono Renato Welton, ocorrida na sexta-feira, no Patamar da Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Reriutaba. A celebração contou com as presenças de padres, diáconos e seminaristas das dioceses de Sobral e Tianguá e foi presidido pelo bispo diocesano Dom Odelir José Magri.


Fonte: Diário do Nordeste

CASAMENTO NA IGREJA - REFLEXÕES PARA NAMORADOS, NOIVOS E CASAIS

Caríssimos amigos, queremos apresentar um livro que comenta com linguagem simples alguns aspectos do sacramento do matrimônio. É indicado para namorados, noivos, casais e também para as pastorais e grupos que atuam na área, como os Cursos de Noivos. Aproveite agora mesmo e solicite mais informações de como adquirir o livro e ajudar o Seminário Diocesano São Tiago, da diocese de São João del-Rei.E-MAIL:tasantosjr@yahoo.com.brAPENAS: R$ 24,99 (COM FRETE INCLUIDO)

ESTADOS UNIDOS: SPOTS DE RÁDIO QUE PROMOVEM O CASAMENTO

Campanha organizada pela conferência episcopal WASHINGTON, D.C., (ZENIT.org) - A Conferência Episcopal dos Estados Unidos pretende ajudar os casais hispânicos no desafio de tentar viver um casamento e uma vida familiar saudáveis. Uma campanha publicitária de rádio intitulada "Casais que inspiram" começará no próximo mês. A Conferência Episcopal dos Estados Unidos (USCCB) anunciou nesta quarta-feira a iniciativa de língua espanhola para apoiar o casamento e a família. A campanha intitulada "Casais que inspiram", é composta por 9 spots de rádio com duração de 30 segundos, dirigidos a diferentes faixas etárias. "A maioria dos latinos acredita na instituição do casamento", disse o coordenador da iniciativa. Alejandro Aguilera-Titus, diretor de Assuntos Hispânicos da Secretaria da Diversidade Cultural na Igreja, acrescentou que o objetivo principal desta campanha é "validar a importância do casamento como a base e o fundamento sobre o qual construir famílias mais fortes e estáveis". Segundo dados recentes do Censo da População dos Estados (U.S. Census Bureau), em 2010, menos da metade dos lares do país, 49,7% era chefiado por um casal. Comparativamente, os dados do Censo 2010 revelam que 66% dos lares hispânicos eram constituídos por um casal.A campanha publicitária de rádio foi desenvolvida pela empresa ‘OpenMedia (openmedia.tv) de Miami, Flórida, e sua produção foi financiada pela Campanha Católica para a Comunicação. Os comerciais serão divulgados em três "ondas de mídia" diferentes ao longo de 2011 e espera-se que os primeiros comecem no final de abril.Prioridade Fortalecer o casamento é uma das cinco prioridades da USCCB para 2011; e reconhecer a diversidade cultural, com especial ênfase no ministério latino-americano, é uma delas. Os bispos têm sites em inglês e espanhol, chamados ‘For Your Marriage' e ‘Por Tu Matrimonio'.‘Por Tu Matrimonio' foi lançado em 2010 e teve mais de 100 mil acessos em apenas um ano. A média é de cerca de 1.500 visitas diárias. "Esperamos que os spots de rádio incentivem os ouvintes a visitar portumatrimonio.org - disse Aguilera -, onde encontrarão informações valiosas, profundas e práticas para aqueles que querem reforçar o seu casamento e união familiar." Os hispânicos representam mais de 35% dos católicos dos EUA; contando com população hispânica, a Igreja Católica Igreja cresceu 71% desde 1960. Em anos anteriores, constatou-se que 15% dos novos sacerdotes ordenados nos EUA têm ascendência hispânica ou latina.--- --- ---Na internet: www.portumatrimonio.org/

LIVRO DO PAPA ATINGE 35 MIL EXEMPLARES EM PORTUGAL


Roma (ZENIT.org) - O segundo volume do livro de Bento XVI sobre Jesus foi reimpresso pela terceira vez em Portugal, chegando aos 35 mil exemplares. De acordo com a Principia Editora, a obra tem conseguido sucesso "junto dos leitores e dos livreiros", refere ‘Agência Ecclesia'. "Jesus de Nazaré. Da Entrada em Jerusalém até à Ressurreição" desenrola-se em nove capítulos, mostrando, segundo o Papa, as palavras e acontecimentos decisivos da vida de Cristo. O volume, publicado a 10 de março, é o segundo de uma trilogia prometida pelo Papa.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

28/03/11 – 2ª. Feira III semana da Quaresma Reflexão Pessoal – 2 Reis 5, 1-15 – “o guerreiro leproso” A história de Naamã reflete a nossa mentalidade humana diante das circunstâncias que a vida nos impõe, quando não entendemos a intervenção poderosa de Deus e achamos que agradando aos “reis e soberanos” da terra, encontramos a saída para as nossas moléstias. Equivocado, Naamã quis comprar a sua cura, levando ao rei de Israel presentes para agradá-lo e fazer com que Eliseu, o profeta o recebesse para uma “oração de cura” especial. Porém, o rei diante do que lhe era proposto reagiu com veemência e recusou os seus presentes reconhecendo a sua incapacidade e até suspeitando ser vítima de um embuste. No entanto, Eliseu, homem de Deus, com naturalidade, sem mesmo precisar vê-lo, o instruiu para que mergulhasse sete vezes no Jordão a fim de que a sua carne fosse curada e limpa. E foi justamente essa sua simplicidade que levou Naamã a desconfiar da sua orientação. Ele, sem imaginar que Deus teria poder de tocá-lo e curá-lo sem necessidade de que estivesse na presença de “homens”, afirmou: “Eu pensava que ele sairia para me receber e que, de pé, invocaria o nome do Senhor, seu Deus, e que tocaria com sua mão o lugar da lepra e me curaria”. Assim também, nós reagimos quando estamos com alguma enfermidade física e espiritual e procuramos a cura. Não queremos perder tempo, pois nos consideramos pessoas muito importantes. Ambicionamos o melhor médico, o melhor atendimento, procuramos para nós algo que nos distinga das outras pessoas. E quando buscamos a cura por meio da oração, corremos em busca de milagreiros ou então, pleiteamos uma oração especial que seja dirigida somente a nós. Mas Deus tem uma maneira muito simples de nos curar e nos manda “mergulhar sete vezes no Jordão. Mesmo que sejamos como Naamã, um valente guerreiro, será pela nossa perseverança, pela nossa constância e fidelidade que nós obteremos os favores de Deus que cura as nossas enfermidades e as nossas “lepras”. É fiel quem tem fé e quem aceita o tratamento do Espírito Santo, que na maioria das vezes, tem efeito por meio de uma simples oração, pela participação na Eucaristia, na confissão, ou pela prática do jejum, da esmola, das boas ações, do perdão ao irmão (ã), feitos com perseverança. Queremos coisas muito especiais, por isso, continuamos leprosos (as) necessitados (as) de atenção, porém o Senhor cheio de misericórdia e de amor nos ordena apenas que mergulhemos sete vezes no Jordão. – O que é para você mergulhar no Jordão? – Você confia em que o Senhor pode curá-lo sem que você precise estar na presença dos “Eliseus”? – Você é perseverante na oração e nos sacramentos? Salmo 41 –“Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: e quando verei a face de Deus?” Somos enfermos, sedentos e necessitamos da água de Deus que é a Sua Misericórdia. A sede que temos de Deus se manifesta através da tristeza, angústia, da aflição, do medo, da falta de esperança. Porém, quando tomamos consciência de que é o Senhor quem tem o remédio para os nossos males, aí então sentimos a alegria de ver a Sua face que se apresenta a nós de muitas maneiras. Cante esse salmo e tenha a sua alma refrigerada e consolada. Evangelho – Lucas 4, 24-30 – “um profeta na sua terra” Jesus se reporta às figuras de Elias e de Naamã, o sírio, para nos prevenir de que nem sempre nós teremos sucesso no ambiente em que as pessoas já têm o costume de nos escutar. “Nenhum profeta é bem recebido em sua pátria”, disse-nos Ele. Assim, Elias foi mandado para fazer prodígios na vida de uma viúva, fora de Israel e Naamã, o sírio, precisou ir a Israel para que Eliseu o orientasse e ele fosse curado, mesmo que lá existissem muitos leprosos que não haviam conseguido a cura. Essas interferências são próprias da nossa natureza humana que não admite se curvar diante do poder que Deus tem sobre nós. Jesus falava estas coisas aos judeus que não O reconheciam porque Ele era o filho de um simples carpinteiro que morava perto deles. Todos O conheciam e não acreditavam que Nele estava o poder do Espírito Santo. Por isso, quando nós somos enviados (as) para falar de Jesus no meio da nossa família, nós não precisamos nos angustiar se, às vezes, não conseguimos êxito, mas, tão somente, confiar na força e no poder do Espírito que poderá agir no meio do nosso povo, mesmo que não acreditem em nós. Perseverar e nunca desistir de ir, é a nossa parte. Em todos os lugares e em qualquer situação nós poderemos ser os Elias, os Eliseus de hoje, assim como também, os Naamã e as viúvas de Serepta. Às vezes não fazemos sucesso onde queríamos, mas o Senhor nos envia a alguém a quem nem imaginamos, para que por nosso meio ela possa obter cura e libertação. – A quem você se sente chamado (a) a evangelizar? – Você já fez a experiência de ir à busca dessas pessoas? – Para você o que é evangelizar? – Você já desistiu de evangelizar na sua casa? Helena Colares Serpa, Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Lucas 4,24-30 Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.— Glória a vós, Senhor!Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga: 24“Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. 25De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. 27E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”. 28Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 29Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 30Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO GUNTRANO

Guntrano teve muitos descaminhos, muitas opções erradas. Teve muitas mulheres e muitos filhos. Como todo ser humano buscou a felicidade, porém, em lugares errados.Um homem social, político e de grande influência, mas com o coração inquieto e desejoso de algo maior.Deu toda sua herança para um sobrinho e se decidiu a viver uma radicalidade cristã, ou seja, viver o chamado à santidade.Então, Guntrano passou a ouvir a Palavra de Deus e a acolher os conselhos dos bispos. Governou na justiça, a partir dos bons conselhos recebidos. Viveu a renúncia de si mesmo para abraçar a cruz e fazer a vontade de Deus.Faleceu com 68 anos, depois de consumir-se no amor a Deus e aos irmãos, sendo cristão na sociedade. São Guntrano, rogai por nós!

domingo, 27 de março de 2011

CERCA DE 15 MIL PESSOAS PARTICIPARAM DA III CAMINHADA PENITENCIAL




Debaixo de um chuva fina e com seu início, exatamente às 7 horas, foi realizada a III Caminhada Penitencial, com a participação de um grande número de fiéis católicos. Não era o número esperado pelos organizadores, que admitiam o dobro da presença do ano passado, mas mesmo assim, eles consideram uma boa presença, com a grande maioria usando sobrinhas e guarda-chuvas. Pelos cálculos de um dos membros da comissão organizadora, Afonso Ibiapina, cerca de 15 mil pessoas se fizeram presentes.


A Caminhada começou às 7 horas e terminou às 8h20, com dom José Antonio A. Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza, participando, inclusive ajudando a carregar a cruz e depois celebrando uma missa. As dependências da Catedral estavam tomadas pelos participantes e de pessoas que já se encontravam ali esperando pela celebração eucarística.



ORDENAÇÃO


Dom José Antonio retornou, ontem, de uma viagem a Mogi das Cruzes, São Paulo, onde presidiu a solenidade de ordenação de dom Rosalvo Cordeiro Leite, novo bispo auxiliar de Fortaleza. Ele será apresentado aos fiéis católicos, que fazem parte da Arquidiocese na Quinta-Feira Santa. Na companhia de dom José Antonio, viajaram dom José Luís Salles, bispo auxiliar e o padre Rafael, secretário do arcebispo.

Mais fotos:




ENCERRADO O 4º ENCONTRO DE JORNALISTAS DAS DIOCESES, REGIONAIS E ORGANISMOS DA CNBB


Foi concluído ao meio-dia deste domingo, 27, na Casa de Retiros Assunção, em Brasília, o 4º Encontro Nacional de Jornalistas das Dioceses, Regionais e Organismos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que reuniu 54 jornalistas de 10 estados e do Distrito Fed... Leia mais...

FICHA LIMPA DEVE VOLTAR A SER ANALISADA ANTES DAS ELEIÇÕES DE 2012

A indefinição sobre a validade da Lei da Ficha Limpa pode ser resolvida antes das eleições municipais de 2012. Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que invalidou a norma para 2010, entidades sinalizam com a possibilidade de entrar com uma ação declaratória de constitucionalidade no Supremo ainda este ano. O objetivo é que a Corte se posicione definitivamente sobre pontos da lei que ficaram sem decisão final, para que não haja mais insegurança sobre quem é ou não candidato nas próximas eleições.Da forma que está, a Lei da Ficha Limpa pode ser aplicada plenamente a partir de 2012. Entretanto, o STF ainda não se posicionou sobre pontos conflituosos, como a presunção de inocência até decisão definitiva da Justiça ou a retroação para atingir casos anteriores à edição da lei. Especialistas temem que esses assuntos voltem a ser discutidos apenas nos recursos de políticos barrados nas próximas eleições, já no meio do processo eleitoral, como ocorreu em 2010.O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Henrique Neves é um dos que defendem que a norma volte a ser analisada antes das eleições de 2012. “Seria bom que alguém entrasse com essa ação [ação declaratória de inconstitucionalidade] ainda este ano para que os envolvidos nas eleições não descobrissem em cima da hora o que pode e o que não pode”, argumenta o ministro.O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, também defende que a lei seja analisada antes das próximas eleições. Ele disse que a entidade está estudando a possibilidade de entrar com uma ação no STF para que isso ocorra.“Vejo bastante plausibilidade [que a OAB entre com a ação]. Claro que por um lado seria bom porque estabeleceria melhor a situação, mas não sei se agora seria um bom momento para isso. Mas a Lei da Ficha Limpa não pode continuar com esse tipo de dúvida em função de manifestações desse ou daquele ministro sem que haja efetiva definição”.Outra vantagem de uma futura ação declaratória de constitucionalidade é que todos os pontos polêmicos da lei poderiam ser analisados de uma só vez, e não em conta-gotas a partir dos casos específicos de cada candidato. Segundo a Constituição, além da OAB, podem entrar com ação declaratória de constitucionalidade a Presidência da República, as mesas diretoras de todas as casas legislativas, inclusive as municipais e estaduais, os governadores, a Procuradoria-Geral da República, confederações sindicais ou entidades de classe nacionais.Outro ponto ainda pouco discutido é a possibilidade de o Congresso Nacional alterar a Lei da Ficha Limpa a partir da edição de outra norma que a substitua nos pontos mais polêmicos. Na sexta-feira (25), o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou que “a lei precisa evoluir nos casos de presunção de inocência”. Agência Brasil

ENCONTRO COM JESUS É GARANTIA DE VERDADEIRA FELICIDADE, ENSINA PAPA

O Papa Bento XVI refletiu, antes da tradicional oração mariana do Angelus diante dos milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro neste domingo, 27, sobre o Evangelho que narra o encontro de Jesus com a Samaritana."Cada um de nós pode identificar-se com a mulher Samaritana: Jesus nos espera, especialmente neste tempo de Quaresma, para falar ao nosso, ao meu coração. Ajude-nos a Virgem Maria a não esquecer desse encontro, do qual depende a nossa verdadeira felicidade", disse. Acesse.: NA ÍNTEGRA: Angelus de Bento XVI.: Oração do Angelus na voz do Papa O Pontífice explicou que o "cansaço da viagem" (Jo 4,6), sentido por Jesus, é sinal da sua verdadeira humanidade e também prelúdio da paixão com a qual Ele levou a cumprimento a obra da redenção humana."Deus pai enviou-o para saciar a nossa sede de vida eterna, doando-nos o seu amor, mas para nos dar esse dom Jesus pede a nossa fé. A onipotência do Amor respeita sempre a liberdade do homem; bate à porta do coração e espera com paciência a sua resposta", afirmou. Por fim, Bento XVI disse que é graças ao encontro com Jesus e o dom do Espírito Santo que a fé do homem alcança o seu cumprimento.Ao final do encontro, o Santo Padre lançou um apelo pelo fim de uso de armas na Líbia. Mais cedo, no início da manhã, ele também visitou as Fossas Ardeatinas e disse que a violência entre os homens é ofensa gravíssima a Deus. Leonardo Meira/Canção Nova Notícias

PAPA DIZ QUE VIOLÊNCIA ENTRE OS HOMENS É OFENSA GRAVÍSSIMA A DEUS


Papa discursa frente as Fossas Ardeatinas, em Roma

O Papa Bento XVI visitou as Fossas Ardeatinas, em Roma, na manhã deste domingo, 27. A peregrinação do Pontífice alemão ao Santuário que recorda o terrível massacre nazista contra militares italianos, ocorrido em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, atendeu ao convite da Associazione Nazionale tra le Famiglie Italiane dei Martiri caduti per la libertà della Patria (A.N.F.I.M.).Em seu discurso, o Pontífice citou palavras de um autor desconhecido, escritas na parede de uma cela de tortura em Via Tasso, em Roma, durante a ocupação nazista: "Creio em Deus e na Itália / creio na ressurreição / dos mártires e dos heróis / creio no renascimento / da pátria e na / liberdade do povo"."Afirma o primado da fé, na qual buscar a confiança e a esperança para a Itália e para o seu futuro. O que aconteceu aqui em 24 de março de 1944 é ofensa gravíssima a Deus, porque é a violência deliberada do homem contra o homem. É o efeito mais execrável da guerra, de toda a guerra, porque Deus é vida, paz, comunhão", afirmou.


Leonardo Meira/Canção Nova Notícias/Arquivo


ESTRATÉGIA DE QUALIFICAÇÃO DE PORTA-VOZES ENCERRA O SEGUNDO DIA DE ATIVIDADES NO 4º ENCONTRO DE JORNALISTAS DA CNBB


As exposições do professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC - Minas) Mozahir Salomão, e do jornalista da TV Senado, Ronaldo Martins, sobre “Mídia Training - Estratégia de Qualificação de Porta-Vozes”, contemplou o trabalho desenvolvido pelo... Leia mais...

CONFERENCISTAS ADVERTEM ASSESSORES DE IMPRENSA PARA SITUAÇÕES DE CRISE E DESAFIOS DO JORNALISMO INSTITUCIONAL


“Desafios e conflitos do jornalismo institucional” e “Relacionamento com a imprensa em situações de crise institucional e política”. Foram com estes dois temas que, respectivamente, o professor da Universidade Católica de Brasília (UCB) João José Curvello e a jornalista da Globo News, Cristiana Lôbo (foto), abriram a manhã de trabalhos no 4º Encontro de Jornalistas das Dioceses, Regionais e Organismos da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que acontece em Brasília e reúne 54 jornalistas. Para o professor, os jornalistas em assessorias de imprensa de organizações, devem se preocupar em encontrar caminhos para fazer uma ‘comunicação’ que seja acessada, entendida e garanta ao público ações a partir da comunicação difundida pelas organizações. “É preciso elaborar estratégias de comunicação para agregar valor às informações da instituição. A comunicação nesse contexto é fundamental na construção do sentido na sociedade e nos ambientes organizacionais, considerando os valores agregados”, disse.



PRONTA PARA SER INICIADA A III CAMINHADA PENITENCIAL

Na foto de José Maria Melo (arquivo), dom José Antonio, arcebispo de Fortaleza confessando uma senhora. A Arquidiocese de Fortaleza promove hoje, domingo, a partir das 7 horas, a III Caminhada Penitencial. Dentro do objetivo de refletir nestes tempos de Quaresma, com saída da Igreja de Nossa Senhora da Saúde indo até a Catedral em clima de oração e confissão até a Catedral Metropolitana, onde será realizada uma missa, presidida por dom José Antonio, que acompanhará a penitencial confessando, com sacerdotes. Neste momento, o tempo está nublado, mas leve a sua sobrinha o seu guarda-chuva, mas não deixe de comparecer. O arcebispo, dom José Antonio de Aparecido Tose, que retornou ontem de uma viagem a Mogi das Cruzes, São Paulo, onde presidiu a ordenação episcopal do monsenhor Rosalvo Cordeiro Leite, novo bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, está convocando os católicos por meio de carta enviada a todas as paróquias, inclusive solicitando para que não sejam realizadas celebrações esta manhã. Durante a Caminhada haverá a oportunidade de gestos concretos, que acompanham a manifestação penitencial. Será levada nos ombros dos fiéis uma grande cruz que, segundo o arcebispo, através de uma carta, que está publicada neste blog ”nos recordará como nosso Senhor Jesus Cristo tomou sobre si todos os pesos da humanidade para redimi-la.”

FACE DE CRISTO PROMOVE SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO SANTO PARA JOVENS

A Comunidade Católica Face de Cristo, à Rua Edmilson Barros de Oliveira, 191, no bairro Cocó, em Fortaleza, promoverá, de 15 a 17 de abril, mais um seminário de vida no Espírito Santo, para jovens entre 14 e 18 anos. O tema: “Deixa Deus de Alcançar e te contagiar com a verdadeira paz que o mundo não dá”. Mais informações pelo telefone (85) 3258.1188.

DESPERTAR VOCACIONAL

A Face de Cristo realizará também, nos dias 2 e 3 de abril, uma despertar vocacional. Os organizadores fazem essa pergunta “E se Deus estiver te chamando? Venha descobrir. Vocação é chamado de Deus e resposta do homem”.

PADRE RUFUS VEM A FORTALEZA PREGAR NUM ENCONTRO DE CURA E LIBERTAÇÃO


Vem ai, nos dias 2 e 3 de abril, o II Misericórdia Brasil em Fortaleza, no Ginásio Paulo Sarasate, e com ele padre Rufus, exorcista autorizado pelo Vaticano. Ele pregará num encontro de cura e libertação, uma realização da Comunidade Católica Hesed. Mais informações pelos telefones (85) 3274.5767 e 3274.5969. Os ingressos podem ser encontrados nas livras Imaculadas no Centro (3252.4473) e na Aldeota (3264.9241)

HORÁRIO DE MISSAS

HORÁRIO DE MISSAS

Paróquia São Vicente de Paulo, à Avenida Desembargador Moreira, 2211, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

*Diariamente: 6h30 e 17h30
* De 3ª a 6ª: 11h30 e 19 horas
*Sábado: 6h30, 12 horas e 17h30
* Domingo: 6h30, 8h30, 11h30, 17h30 e 19h30

Comunidade Face de Cristo, à Rua Edmilson Barros de Oliveira, 191, no bairro Cocó, em Fortaleza

* De segunda à sexta-feiras: 7 horas.
* Domingo: 18h30

Paróquia Menino Deus, à Rua Jaime Leonel, s/n, no bairro Luciano Cavalcante

* Às 3ªs e 5ªs feiras, às 19 horas
* Domingo: às 7 e 19 horas.

Na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, à rua Albert Sabin, s/n, no bairro Cocó/Guararapes.

* Às 4ªs e 6ªs feiras, às 19 horas
* Domingo: às 9 e 18h30.

Paróquia Nossa Senhora da Assunção (Santuário), no bairro Barra do Ceará

* De terça-feira a sábado, as 6 e 19horas.
*Domingo : às 7, 9, 17, 18h30 e 20horas.

Paróquia Nossa Senhora Aparecida, à Avenida Gomes de Matos, no bairro Montese.

*De 2ª à sexta-feiras, às 18h30, exceto nas terças-feiras.
*Domingo: às 7, 9,17 e 19 horas;*Nos dias 12, Missa em honra a Nossa Senhora Aparecida; dia 13, Nossa Senhora de Fátima, e dia19, Santo Expedito. E toda 1ª terça-feira do mês, Missa de Cura.

Paróquia do Coração de Jesus, no Centro de Fortaleza, na Praça do Coração de Jesus.

*Diariamente, de segunda-feira a domingo, às 7 horas.
* Domingo: às 7,8,30, 16 e 18 horas.

Paróquia de Cristo Rei, à Rua Nogueira Acioli, 263, na Aldeota.

De segunda-feira à sexta-feira, às 6h30 e às 17 horas
Sábado, às 6h30, 17 e 19 horas.
Domingo, 6h30, 9, 11, 17 e 19 horas
Últimas terças-feiras: “Noite da Misericórdia”. Observação: não há missa das 17 horas.
Dia 13 – Missa Mariana: às 12 horas, na Igreja Matriz e às 18 horas, na Praça Ceart.


Paróquia de Santa Luzia, Rua Tenente Benévolo esquina com Rua Antôno Augusto

Diàriamente, às 17 horas
Sábado, às 17 e 19 horas.
Domingo, às 8, 10 (missa das crianças), 17 e 19 horas (missa dos jovens)
Todo dia 13 de cada mês, missa às 12 horas, em honra a Nossa Senhora de Fátima.
Paróquia de São Gonçalo do Amarante, a 57 quilômetros distante de Fortaleza

De terça-feira à sexta-feira, às 18 horas.
Domingo, às 19 horas

Envie-nos os horários de Missa de sua Paróquia ou Comunidade para que sejam divulgados no Blog.

PADRE CANTALAMESSA ADVERTE DO PERIGO DE "AMAR SEM CORAÇÃO"


Primeira pregação de Quaresma, sobre o ‘eros’ e o ‘ágape’


Cidade do Vaticano (ZENIT.org) - As pessoas consagradas correm muitas vezes o risco de amar a Deus “só com a cabeça”, sem implicar o amor afetivo humano.No entanto, rejeitar o amor humano como algo oposto ao amor de Deus pode ser um obstáculo à nova evangelização. Contra isso, advogou nesta sexta-feira o padre Raniero Cantalamessa, em sua primeira prédica de Quaresma ao Papa e à Cúria Romana.Cantalamessa afirmou que um dos âmbitos nos quais a secularização “atua de modo particularmente difuso e nefasto” é o amor. “A secularização do amor consiste em separar o amor humano de Deus, em todas as formas desse amor, reduzindo-o a algo meramente ‘profano’, onde Deus sobra e até incomoda”.Mas o tema do amor – sublinhou – “não é importante apenas para a evangelização, ou seja, para as relações com o mundo. Ele importa, antes de todo o mais, para a própria vida interna da Igreja, para a santificação dos seus membros”.O pregador pontifício fez uma análise sobre a distinção que certos teólogos fizeram entre o ‘eros’, ou amor humano e passional, e o ‘ágape’, ou amor de oblação, apoiando suas reflexões na encíclica ‘Deus caritas est’, de Bento XVI.O amor “sofre de uma separação nefasta não só na mentalidade do mundo secularizado, mas também, do lado oposto, entre os crentes e, em particular, entre as almas consagradas. Poderíamos formular a situação, simplificando ao máximo, assim: temos no mundo um ‘eros’ sem ‘ágape’; e entre os crentes, temos frequentemente um ‘ágape’ sem ‘eros’”.O ‘eros’ sem ‘ágape’ – explicou – é um amor romântico, mas comumente passional, até violento. Um amor de conquista, que reduz fatalmente o outro a objeto do próprio prazer e ignora toda dimensão de sacrifício, de fidelidade e de doação de si.”O ‘ágape’ sem ‘eros’, em contrapartida, é um “amor frio, um amar parcial, sem a participação do ser inteiro, mais por imposição da vontade do que por ímpeto íntimo do coração”, em que “os atos de amor voltados para Deus parecem aqueles de namorados desinspirados, que escrevem à amada cartas copiadas de modelos prontos”.“Se o amor mundano é um corpo sem alma, o amor religioso praticado assim é uma alma sem corpo”, afirmou. “O ser humano não é um anjo, um espírito puro; é alma e corpo substancialmente unidos: tudo o que ele faz, amar inclusive, tem que refletir essa estrutura.”“Se o componente humano ligado ao tempo e à corporeidade é sistematicamente negado ou reprimido, a saída será dúplice: ou seguir adiante aos arrastos, por senso de dever, por defesa da própria imagem, ou ir atrás de compensações mais ou menos lícitas, chegando até os dolorosíssimos casos que estão afligindo atualmente a Igreja.”“No fundo de muitos desvios morais de almas consagradas, não é possível ignorá-lo: há uma concepção distorcida e retorcida do amor”, advertiu.Por isso – acrescentou – a redenção do ‘eros’ “ajuda acima de tudo os enamorados humanos e os esposos cristãos, mostrando a beleza e a dignidade do amor que os une. Ajuda os jovens a experimentar o fascínio do outro sexo não como coisa turva, a ser vivida às costas de Deus, mas, ao contrário, como um dom do Criador para a sua alegria, desde que vivido na ordem querida por Ele”.Mas também ajuda os consagrados, homens e mulheres, para evitar esse “amor frio, que não desce da mente para o coração. Um sol de inverno, que ilumina, mas não aquece”.A chave – explicou – é o apaixonar-se pessoal por Cristo. “A beleza e a plenitude da vida consagrada depende da qualidade do nosso amor por Cristo. É só o que pode nos defender dos altos e baixos do coração. Jesus é o homem perfeito; nele se encontram, em grau infinitamente superior, todas aquelas qualidades e atenções que um homem procura numa mulher e uma mulher no homem”.“O amor dele não nos elimina necessariamente a sedução das criaturas e, em particular, a atração do outro sexo (ela faz parte da nossa natureza, que Ele criou e não quer destruir). Mas nos dá a força para vencer essas atrações com uma atração mais forte. ‘Casto’, escreve São João Clímaco, ‘é quem afasta o eros com o Eros’”, disse Cantalamessa.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

27/03/11 – III Domingo da Quaresma Reflexão Pessoal – 1ª. leitura Êxodo 17, 3-7 - “murmuração” O povo que atravessava o deserto já presenciara o poder de Deus de várias maneiras, mas continuava dando xeque-mate a Moisés, murmurando e duvidando das promessas do Senhor. Moisés clamava a Deus uma maneira de aquietar a sede do povo que queria desistir da caminhada em busca da terra prometida. Assim, somos também nós! Murmuramos e duvidamos da presença de Deus na nossa vida, e, diante de qualquer dificuldade, nós, do mesmo modo, nos inquietamos, nos afligimos e não vemos saída nem solução para as nossas carências. Precisamos de um intercessor, precisamos de alguém que venha em nosso socorro e que, como Moisés, intermedeie diante do Pai pelas nossas necessidades. Jesus é o nosso intermediador junto a Deus e, por isso, é Ele quem nos dá o Espírito Santo, a água que mata a sede da nossa alma e nos dá alento para enfrentar a caminhada rumo a Terra Prometida. As promessas de Deus se cumprem na nossa vida pelo poder do Espírito Santo que Jesus derramou sobre nós, na Cruz. O Senhor também diz hoje para nós: “Eu estarei lá, diante de ti” e nós, então, podemos também dizer: “Sim, o Senhor está no meio de nós!” – Na hora da “sede “ a quem você tem recorrido? – Você confia nas promessas de Deus para você, ou você murmura sempre quando algo não dá certo, segundo a sua ótica? Salmo 94 – Hoje não fecheis o vosso coração mas ouvi a voz do Senhor! Quando nós nos sentimos realmente como ovelhas do rebanho do Senhor, nós podemos dizer que o nosso coração está aberto e acolhedor para receber todas as graças da Sua Providência. Fechar o coração significa não querer escutar, não buscar entender nem tampouco admitir que Deus tem poder para nos guiar e conduzir na caminhada que estamos fazendo. Quando nos dispomos, conscientemente, a reconhecê-Lo como o nosso único Senhor e Salvador nós conseguimos prosseguir a nossa marcha cantando louvores e expressando alegria. Aí, então, somos realmente, povo de Deus e parte do Seu rebanho. 2ª. leitura – Romanos 5, 1-2.5-8 – “o Espírito Santo é o Amor” Nunca podemos esquecer de que o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado por Jesus Cristo, na Cruz! Jesus morreu pelos nossos pecados, morreu por nós, quando ainda éramos fracos, afastados de Deus, condenados à morte eterna. E é justamente por isto, que nós podemos confiar no grande amor do Pai por cada um de nos. Jesus veio ao mundo e se entregou pelos pecadores, não pelos justos, por isso, o reconhecimento do nosso ser pecador é uma condição para que nós nos apossemos de toda a esperança. Nunca poderemos desanimar nem tampouco arrefecer o nosso ânimo, pois o Amor de Deus está em nós. Somos amados (as) pelo AMOR e com Amor, portanto, também perdoados, acolhidos e justificados! – Você confia nisso? – Em que se baseia a sua esperança? – Você sente no seu coração o Amor de Deus? – Você pode explicar essa verdade a alguém? – Como? Evangelho João 4, 5-42 – “A samaritana” Deus tem sede de nós. Ele tem sede de matar a nossa sede. Jesus veio revelar ao mundo o desejo imenso do Pai em saciar as nossas carências e necessidades. Jesus sabia tudo em relação à vida daquela mulher samaritana; sabia do que ela estava precisando, tinha ciência dos seus anseios e das suas frustrações. Na verdade, Ele tinha sede de matar a sua sede. Isto para nós é uma referência! Jesus quer matar a nossa sede espiritual que se traduz nos arroubos da nossa alma, nas manifestações das nossas emoções e sentimentos que têm consequência nas nossas ações e reações diante dos nossos relacionamentos. No pouco tempo em que Jesus conversou com a mulher de Samaria, Ele descobriu ter tido ela cinco maridos, isto é, que ela não conseguira ter com ninguém, uma relação duradoura. Jesus, então se revelou como Aquele deveria vir ao mundo a fim de que todas essas “enfermidades” e “deficiências” fossem superadas. Jesus deixou bem claro que viera ao mundo também para revelar a face de Deus que é Espírito e que só pode ser identificado, em espírito. Ele também esclareceu que a adoração que fazemos a Deus, não necessariamente precisa ser feita em lugar ou espaço físico, mas em espírito e verdade, isto é, dentro do nosso ser espiritual, no profundo do nosso ser. Finalmente, Jesus descobriu que fazer a vontade do Pai é o melhor alimento para a nossa alma e mostrou a necessidade de se semear o reino de Deus em todos os lugares porque a vontade do Pai é que todos se salvem. Muitos samaritanos abraçaram a fé, por causa do testemunho da samaritana. O Senhor também mata a nossa sede, alimenta a nossa alma, abre o nosso entendimento para adorar em espírito e em verdade, para que nós possamos testemunhar ao mundo inteiro as maravilhas que se nos acontecem. – Jesus também está sentando junto ao poço, esperando você chegar. Ele tem sede da sua atenção. Ele quer matar a sua sede. – De que você tem sede? – Como você tem adorado a Deus? – Você também, tem “muitos maridos (“mulheres”)? – Por que? – O que lhe está faltando? Helena Colares Serpa, Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho