sexta-feira, 21 de julho de 2017

EVANGELHO DO DIA


Mateus 12,1-8

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.Glória a vós, Senhor. 1Naquele tempo, Jesus passou no meio de uma plantação num dia de sábado. Seus discípulos tinham fome e começaram a apanhar espigas para comer. 2Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Olha, os teus discípulos estão fazendo o que não é permitido fazer em dia de sábado!”3Jesus respondeu-lhes: “Nunca lestes o que fez Davi, quando ele e seus companheiros sentiram fome? 4Como entrou na casa de Deus e todos comeram os pães da oferenda que nem a ele nem aos seus companheiros era permitido comer, mas unicamente aos sacerdotes? 5Ou nunca lestes na Lei, que em dia de sábado, no Templo, os sacerdotes violam o sábado sem contrair culpa alguma?6Ora, eu vos digo: aqui está quem é maior do que o Templo. 7Se tivésseis compreendido o que significa: ‘Quero a misericórdia e não o sacrifício’, não teríeis condenado os inocentes. 8De fato, o Filho do Homem é senhor do sábado”.— Palavra da Salvação.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE


21/07/2017 – 6ª. Feira XV semana comum 

– Êxodo 11, 10-12,14 – “Deus nos prepara para a caminhada até a glória ”

Os pensamentos de Deus são completamente diversos dos nossos e o Seu modo de agir muito contrário ao que nós costumamos usar, mas Ele tem sempre um propósito nos Seus desígnios para nós! Nesta passagem nós verificamos que, ao mesmo tempo em que operava milagres e prodígios por meio de Moisés e Aarão, Ele também “endurecia o coração do faraó” para tornar mais difícil a libertação do Seu povo no Egito. Podemos entender, no entanto, que ao dificultar a saída do povo da escravidão do Egito, Deus também o exercitava na confiança e na dependência da Sua providência. Todo o ritual de preparação que o Senhor ministrava para que o povo vivenciasse era também uma espécie de purificação e conscientização a fim de que pudessem assumir uma vida nova. Por isso, eles foram orientados a partilhar o cordeiro sem manchas e a marcar as suas casas com o sangue para que fossem reconhecidos quando o anjo do Senhor passasse para ferir os “primogênitos do Egito”. A mensagem central desta narrativa, quando o povo de Deus se prepara para ser libertado da escravidão do Egito é a prefiguração da Páscoa de Jesus, o Cordeiro que foi imolado para que nós tenhamos uma vida nova. Da mesma forma também nós, pelo Batismo, somos inseridos no Seu sacrifício e assinalados com o Seu Sangue para sermos distinguidos quando da passagem do anjo do Senhor. Estamos sendo preparados para a passagem do Senhor, para isso, precisamos ter os rins cingidos, as sandálias nos pés e o cajado na mão. A nossa humanidade apressada precisa ser habilitada por Deus, por isso, também, muitas vezes o Senhor “endurece o coração do faraó” e dificulta a nossa libertação com o intuito de nos purificar a fim de que possamos marchar com mais firmeza em busca da terra prometida. – Você também tem sido exercitado (a) para a conquista da vida nova? – “O que significa para você ter os “rins cingidos”, “sandálias nos pés” e cajado nas mãos”? - Você tem consciência de que foi assinalado (a) com o Sangue do Cordeiro? – Como você tem esperado a passagem do Senhor?

Salmo 115 – “Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor”

A melhor maneira de retribuirmos ao Senhor por tudo aquilo que ele faz em nosso favor é oferecer a Ele um sacrifício de louvor. O sacrifício de louvor consiste na entrega da nossa vida a Ele reconhecendo e confiando em que a Sua vontade para nós é soberana e, por isso, queremos ser seus servos e servas. Dessa forma nós estaremos também cumprindo com as nossas promessas ao Senhor na presença do mundo e elevando o cálice da nossa salvação para que todos vejam.

Evangelho - Mateus 12, 1-8 – “ em busca da vida em abundância”


Deus deseja matar a fome do homem e não se importa de se oferecer como alimento para a nossa fome espiritual não implicando o dia nem a hora. Ele não age conforme nós pensamos e pregamos! Por isso, Jesus Cristo, neste Evangelho quer nos mostrar que a misericórdia do Pai não se prende a fórmulas, conceitos ou regras humanas. Ela é o maior motivo para que demos passos aqui na terra em busca da vida em abundância. Porque sonda o nosso coração e conhece os nossos desejos mais profundos, o Senhor não impõe condições para nos saciar. Mas, ele precisa de nós, homens e mulheres, como Seus instrumentos. Os homens impõem um jugo pesado, cheio de regras e limitações, mas para Deus a Misericórdia é a norma que pode ser vivenciada a todo dia e a qualquer hora na nossa vida. Jesus nos chama para alimentar o Seu povo, mesmo que seja em dia de sábado. Muitas vezes a desculpa do “dia de sábado” esconde uma má disposição para que não fazer o bem e usar de misericórdia, por acomodação, preguiça e falta de interesse. Preferimos oferecer a Deus sacrifícios baratos, oferendas sem sentido do que ocupar o nosso tempo em dar atenção a quem necessita do nosso olhar, da nossa compreensão, do nosso apoio ou mesmo de uma simples palavra ou de um ouvido para escutar. Jesus nos ensina que as leis foram feitas para nos orientar e não para nos consumir e que a nossa vida está muito acima e vale muito mais do que os conceitos que nós mesmos adotamos para a nossa acomodação. – Você é muito ligado (a) a regras e preconceitos? – Quando você encontra alguém com “fome” o que você faz? – Você espera uma oportunidade melhor para ajudar às pessoas ou você o faz em qualquer circunstância?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

SANTO DO DIA - SÃO LOURENÇO DE BRINDES


Presbítero da Igreja, o santo de hoje é reconhecido como Doutor, pois amou, aprofundou, serviu e com ardor comunicou a Sã Doutrina Católica. Nascido em Brindes, na Itália, no ano de 1559, São Lourenço entrou na família franciscana, como Capuchinho e chegou a Superior Geral.
Homem de Deus e conciliador da maneira franciscana de viver com as necessidades da época, como pregador espalhou a Palavra de Deus em muitos lugares, como Itália, Espanha, Portugal, França, Bélgica, Holanda. Conhecedor do hebraico, aramaico, caldeu, grego, latim, alemão, italiano e outras línguas, pôde – como teólogo e apologista – aprofundar nos estudos das Sagradas Escrituras e bradar pelos quatro cantos da Igreja e do mundo a Verdade, pois o protestantismo se alastrava, assim como diversas heresias.
São Lourenço fugia constantemente das honras e, além de dormir no chão, levantava-se à noite para rezar e se alimentava somente de pão, água e verduras, como penitência. Além de grande propagador da Palavra, foi quem muito lutou para vivê-la, por isso, ao ocupar a função de diplomata da Igreja, serviu de pacificador durante a ameaça de invasão por parte dos turcos. São Lourenço, que entrou no Céu com 60 anos, deixou muitos escritos, os quais externam o amor pela Palavra de Deus: “A Palavra de Deus é luz para a inteligência, fogo para a vontade, para que o homem possa conhecer e amar a Deus… É martelo contra a dura obstinação do coração, nos vícios contra a carne, o mundo e o demônio; é espada que mata todo o pecado”.
São Lourenço de Brindes, rogai por nós!
Fonte: Canção Nova Notícias

quinta-feira, 20 de julho de 2017

SANTA MARIA MADALENA



No dia 22 de julho a Igreja Católica celebra a Festa de Santa Maria Madalena. Os Evangelhos, além da mãe de Jesus, falam explicitamente de três mulheres de nome Maria: Maria, mãe de Tiago e José (Mc 15,40): Maria, irmã de Lázaro e Marta; e Maria Madalena da qual foram expulsos sete demônios (Lc 10, 38). E finalmente se fala de mais uma mulher pecadora que ungiu os pés de Jesus (Lc 7, 44). A liturgia romana faz uma única comemoração destas três mulheres como se se tratasse de uma só, enquanto a liturgia oriental as festeja separadamente. Os dados históricos que possuímos sobre Santa Maria Madalena são os que nos oferece o Evangelho. (cf. O Santo do Dia, S. Conti, Vozes, 1990, p.315). O nome de Maria Madalena  a descreve como sendo natural de  Mágdala, uma cidade grande no tempo de Cristo localizada na costa ocidental do Mar da Galileia. Alguns exegetas identificam Maria Madalena com a pecadora pública, de que fala São Lucas (Lc 7.44). A identificação parece certa pelo fato de que a cena se deu muito perto de Mágdala. Ela acreditava que Jesus Cristo realmente era o Messias (Lucas 8, 2; Lucas 11, 26; Marcos 16,9)
Maria Magdalena foi uma das poucas pessoas que estava presente ao pé da cruz, ao lado da Virgem Maria e São João na crucificação e no funeral de Cristo. Duas mulheres, dois extremos: a Imaculada e uma pecadora pública! Ambas receberam a redenção de Cristo, mas em forma diversa: Maria por antecipação, por força da qual foi concebida imaculada; Madalena, representando a humanidade pecadora, precisou ser lavada pelo sangue do Redentor! (op.cit). Maria Madalena foi a feliz mulher que, por primeiro, viu o Cristo ressuscitado. Permaneceu na cidade durante todo o sábado, e no dia seguinte, de manhã muito cedo, ”quando ainda estava escuro”, foi ao sepulcro, achou o vazio. Andava quase desesperada, achando que alguém tivesse roubado o corpo do Mestre. “Vê a certo momento um jardineiro e, angustiada, lhe pergunta: Se foste tu que o levaste, dize-me onde o puseste”. Jesus a chama pelo nome: “Maria” , A este nome abrem-se lhe os olhos e exclama: “Rabboni”, isto é Mestre! Foi então levar a Boa-Nova da Ressurreição aos apóstolos.
Desde este momento os Livros da Sagrada Escritura silenciam sobre Madalena. A tradição diz que ficou ao lado de Nossa Senhora e São João Evangelista. Em Lucas 8,2 faz se menção, pela primeira vez, de “Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios”. Não há qualquer fundamento bíblico para considerá-la como a prostitua arrependida dos pecados que pediu perdão a Cristo; também não há nenhuma menção de que tenha sido prostituta.  Os dados apresentados nos evangelhos sobre a identidade de Maria Madalena tiveram diferentes interpretações ao longo do tempo. Como foi dito, alguns acreditavam identificar nelas três mulheres diferentes. Porém, foi Gregório Vll que afirmou tratar-se de uma só mulher. A exegese contemporânea distingue três mulheres: primeira, Maria Madalena; segunda, a mulher anônima da qual havia expulsado sete demônios; a terceira, Maria, a irmã de Marta e de Lázaro. A Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa  a veneram Maria Madalena como santa. Hoje, a popularidade da santa, e a devoção a ela, são prova evidente do que representa para os cristãos aquela que viu e tocou o Senhor.
Para terminar vamos citar a linda referência à Santa Maria Madalena encontrada no livro “Deus Conosco dia a dia”; Maria Madalena é uma mulher de uma vida muita bonita, pois, depois que descobriu Jesus, não o largou mais. Seguiu-o até a cruz e pode vê-lo ressuscitado, para sua grande alegria. Foi a primeira pessoa a reconhecer Jesus ressuscitado. É a primeira testemunha da Ressurreição. O jeito de Maria Madalena servir e amar a Cristo nos ensina o jeito de servir e amar aos irmãos. Ela esperou em Cristo e alcançou a vida (cf. op. cit. julho, 2015, p.89).
Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista

CEM MIL MOEDAS COMEMORATIVAS DA VISITA DO PAPA À COLÔMBIA



Bogotá (RV) – Um grupo de artesãos de Villavicencio, cidade ao sul de Bogotá, na Colômbia, vai produzir 100 mil moedas com o motivo da viagem apostólica do Papa Francisco ao país, de 6 a 10 de setembro, e, em particular, da visita ao município. A informação foi divulgada pela Conferência Episcopal da Colômbia nesta quarta-feira (19).
 
Segundo o comunicado, “cada peça, elaborada pelo professor Héctor Ruiz, terá um diâmetro de quatro centímetros, com a união dos metais zamak e platina de cor prata”, e sem valor nominal, isto é, sem a inscrição de um valor na moeda. As peças terão, porém, de um lado, o rosto de Francisco e, do outro, a data da visita do pontífice à cidade de Villavicencio, dia 8 de setembro de 2017.
Os artesãos da localidade colombiana também lançaram uma série especial de 20 medalhas que serão entregues ao próprio Papa, assim como ao presidente do país, Juan Manuel Santos, e a várias personalidades da Cúria e do Governo que irão acompanhar a viagem apostólica.
Francisco será o terceiro Papa a visitar a Colômbia, depois de Paulo VI, em 1968, e de João Paulo II, em 1986. Em setembro, o pontífice irá passar por Bogotá, Villavicencio, Medellín e Cartagena. (AC/EFE)(from Vatican Radio)
Fonte: Rádio Vaticano

FÁTIMA ACOLHE JUBILEU DOS JOVENS NO CENTENÁRIO DAS APARIÇÕES MARIANAS


 
O Santuário de Fátima anunciou nesta terça-feira 18 de Julho a preparação do “Jubileu dos jovens do centenário das aparições”, que decorrerá nos dias 9 e 10 de Setembro, com a finalidade de “fazer descobrir na mensagem de Maria una proposta de espiritualidade destinada aos jovens do século XXI.
Focalizado no tema “o segredo da paz, o caminho do coração” – reportou a agência Sir – o encontro é destinado aos jovens dos 16 aos 35 anos de idade, e será realizado em colaboração com o Departamento Nacional da Pastoral Juvenil, envolvendo todos os secretariados diocesanos e movimentos católicos. “Em Fátima subsiste um segredo, que cada um pode descobrir sobre ele mesmo: o segredo do próprio ser”, afirmou o padre José Nuno Silva quando apresentava a iniciativa.
Nas duas jornadas do jubileu, o programa se desenvolverá em quatro etapas: “Preparar a paz; o coração da paz; a paz do coração e viver a paz”. Em vésperas do dia 9 de Setembro estarão presentes também os músicos António Zambujo e Miguel Araújo, os quais apresentarão canções compostas utilizando as escrituras da irmã Lúcia. Será também realizada uma transmissão em direto que prosseguirá durante toda a noite, caracterizada de uma  “profunda esperança do silêncio em caminho” percorrendo as estações de Via Crucis para depois tornar a Basílica da Santíssima Trindade ao nascer do sol para uma reflexão conclusiva. Na manhã do dia 10 de Setembro, os jovens se reunirão a fim de participar ao rosário, missa, da cerimônia de bênção do jubileu e da procissão do acolhimento. 
(from Vatican Radio)

Fonte: Rádio Vaticano

ECONOMIA SOLIDÁRIA AJUDA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA EM FORTALEZA



FACEBOOK RECONHECE FALHA E RESTAURA PÁGINAS CATÓLICAS BLOQUEADAS POR SPAM




Um incidente, dia 18 de julho, causado acidentalmente por uma ferramenta de detecção de spam do Facebook, foi responsável por tirar do ar várias páginas de inspiração católica no Brasil e exterior.
O responsável pela comunicação do Facebook no Brasil, Cesar Bianconi, entrou em contato com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) explicando o incidente e se descupando pelo ocorrido. “Pedimos nossas sinceras desculpas por qualquer inconveniente”, disse o porta-voz do Facebook, afirmando que todas as páginas já foram restauradas.

 Fonte: CNBB

MILHARES DE FIÉIS PRESTIGIARAM A PRIMEIRA NOITE DO HALLELUYA


Na foto, o cantor Thiago Brado, na noite de ontem, no CEU


Milhares de fiéis, pelos cálculos dos organizadores, cerca de 80 mil, prestigiaram a primeira noite do Halleuya, no CEU (Condomínio Espiritual Uirapuru), aberta com uma missa celebrada pelo padre Antônio Furtado e, em seguida, uma programação musical com Adriana Arydes e Thiago Brado, que já deixou Fortaleza, no início da manhã de hoje,  juntamente com sua banda.
O Halleluya ficará encerrado próximo domingo, com uma celebração eucarística, adoração ao Santíssimo e apresentações dos cantores Diego Fernandes, Anjos de Resgate e Rosa de Saron. A grande atração do evento, padre Fábio de Melo, se apresenta na sexta-feira, a partir das 21 horas. Antes, tem um show da irmã Kelly Patrícia.

Thiago Brado e sua banda, no saguão do Aeroporto Internacional Pinto Martins, esperando o voo para deixar Fortaleza, no início da manhã de hoje

VOLUNTÁRIOS

Com uma estrutura de mais 80 mil m² o maior Festival de Artes Integradas do Brasil, o Festival Halleluya, que começou ontem, dia 19 e vai até domingo, dia 23 de Julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), conta com o apoio e a doação no serviço de 5 mil voluntários. Os mesmos são divididos entre os diversos espaços do evento, de forma a servirem com o propósito de orientar as pessoas nas suas mais diversas necessidades.
O serviço dos voluntários vai desde a entrada, na recepção dos participantes do Halleluya, até a organização e orientação das pessoas dentro dos espaços disponíveis. Existem voluntários na lanchonete, limpeza, na evangelização, no acolhimento, oração e aconselhamento, bazar entre outros.
Para Cristina Dantas “Antes de ser da Obra Shalom eu e meu esposo Israel Dantas sempre tivemos o desejo de ir para o Festival Halleluya, mas por algumas dificuldades nunca dava certo participarmos. Então, entramos para o Shalom no final de 2014, e em 2015 tivemos a oportunidade de estar no evento. Servimos pela primeira vez na Evangelização, fazendo cadastro das pessoas para o Halleluya Quero Mais. Este serviço nos deu um grande ânimo, e através dele também participamos do ofertório e da corrente humana que é feita para o carro com o Santíssimo Sacramento passar entre as pessoas. Esse momento foi muito intenso para mim e para o Israel. Nessa hora, Deus foi falando comigo através da minha oração, e fui entendendo que eu tinha que me ofertar mais e mais. E a cada ano que passa eu me dedico com muita alegria ao serviço no Halleluya. Em 2016 servi na Arena Cultural, no ambiente de maior concentração de jovens e foi muito marcante para minha vida. Este ano (2017) vou servir como pastora de grupo de oração e vamos nos doar na Lanchonete. Sempre com alegria e transmitindo para as pessoas o que de melhor Deus fez por mim e na minha vida. Tentando mostrar que a verdadeira alegria vem de Deus”, disse emocionada a pastora de grupo de oração do Centro de Evangelização Parquelândia.
Os espaços disponíveis
A arena do Halleluya possui área destinada aos shows e aos espaços temáticos. O Festival conta com espaços temáticos, dentre os quais estão: Espaço da Misericórdia; Espaço Vida (Hemoce, Brechó, Promoção Humana); Arena Cultural (Pátio Halleluya, Fazendo Barulho, Espaço Games, Palco Alternativo, Tenda Eletrônica e Adventure); Espaço Kids (reservado às crianças) e Arena principal.
Espaço Vida
Um dos pontos mais importantes do Festival Halleluya é a solidariedade. No Espaço Vida haverá a coleta de alimentos não perecíveis, doação de sangue e cadastro de medula óssea em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce). Neste espaço ainda haverá o Bazar Halleluya, com uma variedade de produtos novos e seminovos.
Espaço da Misericórdia
É o centro do Festival Halleluya, pois nele as pessoas podem encontrar a Capela com adoração ao Santíssimo Sacramento, são realizados cursos especiais, Confissão, Oração e Aconselhamento, durante as cinco noites do evento.
Arena Cultural
É o maior espaço por onde circulam os jovens. Ele é composto por espaços temáticos:
Pátio Halleluya - Este espaço é reservado para os construtores da sociedade se encontrarem. Com 44 unidades de estande (institucional e comercial) e uma imensa variedade de produtos;
Adventure - Para quem busca um clima mais radical, um local que concentra apresentações e campeonatos de skate e bike;
Fazendo Barulho - A juventude participa de debates sobre temas da atualidade e ainda tem a agitação garantida com uma programação artística a noite inteira. Nesse espaço acontece a batalha de banda onde vários artistas têm a oportunidade de mostrarem seu trabalho. Um mini-festival, onde as bandas concorrem a prêmios.
Palco Alternativo - Espaço interativo para apresentações culturais diversificadas, com disputa de b-boy e outras atrações.
Tenda Eletrônica - Para aqueles que gostam de um som eletrônico, um espaço jovem com DJ e muita dança;
Espaços de Jogos (Geek) - Esse espaço é a novidade do Festival Halleluya, para a galera que curti games, serão disponibilizados jogos de futebol e dança.
Lounge Lounge Halleluya é espaço reservado para você aproveitar o Festival com uma visão exclusiva para o palco da “Festa que Nunca Acaba”.
Os interessados podem adquirir sua mesa para 4 pessoas ou cadeiras individual. Esse espaço fica na diagonal do palco e tem uma vista excelente, as mesas são numeradas e vendidas pelo o site festivalhalleluya.com.
Halleluya Kids
Os pequeninos podem vivenciar jogos, contação de histórias, apresentações teatrais e atividades pedagógicas durante toda a programação do evento. Um espaço totalmente pensado e desenvolvido para as crianças.
Arena Principal
Espaço onde se apresentam as maiores atrações na noite. Com show para os diversos públicos com muita luz, emoção, testemunhos e uma variedade de ritmos.
Festival Halleluya 2017.
Quando: 19 a 23 de julho.
Onde: Condomínio Espiritual Uirapuru - CEU (Av. Alberto Craveiro, 2222 - Castelão).

EVANGELHO DO DIA


Mateus 11,28-30

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28 “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.— Palavra da Salvação.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE


20/07/2017 – 5ª. Feira XV semana comum

 – Êxodo 3, 13-20 – “o povo de Deus que precisa de libertação está perto de nós”

Nesta leitura nós vimos que quando ouviu o clamor do Seu povo Deus convocou Moisés para salvá-los da escravidão do Egito. A princípio, reticente e sem entender muito o chamado, Moisés finalmente acolheu a voz do Senhor do meio da sarça e lhe respondeu: “sim, eu irei”. O Senhor, então lhe dá todas as instruções, antecipando até, o que iria acontecer, preparando-o para enfrentar os desafios, quando chegasse diante do faraó. Nós também podemos imaginar quantas vezes o Senhor se apresenta diante de nós, na nossa oração ou nos momentos em que silenciamos os nossos pensamentos humanos e nos inspira a ir à procura de alguém que necessita de ajuda. Às vezes, o povo escravo do Egito pode ser alguém a quem conhecemos e vive em circunstância difícil, porque está doente ou em situação financeira precária e na nossa oração nós nos lembramos dele. Outras vezes, são pessoas deprimidas ou que sofrem pela perda de um ente querido e precisam de consolo e uma palavra amiga! São também aqueles que precisam de alguém que os ouça, que lhe deem um conselho ou uma palavra de ânimo. Portanto, precisamos ter consciência de que nós hoje, somos o Moisés, e o povo de Deus está perto de nós, dentro da nossa casa, na nossa família. O Senhor nos chama para libertá-lo e também nos orienta e nos previne de que “o faraó” também irá opor-se ao que pretendemos realizar. O faraó é a oposição a Deus, é o Seu inimigo que deseja a todo custo continuar escravizando os Seus filhos na situação
de pecado, de tristeza e desamor. - Qual a resposta que você tem dado ao chamado do Senhor? - Você tem dado atenção ao que o Senhor lhe fala nos seus momentos de “sarça ardente”? - Nos pensamentos que lhe vêm à mente, você distingue a voz do Senhor? – Você tem se lembrado de alguém que está em situação difícil? Pergunte ao Senhor o que você deve fazer por ele!

Salmo 104 – “O Senhor se lembra sempre da aliança!”

O Senhor lembra sempre da aliança que fez conosco por meio de Jesus Cristo. Em Jesus Ele mudou o rumo da nossa vida e das gerações que nos precederão, assim como Moisés tirou o povo do Egito e mudou o curso dos acontecimentos da história. O Senhor nunca esquece cada um de nós e nos torna fortes para também enfrentarmos os nossos opressores. Por isso, nós damos graças ao Senhor e gritamos ao mundo os Seus prodígios e as Palavras de Seus lábios.

Evangelho – Mateus 11, 28-30 – “Jesus pede apenas a nossa adesão à Sua Misericórdia”


Jesus nos chama e não podemos deixar de aceitar o Seu convite, pois ele é conforto e segurança para nós. “Vinde a mim”! Este é o chamado que Deus nos faz por meio de Jesus quando estamos cansados (a), fatigados (a) com o peso da vida, das circunstâncias, cansados de nós mesmos (as) dos nossos desenganos e fracassos. Os nossos fardos pesam, mas quando os colocamos sob o domínio de Jesus eles se tornam leves e suaves. Ele quer nos ensinar a viver confiando na Sua proteção para que encontremos descanso para a nossa alma. O nosso fardo mais pesado é justamente o pecado que nos encurva e tenta nos escravizar. A nossa humanidade decaída é uma carga pesada, e, por mais que nos esforcemos, na maioria das vezes, leva de vencida e nos derruba. É o nosso temperamento, a nossa maneira de ser e de agir, as nossas irreverências, a nossa rebeldia, impaciência, egoísmo e desamor que ocasionam o nosso cansaço. O fardo de Jesus é leve. Ele não exige mais do que podemos oferecer a Ele. Ele pede apenas a nossa adesão à Sua Misericórdia. O jugo é a lei e a Sua lei é a Lei do Amor. “Aprendei de mim “ disse Ele , “porque sou manso e humilde de coração e vós encontrareis descanso”. Está bem claro que só teremos descanso quando aprendermos com Jesus a sermos também mansos e humildes de coração. O coração de Jesus é manso e humilde, por isso Ele é vitorioso. Por isso Ele é poderoso. - O que tem angustiado e feito você infeliz? – Como está a sua disposição, você sente-se cansado (a)? - Como é o fardo do Senhor para você? – Você sente peso quando vive as coisas de Deus? – Deus é pesado para você? - Você também, às vezes se cansa de si mesmo (a)?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

SANTO DO DIA - SANTO AURÉLIO


A Igreja da África, durante os anos de 392 até 429, foi agraciada com o governo santo do primeiro Bispo de Cartago, que santificou-se tornando seu povo também santo. Santo Aurélio nasceu no século IV e desde diácono se destacava pela caridade, zelo, pureza de vida e pelo culto da Liturgia.
O grande Aurélio esteve como Bispo responsável por toda uma região e todos o chamavam – por respeito – de “Santo Papa Aurélio”. Não possuía grandes dotes intelectuais, porém, na Providência Divina, tinha grande amizade com o sábio e Bispo de Hipona: Santo Agostinho. Unido ao Doutor da Graça, pôde combater a autossuficiência do Pelagianismo e outras heresias que encontraram a condenação no seu tempo.
Muito do que sabemos hoje de Santo Aurélio foi o próprio Santo Agostinho quem informou, pois este admirava a prudência, a piedade e a humildade deste pastor e pai, que tudo fazia pela salvação das almas e pureza da doutrina cristã. Santo Aurélio passou da Igreja militante, para a Igreja triunfante pouco tempo antes de Santo Agostinho, isto em 429.
Santo Aurélio, rogai por nós!
Fonte> Canção Nova Notícias

quarta-feira, 19 de julho de 2017

PADRES CEARENSES NUM ENCONTRO EM SÃO PAULO

À esquerda da foto: os padres Neto, Milton e Rafhael

Os padres Raimundo de Oliveira Neto, mais conhecido por padre Neto, pároco de São Vicente de Paulo; Milton Ferreroni, da Opus Dei e Rafhael Maciel, ex-reitor do Seminário Propedêutico, encontram-se em São Paulo, onde participam até a próxima sexta-feira de uma conferência sobre “Teologia e Bioética”, com palestras sendo ministradas por professores da Universidade de Navarra, na Espanha. 

FESTA DE SANTO AFONSO COMEÇA NO DIA 28


A Paróquia de Santo Afonso realizará de 28 de julho a 6 de agosto, na festa de seu padroeiro, neste ano de 2017, tendo como objetivo a comunhão com toda a Igreja, celebra o Ano Mariano, lembrando os 300 anos de Aparecida e os 100 anos de Fátima, onde vemos que a Mãe Santíssima, tão amavelmente, se coloca ao lado de seus filhos, indicando-lhes, como fizera em Caná da Galileia: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (cf. Jo 1,5), numa clara indicação para o seguimento a Jesus Cristo, motivando-nos ao protagonismo dentro da vida cristã.

a programação religiosa começará no dia 28 de julho, com o hasteamento da bandeira, às 18h30 e terá como tema central  " Iniciação à vida cristã, com Maria e Santo Afonso. Às 19 horas, uma misa, que será celebrada pelo Padre Geovane, pároco de Santo Afonso.

SUBSECRETÁRIOS DOS REGIONAIS DA CNBB SE REÚNEM PARA ENCONTRO NACIONAL NO RIO DE JANEIRO



Subsecretários dos Regionais da CNBB se reúnem para Encontro Nacional no Rio de Janeiro
Até sexta-feira (21), subsecretários dos 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), participam do encontro anual, na sede do Regional Leste 1, no Rio de Janeiro. Os trabalhos são coordenados pelo subsecretário adjunto de pastoral da CNBB, Padre Deusmar Jesus.
Foto: Adielson Agrelos
A reunião tem como finalidade conhecer a realidade local de cada regional, partilhar experiências, reuniões de trabalho com a Secretaria Geral da CNBB e um momento de convivência. O Arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Regional Leste 1 da CNBB, Cardeal Orani Tempesta, celebrou a missa de abertura do encontro.
Foto Adielson Agrelos
“Ao ter o contato com os coordenadores de pastorais das dioceses que compõe o Regional Leste 1, os subsecretários terão a oportunidade de conhecer a realidade tão contraditória do nosso Estado. É uma oportunidade de formação, de conhecimento e de crescimento. Para nós é uma alegria receber todos os subsecretários da CNBB aqui em nosso regional”, disse Dom Orani.
Antes de cada subsecretário regional apresentar um pouco da realidade da sua região, o vice-presidente do regional Leste 1 e arcebispo de Niterói (RJ), dom José Francisco, fez um panorama da vida pastoral da Igreja no Estado do Rio de Janeiro. Além disso, coordenadores de pastorais das dioceses fluminenses apresentaram as realidades locais, tanto no âmbito pastoral-missionário, como no âmbito social.
Entre as diversas atividades está prevista uma visita à Cracolândia junto aos religiosos da Toca de Assis na tarde desta quarta-feira (19) e uma visita à Ilha Grande, localizada no litoral sul do estado do Rio de Janeiro.
O encontro dos subsecretários regionais acontece duas vezes por ano, sendo o primeiro numa região ou diocese do país no mês de julho e o segundo em Brasília (DF) no mês do novembro.
Fonte: CNBB

JUBILEU DE OURO SACERDOTAL DE DOM JOSÉ HARING, BISPO EMÉRITO DE LIMOEIRO DO NORTE (CE)

Os diocesanos de Limoeiro do Norte, Ceará, estão sendo convidados a se fazerem presentes ao Jubileu de Ouro Sacerdotal de dom José Haring, bispo emérito daquela Diocese. A data será comemorada com um Missa, que será celebrada no dia 22, próximo sábado, na Catedral de Limoeiro.

No vídeo abaixo, dom José Haring formula o convite a todos


FESTIVAL HALLELUYA COMEÇA HOJE NO CONDOMÍNIO ESPIRITUAL UIRAPURU





O Festival Halleluya 2017, evento organizado pela Comunidade Católica Shalom, completa sua 21ª edição, que começa nesta noite, com várias atrações Ana Lúcia, Emanuel Stênio, Thiago Brado, Adrianbo. A festa que nunca acaba, acontece de hoje, dia 19,  a 23 de julho no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), no bairro Castelão, com entrada gratuita.
A arena Halleluya com 80 mil m² de área, tem sua maior parte dedicada ao palco principal chegando a atrair 1 milhão e 80 mil participantes nos cinco dias de evento, por meio da arte, música e dança. Cantores como Pe. Fábio de Melo (foto), a atração maior, que se apresentará na sexta-feira, a partir das 21 horas, Suely Façanha, Adoração e Vida, Irmã Kelly Patrícia, Missionário Shalom dentre outros,
Além do palco principal, a arena conta com vários espaços temáticos com programações simultâneas. Devido ao espaço da solidariedade, o festival é considerado o evento mais solidário do Estado do Ceará, em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) e arrecadação de alimentos não perecíveis. Outro ambiente bastante movimentado é o Espaço da Misericórdia, coração do evento, onde sacerdotes atendem confissões, assim como cursos, Seminários de Vida no Espírito Santo e atendimentos em oração e aconselhamento são realizados.

A maior parte do público do Halleluya é composta por jovens. Entre 70% e 80% dos participantes são desta faixa etária. No entanto, há espaço para o público de várias idades. “Alcançamos os homens, as mulheres, as crianças, os jovens. Estamos no alicerce da sociedade e da Igreja. Evangelizando a família, nós damos frutos fecundo para a evangelização do mundo”, desta o fundador da Comunidade Shalom, Moysés Azevedo.

 Espaço Acessibilidade 

Além de todas as opções de espaços que o Festival Halleluya disponibiliza para aos diversos públicos, tem um que é especial, o Espaço Acessibilidade.

Criado especialmente para atender às necessidades de pessoas com deficiências físicas, auditivas, visuais e de mobilidade reduzida. Localizado ao lado esquerdo do palco, o Espaço Acessibilidade, conta com voluntários que durante toda noite, facilitam a acessibilidade aos deficientes auditivos com a comunicação em Libras, além de uma estrutura especial para cadeirantes, cegos e pessoas com deficiência física.


O espaço é gratuito e comporta um acompanhante por pessoa. Desta forma, todos, sem exceção, podem aproveitar melhor o maior Festival de Artes Integradas do Brasil, o Halleluya, que acontecerá entre os dias 19 e 23 de Julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU), Av. Alberto Craveiro, 2222 - Castelão.

Com informações da Comunidade Shalom



EVANGELHO DO DIA


Mateus 11,25-27

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.Glória a vós, Senhor.25Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: “Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. 27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar” Palavra da Salvação.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE


19/07/2017 - 4ª. feira XV semana comum

 – Êxodo 3, 1-6.9-12 – “Deus está além da nossa mesmice”

Moisés vivia a vida de um fugitivo que encontrara apenas um lugar seguro para sobreviver. Assim, ele fugia do faraó, fugia do seu povo, fugia de si mesmo, porém não conseguiu fugir de Deus. Por isso que um dia, quando ousou ir “mais além” do que estava acostumado, deu de frente com a “sarça” que ardia, mas não se consumia. Era a presença de Deus que se manifestava de uma maneira muito especial chamando-o para assumir a missão de libertador do povo oprimido. Fazendo uma analogia com a nossa própria experiência de vida percebemos que também nós procuramos refúgio nos lugares que para nós são os mais seguros e de certa forma conseguimos sobreviver levando uma vida medíocre e sem graça. No entanto, chega um dia que o desejo colocado por Deus no nosso coração, por alguma circunstância, nos faz também dar um passo a mais e inconscientemente ousamos sair da nossa mesmice e aí acontece o inesperado: encontramos o Deus que nos espera desde sempre para nos entregar “o povo” que Ele guardou para nós. Às vezes isto acontece quando participamos de algum encontro de final de semana com Cristo, ou em um Seminário de vida no Espírito Santo, algum retiro, ou mesmo quando escutamos uma pregação, uma homilia, uma música que tem uma mensagem de amor. As ocasiões são as mais intrigantes e variadas possíveis, apesar disso, nós encontramos a mão de Deus que nos acena e nos chama para uma vida nova. Quando fazemos uma experiência dessas nós nos atemorizamos queremos retroceder e achamo-nos também como Moisés, pequenos e incapazes. Temos medo de assumir compromissos, temos receio de sermos descobertos, pois sabemos dos nossos pecados e das nossas limitações. Porém o Senhor também diz para cada um de nós: “Eu estarei contigo” e também nos dá um sinal de que depois de tudo nós também O serviremos sobre a montanha, isto é, na intimidade com Ele, no céu que nos espera. Não tenhamos medo, pois, de ir mais além da nossa vidinha acomodada com medo dos faraós deste mundo. Deus nos espera na sarça ardente que é o Seu Espírito Santo, o Seu amor que queima, mas não se consome. É o Seu Amor Eterno que fez Jesus entregar a Sua vida para nos libertar da escravidão do Egito. – Você é uma pessoa acomodada que tem medo de enfrentar os obstáculos? – Você tem medo de se comprometer com Deus? – Você tem feito sempre as mesmas coisas? – Você também guarda algum segredo que não quer que ninguém saiba e não quer se expor? – Isto tem sido bom para você?

Salmo 102 – “O Senhor é indulgente, é favorável”

A nossa alma anseia por encontrar o seu Criador, todavia a nossa carne muitas vezes reluta. Somos enfermos e necessitados de cura e precisamos urgentemente ter um encontro com Aquele que nos fez e pode nos libertar com a Sua compaixão. As obras de justiça do Senhor são obras de misericórdia que nos tiram da sepultura para onde muitas vezes nos encaminhamos. O Senhor nos salva e nos revela os Seus caminhos para que nós possamos ajudá-lo na salvação de muitos outros.

Evangelho – Mateus 11, 25-27 – “só os pequeninos são confidentes de Deus”

Neste Evangelho Jesus louva ao Pai pelos pequeninos que são os confidentes de Deus! Isto nos leva a refletir que somente os que são pequeninos, porque não duvidam, não questionam e se entregam verdadeiramente a Jesus conseguem conhecer os mistérios do reino dos céus que Ele veio nos revelar. Jesus veio a nós para nos religar a Deus Pai de quem nós tínhamos nos separado, e assim, desvendar para nós os Seus segredos. Apenas conhece o Pai, o Filho porque é UM com Ele. Assim sendo, com sua palavra e ação Jesus revela a vontade do Pai, que consiste em instaurar o Reino dos céus aqui na terra. Entretanto, só “entendem” isto aqueles (as) que são pequeninos (as), isto é, que têm um coração aberto e simples e não colocam à frente a sabedoria do mundo. Não é o Pai quem esconde seu projeto aos grandes (sábios e inteligentes). São eles que, em sua autossuficiência, se tornam cegos ao projeto de Deus. Deus é o Senhor do céu e da terra e digno de todo o louvor pelos Seus feitos grandiosos. Nós, porém, somos pequenos e limitados. Deus é imenso e só Jesus pode nos revelar os mistérios do Deus grandioso. Somos ainda mais pequeninos na medida em que nos despojamos dos valores do mundo e da nossa sabedoria humana e abraçamos os ensinamentos de Jesus. Com efeito, quanto mais pequeninos nós nos tornarmos mais Ele poderá nos revelar os Seus segredos de felicidade. Os desfavorecidos e os pobres conseguem penetrar no sentido dessa atividade de Jesus, por isso, Jesus também louva ao Pai por nós, quando nos sentimos pobres e pequeninos em suas mãos, como seus instrumentos, preciosos, porém incapazes. O Pai conhece o Filho e o Filho conhece o Pai, e aqueles que se abandonam ao Filho têm também o conhecimento do Pai. – Você se considera pequenino (a)? - Para você o que é ser pequenino (a)? - Você é uma pessoa inteligente - Você tem entendido o que é que agrada ao Pai?

Helena Serpa,

Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

SANTO DO DIA - SÃO SÍMACO


Neste dia, celebramos um santo Papa que enfrentou um período da história em que a Igreja sofria com pressões internas e externas.
Nasceu na Ilha da Sardenha no século V. Pertenceu ao clero romano e foi eleito Papa em 498. No tempo de Símaco, a Igreja era duramente atingida por perseguições.
Muitas famílias tradicionais de Roma, bem como o Senado, buscavam de todas as formas influenciar a ação da Igreja, trazendo assim muitos prejuízos; isto perdurou por um tempo até levantar-se Símaco. O santo Papa combateu e venceu estes “invasores”, recuperando assim a total liberdade da Igreja, na sua organização e disciplina.
Com a queda do império romano e a invasão dos vândalos, godos, visigodos e longobardos, que começavam a dominar o Ocidente, São Símaco, na ousadia, entrou nas intrigas sociais e políticas, para assim tomar partido da paz e da harmonia e não de algum dos lados. Na função eficiente de pai comum, suscitou a inveja do imperador do Oriente que começou a perseguir os cristãos; em resposta a esta atitude corrigiu Símaco: “Lança um olhar, o Imperador, a tantos príncipes que perseguiram a Igreja e vê como todos eles tiveram triste fim, ao passo que a Igreja perseguida continua com tanto mais glória, quanto mais violenta lhe foi a perseguição”.
Símaco era conciliador, homem de justiça e sinal de paz.
Em 514 ele partiu para a glória celeste e intercede por nós, para que nos tempos de hoje, por amor a Cristo e à Igreja, sejamos promotores da paz.
São Símaco, rogai por nós!
Fonte: Canção Nova Notícias