domingo, 22 de outubro de 2017

MÃE DE 6 FILHOS INCENTIVA A FÉ EM JOVENS DIANTE DOS DESAFIOS DO MUNDO DE HOJE




Trinidad Ried e sua família/ Trinidad Ried

SANTIAGO, (ACI).- Por ocasião da preparação para o Sínodo sobre os jovens, convocado pelo Papa Francisco para 2018, no Chile será lançado o livro “Uma fé que encanta e embora doa, não assusta”, da jornalista católica Trinidad Ried.
À luz do Catecismo da Igreja Católica e em um formato de perguntas e respostas, este trabalho tem o objetivo de responder em uma linguagem próxima às perguntas que muitos jovens têm sobre a fé.
Segundo a autora, o livro “pretende ser a ponta de uma flecha para renovar a fé de muitos jovens” e uma contribuição ao Sínodo dos jovens e à visita do Papa Francisco ao Chile.
Trinidad Ried é casada, mãe de 6 filhos e jornalista da Pontifícia Universidade Católica do Chile. É fundadora, junto com a sua família, do Colégio Santa Cruz de Chicureo, e há mais de 20 anos trabalha na área da educação, comunicação e transmissão da fé.
Em declarações ao Grupo ACI, Ried assinalou que os jovens de hoje “estão sendo muito desafiados, porque aparecem ter muitas oportunidades, mas na verdade, estão muito sozinhos”.
“Muitas vezes não têm um propósito maior do que se divertir e a maioria deles, conscientes ou não, estão vivendo uma insatisfação dentro de si”, manifestou.
Por outro lado, observou Ried: “Mais do que qualquer outra geração, eles estão ‘infoxicados’, ou seja, cheios de informações, de barulho, Whatsapp, Instagram, Facebook e o que precisam é de algo que lhes permita filtrar tudo isso e descobrir como navegar nesse mar de incerteza”.
Nesse sentido, “a fé entendida como esta experiência diária, permanente, de dar um sentido além da visão ou da compreensão mundana que estamos vivendo, é a melhor resposta que os jovens podem ter atualmente”.
“A fé é o que pode dar aos jovens de hoje esse entusiasmo, essa paixão pela vida, para seguir lutando, essas são características próprias da juventude, mas que de alguma forma atualmente é reduzida devido à falta de propósitos e transcendência”, assinalou.
Em relação ao Sínodo dos Bispos sobre os jovens, Ried comentou que o Papa Francisco receberá o seu livro em novembro deste ano.
Ried disse ao Grupo ACI que o seu livro procura mostrar que, como Igreja, “somos capazes de dialogar e considerar a sua maneira de perceber a realidade, levando muito em consideração as suas opiniões e, sobretudo, assumindo esta responsabilidade e trabalhando juntos”.
Para criar vínculos com os jovens, “a Igreja deve ser um grande lugar de escuta, de respeito e de amor. E esse amor deve ser eficaz e afetivo, que eles possam senti-lo, saboreá-lo, que não só o declaremos, mas que realmente sintam o nosso amor a eles”, concluiu.


Fonte: ACI Digital

HORÁRIO DE MISSAS


Paróquia São Vicente de Paulo, à Avenida Desembargador Moreira, 2211, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza.

*Diariamente: 6h30 e 17h30
* De 3ª a 6ª: 11h30 e 19 horas
*Sábado: 6h30, 12 horas e 17h30
* Domingo: 6h30, 8h30, 11h30, 17h30 e 19h30

Comunidade Face de Cristo, à Rua Edmilson Barros de Oliveira, 191, no bairro Cocó, em Fortaleza
* De segunda à quinta-feira, às18 horas
* De segunda à sexta-feira: 7 horas.
* Domingo: às 8 e 18h30

 Paróquia São João Eudes:

Na Igreja  Menino Deus, à Rua Jaime Leonel, s/n, no bairro Luciano Cavalcante

* Às 3ªs e 5ªs feiras, às 19 horas
* Domingo: às 7 e 19 horas.

Na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, à rua Albert Sabin, s/n, no bairro Cocó/Guararapes.

* Às  4ªs feiras, às 18h30, novena de Nossa Senhor do Perpétuo Socorro, às 19 horas, missa e, às sextas-feiras, às 18h30, Adoração ao Santíssimo Sacramento e, logo em seguida, missa.
* Domingo: às 9, 17 e 19 horas.

Paróquia Nossa Senhora da Assunção (Santuário), no bairro Barra do Ceará

* De terça-feira a sábado, as 6 e 19horas.
*Domingo : às 7, 9, 17, 18h30 e 20horas.

Paróquia Nossa Senhora Aparecida, à Avenida Gomes de Matos, no bairro Montese.

*De 2ª à sexta-feiras, às 18h30, exceto nas terças-feiras.
*Domingo: às 7, 9,17 e 19 horas;*Nos dias 12, Missa em honra a Nossa Senhora Aparecida; dia 13, Nossa Senhora de Fátima, e dia19, Santo Expedito. E toda 1ª terça-feira do mês, Missa de Cura.

Paróquia do Coração de Jesus, no Centro de Fortaleza, na Praça do Coração de Jesus.

*Diariamente, de segunda-feira a domingo, às 7 horas.
* Domingo: às 7,8,30, 16 e 18 horas.

Paróquia de Cristo Rei, à Rua Nogueira Acioli, 263, na Aldeota.

De segunda-feira à sexta-feira, às 6h30 e às 17 horas
Sábado, às 6h30, 17 e 19 horas.
Domingo, 6h30, 9, 11, 17 e 19 horas
Últimas terças-feiras: “Noite da Misericórdia”. Observação: não há missa das 17 horas.
Dia 13 – Missa Mariana: às 12 horas, na Igreja Matriz e às 18 horas, na Praça Ceart.

Paróquia Nossa Senhora do Carmo, na Avenida Duque de Caxias, no Centro de Fortaleza

Domingo, às 8, 10, 17 e 18h30
Sábado, às 7h30, 17h30 e 17h30
De 3ª A 6ª feira, às 7h30 e 17 horas.     

Paróquia de Santa Luzia,  Rua Tenente Benévolo esquina com Rua Antônio Augusto

Diàriamente, às 17 horas
Sábado, às 17 e 19 horas.
Domingo, às 8, 10 (missa das crianças), 17 e 19 horas (missa dos jovens)
Todo dia 13 de cada mês, missa às 12 horas, em honra a Nossa Senhora de Fátima.

Paróquia de São Gonçalo do Amarante, a 57 quilômetros distante de Fortaleza

De terça-feira à sexta-feira, às 18 horas.
Domingo, às 19 horas.

Igreja Matriz de São José - Lagoa Redonda (Avenida Recreio, 1815)
- Sábado, 20 horas
- Domingo, 7 e 17h30

Capela de Santa Edwiges, Conjunto Curió Lagoa Redonda (Rua Isabel Ferreira, 1001)
- Domingo às 9 horas

Igreja dos Remédios – Benfica – na Avenida da Universidade
- Às segundas e quartas-feiras, às 6h30m.
- Às terças, quintas e sextas-feiras, às 17h30min.
- Aos sábados – 15h30min e 17 horas.
- Aos domingos, às 7, 17 e 19 horas.
- Domingos, ás 9horas, Missa com crianças (exceto no 1. domingo de cada mês, dia dos batizados)
- No primeiro sábado, missa pela saúde e todo o dia 13, às 12 horas, celebração em honra a Nossa Senhora. Mais informações pelo telefone (85) 3223.5644.

Envie-nos os horários de Missa de sua Paróquia ou Comunidade para o e-mailvaivém@secrel.com.br

EVANGELHO DO DIA


Mateus 22,15-21

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, 15os fariseus fizeram um plano para apanhar Jesus em alguma palavra. 16Então mandaram os seus discípulos, junto com alguns do partido de Herodes, para dizerem a Jesus: “Mestre, sabemos que és verdadeiro e que, de fato, ensinas o caminho de Deus. Não te deixas influenciar pela opinião dos outros, pois não julgas um homem pelas aparências. 17Dize-nos, pois, o que pensas: É lícito ou não pagar imposto a César?” 18Jesus percebeu a maldade deles e disse: “Hipócritas! Por que me preparais uma armadilha? 19Mostrai-me a moeda do imposto!” Levaram-lhe então a moeda.20E Jesus disse: “De quem é a figura e a inscrição desta moeda?” 21Eles responderam: “De César”. Jesus então lhes disse: “Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”. Palavra da Salvação.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE


22 de Outubro de 2017 - 29º Domingo do Tempo Comum - 1ª Leitura

 - Isaías 45,1.4-6 - temos a missão de salvar almas”

Ao longo da história do povo de Israel e conforme a sua necessidade, o Senhor foi escolhendo e ungindo aqueles a quem Ele destinara para serem instrumentos da Sua salvação. Assim foi que Ele chamou a Ciro, o rei da Pérsia, que nem O reconhecia como Deus, para que, por meio dele, fosse comprovado o Seu poder Salvador diante de toda a humanidade retirando o povo de Israel do exílio da Babilônia. Este é um fato histórico. O profeta Isaías fala da intervenção do Senhor na vida do rei Ciro e de como ele foi preparado para esta proeza. Isto nos revela que, da mesma forma, em algum momento da nossa história, nós podemos ser convocados por Deus para a missão de salvar almas e o Senhor nos exercita e nos prepara para esta incumbência, mesmo que não tenhamos ainda consciência da sua proposta. Hoje, também, o povo de Deus continua no exílio, longe do Seu Amor e da Sua Misericórdia e precisa de nós todos os que nos encontramos sob o Seu senhorio, para abrir as portas aos irmãos e irmãs que ainda não tiveram um encontro pessoal com a Salvação de Jesus. Moisés foi ungido para tirar o povo da escravidão do Egito, Ciro, da mesma forma, foi investido com a capacidade de arrancar da expatriação a nação de Judá. Jesus Cristo é o enviado do céu, ungido para nos libertar do pecado e da morte e nós, hoje, somos os continuadores do Seu ministério. No nosso Batismo nós recebemos o selo de seguidores de Jesus Cristo, por isso não viemos aqui, à toa e temos uma missão a cumprir. – Você tem consciência de que tem a missão de abrir as portas àqueles que necessitam de salvação? – O que você tem feito neste sentido? – Você já se apossou da sua unção de batizado em Jesus Cristo? – O que falta para que isto aconteça?

Salmo - Sl 95,1.2a.3.4-5.7-8.9-10a.c (R. 7ab)
R. ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória!

Todas as nações da terra devem ao Senhor tributos de louvor pela Sua glória e Seus prodígios. Quando nós reconhecemos o Senhorio de Deus Pai nós ingressamos na Sua família, fazemos parte do Seu rebanho e precisamos dar a glória que é devida ao Seu Nome. Assim fazendo, nós estamos acolhendo a exortação do salmista que nos sugere a oferta de um sacrifício nos átrios do Senhor. O nosso coração é o vestíbulo da casa de Deus e é a partir dele que o Senhor Reina! E lá no mais profundo do nosso espírito nós rendemos a Ele os louvores que nos trazem a paz e a justiça.

2ª Leitura - I Tessalonicenses 1,1-5b - “vivenciamos o Evangelho mediante a força do Espírito Santo”

Nesta leitura Paulo, Silvano e Timóteo desejam aos habitantes da Tessalônica a graça e a paz do Senhor por causa da demonstração que eles ofereciam ao mundo, com o testemunho de fé, caridade e de esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. Por esta razão os tessalonicenses eram considerados do “número dos escolhidos” de Deus. A partir desta realidade nós podemos também fazer uma avaliação se, realmente, nós somos parte da família dos consagrados por Deus. A demonstração que damos ao mundo, por meio da atuação da nossa fé, do amor e da esperança nos planos de Deus é, pois, uma condição imprescindível para que também recebamos a graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo. E isto só pode acontecer quando, mediante a força do Espírito Santo, nós vivenciamos o Evangelho, não somente com palavras, mas com ações. Aí sim, o nosso desempenho na edificação do reino será frutuoso e nós vivenciaremos a vontade de Deus tornando-nos, homens e mulheres justos. Para tentarmos fazer esta estimativa nós devemos refletir: - Tenho dado demonstração de fé e confiança nos planos de Deus para mim, nos momentos de nuvens negras? – Como tenho exercido a caridade no meio da minha família, comunidade e amigos? – Sou uma pessoa otimista em relação à vida ou tenho me apegado ao desânimo, passivamente? – Tenho confiando na força e no poder do Espírito Santo agindo em mim?

Evangelho - Mateus 22,15-21 - o nosso ser espiritual não depende do quanto nós possuímos materialmente”

Os fariseus e os herodianos armavam arapucas para apanhar Jesus em contradição, porém Ele não se deixava reger por sugestões que oriundas da cabeça dos homens. Assim sendo, sabiamente Ele percebia a maldade dos seus corações e a hipocrisia que orientava os seus questionamentos. Eles agradavam a Jesus com palavras, e, ao mesmo tempo, preparavam-Lhe armadilhas. A figura e a inscrição da moeda que pagava o imposto eram de César, imperador dos romanos e nada tinham a ver com o que Jesus ensinava sobre a revelação de Deus. Jesus sabia distinguir a realidade material da espiritual e o que pertencia a Deus e o que era próprio dos homens. Muitas vezes nós nos confundimos quando tratamos de assuntos financeiros e materiais atrelados às coisas de Deus. Muitos pregam a recompensa da prosperidade e da fartura embaralhada com o serviço ao reino de Deus. A Cezar, isto é, ao mundo material, pertencem as nossas necessidades físicas que são temporais e passageiras. A Deus, no entanto, compete a parte que permanece nos sustentando eternamente. Na vida nós temos as nossas carências e necessidade de sobrevivência material próprias da nossa situação humana. Confiando na providência de Deus nós também suprimos estas realidades, porém o nosso ser espiritual não depende do quanto nós possuímos materialmente. Por isso, Jesus nos propõe cumprirmos com as nossas obrigações básicas que são inerentes ao nosso ser material. Ao mesmo tempo, Ele nos ensina, amparados pela força do Espírito Santo, a prosseguir na nossa busca da santidade que nunca nos será tirada. – Você tem dado a Cezar o que é de Cezar e a Deus o que é de Deus? – Você tem cumprido com as suas obrigações sociais e espirituais? – Como você administra as suas posses materiais e espirituais? – Você acha que é merecedor de benesses por trabalhar na vinha do Senhor? – Você tem algum interesso no trabalho do reino?

Helena Serpa,

Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

REFLETINDO SOBRE O EVANGELHO DE HOJE


Mateus 22, 15-21

VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO A

Continuamos refletindo no capítulo 2 de Mateus sobre o confronto de Jesus – mestre da justiça – com as autoridades do poder religioso e ideológico que se fecharam ao Reino de Deus e fecharam o Reino aos outros por causa do legalismo.
O evangelho deste domingo (Mateus 22,15-21) fala de uma discussão entre Jesus e os fariseus, a respeito do pagamento do imposto ao Imperador. Um dilema difícil para Jesus. A pergunta era capciosa e a resposta ao dilema muito comprometedora. Qualquer resposta afirmativa ou negativa e inclusive o silêncio evasivo (indefinido) criariam problemas com a autoridade religiosa de Israel ou civil de Roma. Era uma questão altamente polêmica, uma verdadeira armadilha. Se ele disser SIM, que é para pagar imposto, Jesus se coloca ao lado dos inimigos do povo judeu – herodianos e saduceus e será taxado de traidor do povo. Se ele disser NÃO, se coloca contra as autoridades romanas e será considerado subversivo e inimigo do poder romano. A resposta de Jesus muda o sentido da pergunta deles. Jesus fala em devolver e não fala em pagar. “Devolvam a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”. O que é de Deus é acima de tudo, o povo que lhe pertence, o ser humano que Ele criou à sua imagem e semelhança e destinou para a vida, e a vida em abundância.
Devolver a Deus significa ofecer-lhe um povo digno de representar a sua imagem, um povo capaz de santificar-se. É dar-lhe respeito, adoração, louvor, obediência, amor, adesão a sua palavra. É dar honra glória e louvor para sempre. É obedecer primeiro a Deus sem ser subserviente às autoridades humanas.
Devolver a César significa deixar que o poder público assuma o seu dever de cuidar do bem estar do povo e da nação, pois o povo pertence a Deus e não ao estado. O Estado, representado pelo povo na pessoa dos políticos, tem a função e o dever de zelar por algo que não lhe pertence, mas que, por direito, pertence ao povo.
Nenhum poder político, seja qual for o modelo, tem direito de roubar o povo, porque este pertence a Deus e só Deus é soberano da vida e da História, pode dirigir o povo para a vida e a liberdade, que são essência do projeto de Deus que correspondem amais profunda aspiração do povo.
Aprendemos deste evangelho que tudo que Deus criou deve estar a serviço da vida. Somos seguidores de Jesus. Ao estado e ao governo devemos taxas e impostos, mas sem escravizar-nos e dizer amém e nem ajoelhar-nos diante das leis do mercado pois a nossa vida e a vida do nosso povo oferecemo-las a Deus como Jesus nos ensinou.
Um bom domingo a todos.

Pe. Raimundo Neto

Pároco de São Vicente

SANTO DO DIA - SÃO GAUDÊNCIO


O nome do santo que lembramos neste dia, é Gaudêncio, que vem do latim “gaudere”, que significa alegrar-se. Muito sugestivo, pois é com alegria que contemplamos a vida deste santo Bispo de Bréscia, na Itália.
Provavelmente, era natural daquela cidade que conheceu no século II o Cristianismo, e onde fazia parte do seu Clero diocesano. Muito conhecido e respeitado pela santidade, zelo pastoral e eficácia na pregação, São Gaudêncio foi amigo de vários outros Bispos santos (principalmente Santo Ambrósio de Milão).
No ano 400, como peregrino, foi conhecer a Igreja de Cristo e as grandes igrejas da antiguidade. Nesta viagem, fez amizade com o Patriarca de Constantinopla, São João Crisóstomo, e também no Oriente adquiriu relíquias de mártires, que levou para sua cidade episcopal, a fim de motivar a pureza da fé.
Admirado pela oratória, deixou como riqueza numerosos sermões, tratando do mistério pascal, festas litúrgicas e comentários sobre o Evangelho. Após uma vida muito frutuosa no culto e no cuidado das ovelhas do Bom Pastor, principalmente de amor aos pobres, Gaudêncio entrou no Céu no ano de 410.
Desde logo recebeu o culto de veneração que a Igreja ratificou em seu Martirológio. Suas relíquias conservam-se na Igreja de São João Evangelista em Bréscia.
São Gaudêncio, rogai por nós!
Fonte: Canção Nova Notícias

sábado, 21 de outubro de 2017

MULTIDÃO INCALCULÁVEL NO ATERRO DA PRAIA DE IRACEMA NO X EVANGELIZAR É PRECISO





Uma multidão incalculável tomou conta do aterro da Praia de Iracema,  na tarde-noite de hoje,dia 21 de outubro, para participar de mais uma edição do “Evangelizar é preciso Fortaleza”- Ano 10, comandado pelo padre Reginaldo Manzotti, que fez os fiéis católicos irem ao delírio, quando apareceu no palco montado para apresentação de cantores católicos, celebração eucarística e adoração ao Santíssimo Sacramento, que ocorreu logo depois da missa, celebrada por dom Rosalvo Cordeiro de Lima, bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza.

O padre Reginaldo Manzotti apareceu no palanque às 17 horas, quando o Ministério de Música estava cantando “Evangelizar é preciso” e aproveitou a oportunidade para agradecer a dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza, pelo apoio dado ao evento e pediu para ele uma salva de palmas. Além de dom José Antonio, o padre agradeceu também um grande número de sacerdotes entre eles Bezerra e Gilson Soares e não poderia deixar de citar dom Rosalvo. E em seguida,  o governador Camilo Santana, prefeito Roberto Cláudio e o deputado estadual Walter Cavalcante.

ENTRONIZAÇÃO

Antes de iniciar a missa, o padre Reginaldo Manzotti pediu para todos que recebessem com muito carinho a imagem de Nossa Senhora Aparecida, que neste ano está completando 300 anos do seu encontro nas águas no Rio Paraíba do Sul, São Paulo, pelos pescadores João Alves, Domingos  Garcia e Felipe Pedroso.

FAMÍLIA

Vale ressaltar que no final da celebração, o padre Reginaldo Manzotti convidou o governador  Camilo Santana a falar para a multidão a quem revelou a sua preocupação com a seca, segurança, “mas está tudo sob controle”.    Mas se dirigiu, primeiramente às pessoas exaltando a família e fez questão de dizer que estava ali acompanhado da família.

Depois da missa, houve uma Adoração ao Santíssimo Sacramento, com a coordenação do padre Reginaldo Manzotti e um show de evangelização “Alma Missionária”, com a participação especial de Celina Borges.

CURIOSIDADES

Os pais não tinham com quem deixar os filhos, inclusive recém-nascidos, levaram para o evento. Pessoas distantes do palanque, não se conformando com os telões que foram instalados, preferiram escalar muros, se segurando em grades. A grande maioria das pessoas compareceu ao evento vestindo uma camisa com as cores vermelha e branca, com dizeres Evangelizar é Preciso. Mas havia também muitas pessoas com camisas de outras edições.

Amanhã, às 10 horas, o padre celebrará uma missa na Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Pobres, no Conjunto Tancredo Neves.

A 10ª EDIÇÃO DE EVANGELIZAR É PRECISO FORTALEZA COMEÇA AO MEIO DIA, NO ATERRO DA PRAIA DE IRACEMA.



O maior evento católico do Brasil, “Evangelizar é Preciso Fortaleza – Padre Reginaldo Manzotti”, chega a sua décima edição e tem seu início programado para as 12 horas de hoje, sábado, dia 21, no Aterro da Praia de Iracema, terá tema “Santas Chagas”, e lema “Por Suas Chagas Fomos Curados”.

Uma grande infraestrutura foi  montada no Aterro para atender o público que virá de todo o Nordeste e de várias regiões do Brasil. Com o marco, em 2017, a organização preparou  esta programação:

12h00 – Terço Mariano.
12h30 – Show Musical - Álvaro e Daniel.
13h30 – Padre Marcos Miranda.
14h15 – Show da Irmã Kelly Patrícia.
15h10 – Terço das Santas Chagas.
16h00 – Padre Francisco Bezerra do Carmo.
16h30 – Ministério Evangelizar é Preciso.
17h00 – Santa Missa com entronização de Nossa Senhora Aparecida.
19h00 – Adoração ao Santíssimo Sacramento com Padre Reginaldo Manzotti.
20h00 – Show de evangelização “Alma Missionária” com Padre Reginaldo Manzotti e participação especial da Celina Borges.

21h30 – Encerramento.

PASTORAL OPERÁRIA REALIZA ASSEMBLEIA


A Pastoral Operária do Ceará realiza, hoje, dia 21 de outubro, das 8  às 17 horas, na sua sede, localizada na Avenida Francisco Sá, 1833, no bairro Jacarecanga, Fortaleza-CE, a sua XIX Assembleia Estadual com o tema “Desafios da Pastoral Operária e as novas perspectivas do mundo do trabalho”. 

Maiores informações pelos telefones (85) 32381400 / 988226156 - Pastoral Operária.

PARÓQUIA JEREISSATI/TIMBÓ PROMOVE FESTA EM HONRA A SÃO JUDAS TADEU


A Comunidade São Judas Tadeu da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Jereissati/Timbó celebra o seu padroeiro. O festejo está acontecendo desde o dia 19 de outubro e vai até o dia 29, tendo como tema: com "São Judas Tadeu edificamos a nossa fé e caminhamos na misericórdia". As celebrações e novenas iniciam às 19 horas e, logo em seguida de parte social com atrações musicais e barracas com comidas típicas.

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O NORDESTÃO DE LITURGIA 2018



A Diocese de Crato está na expectativa de mais uma edição do “Nordestão de Liturgia”, curso válido como extensão universitária, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, da CNBB, e aplicado em três módulos: extensão, especialização e complementação. As inscrições estão abertas até o dia 20 de dezembro. O encontro acontece de 15 a 25 de janeiro, no Centro de Expansão Dom Vicente de Araújo Matos, em Crato. O objetivo é construir, como discípulos missionários de Jesus Cristo, “um saber teológico-litúrgico, a partir das práticas celebrativas, à luz da Tradição e da renovação do Vaticano II, priorizando o rito que é fonte de uma liturgia orante e inculturada, no chão nordestino.

Os interessados, portanto, podem entrar em contato com o Padre Joaquim Ivo (de Missão Velha) através dos telefones: (88) 99 9959-9340 ou (88) 9 9644-0031 (WhatsApp) e ainda pelo e-mail: joaquimivo@yahoo.com.br. O contato também pode ser feito com Mundinha Braga (Paróquia de Fátima, Crato) no telefone: (88) 9 9965-8763 (WhatsApp) ou e-mail: inscrevasenonordestaodeliturgia@yahoo.com.br/ mundinha_braga@hotmail.com.


Fonte: Diocese do Crato

VATICANO PUBLICA NOVA EDIÇÃO DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA





Exemplar do Catecismo da Igreja Católica. Foto: ACI Prensa

Vaticano, (ACI).- A Santa Sé publicou uma nova edição do Catecismo da Igreja Católica com uma breve apresentação do Papa Francisco e um comentário teológico-pastoral elaborado por Dom Rino Fisichella, Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.
Esta nova edição, por ocasião do 25º aniversário de sua primeira publicação no ano de 1992, não contém nenhuma modificação em relação à edição anterior.
Na apresentação, o Santo Padre afirma que “o Catecismo da Igreja Católica se apresenta como um caminho que, através de quatro etapas, ajuda a entender a dinâmica da fé”.
Essas quatro etapas são “o desejo de cada ser humano que carrega consigo o anseio de Deus”, “a vida da graça expressa em particular nos Sete Sacramentos”, “o estilo de vida do fiel como uma vocação a ser vivida segundo o Espírito” e “a oração como expressão de um encontro em que o homem e Deus se olham, falam e escutam”.
Esse percurso é necessário “para entender plenamente a identidade do fiel como discípulo missionário de Jesus Cristo”.
Além disso, esta nova edição do Catecismo da Igreja Católica contém um comentário teológico-pastoral escrito por Dom Fisichella, “de grande ajuda para entrar sempre mais na compreensão do mistério da fé”, explica Francisco.
Assim, o Catecismo se torna “uma ulterior mediação por meio da qual promover e apoiar as Igrejas particulares em todo o mundo no compromisso de evangelização, como instrumento eficaz para a formação, sobretudo dos sacerdotes e catequistas”.
No comentário de Dom Fisichella, é assinalada a importância do Catecismo da Igreja Católica na formação dos cristãos e em seu crescimento na fé.
“Para que a evangelização possa ser fecunda, pede-se a cada batizado que cresça na escuta da Palavra de Deus, que celebre os santos mistérios, que viva no caminho do Senhor e que faça da oração seu pão de cada dia. O Catecismo da Igreja Católica é um instrumento que ajuda a entrar progressivamente nesse empenho de vida”.
Além disso, o Catecismo “também é um instrumento necessário para a nova evangelização enquanto permite evidenciar a unidade que intervém entre o ato com o qual se crê nos conteúdos da fé”.
Nesse sentido, “pode ajudar a nova evangelização a superar uma dificuldade presente em várias igrejas que com frequência limitam a catequese apenas à preparação dos sacramentos”.

“Se a catequese se dirige unicamente à recepção dos sacramentos, parece evidente que terminado o percurso da iniciação cristã, a formação sucessiva corre o risco de acabar à deriva. É o momento de retomar com convicção a possibilidade de uma formação constante, dirigida a todos os crentes”.

Fonte: ACI Digital

EVANGELHO DO DIA



Lucas 12,8-12

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.— Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 8“Todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante dos anjos de Deus. 9Mas aquele que me renegar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus. 10Todo aquele que disser alguma coisa contra o Filho do Homem será perdoado. Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado. 11Quando vos conduzirem diante das sinagogas, magistrados e autoridades, não fiqueis preocupados como ou com que vos defendereis, ou com o que direis. 12Pois, nessa hora, o Espírito Santo vos ensinará o que deveis dizer”.— Palavra da Salvação.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE



21 de Outubro de 2017 - Sábado da 28ª Semana do Tempo Comum

- Romanos 4,13.16-18 - “a promessa do Pai é o Espírito Santo”

São Paulo continua nos apontando Abraão como exemplo de fé, portanto, modelo de homem justo. Deus prometeu a ele e à sua descendência o mundo como herança, diz São Paulo e chamou-o para sair da sua casa, do convívio com a sua família para buscar uma terra nova, a Terra Prometida. Prometeu-lhe uma descendência numerosa mesmo tendo ele cem anos e a sua mulher, Sarai, 90 anos. Abrão, portanto, “contra toda a humana esperança”, firmou-se na esperança e na fé, em Deus. Acreditou, obedeceu e, tornou-se assim, o pai da fé. Todos nós que temos fé e esperança nas promessas de Deus, somos também filhos de Abraão e herdeiros (as) das promessas do Senhor. Quem é herdeiro, recebe de graça, o dom gratuito de Deus. Por isso, como herdeiros de Abraão, por causa da fé, nós nos tornamos homens e mulheres justos. Nós estamos, do mesmo modo, a caminho da Terra prometida, isto é, de uma terra renovada pelo poder do Espírito Santo, que é a promessa do Pai para nós. Precisamos cultivar em nós a fé e a esperança. Elas são virtudes que caminham juntas, uma não existe sem a outra. Exercitando a nossa fé e a esperança, consequentemente, somos motivados (a) a viver também a caridade, que é o nosso passaporte para adentrar na Terra Prometida. Um dia não precisaremos mais da fé nem da esperança, só o amor continuará conosco. - Você também se considera descendente de Abraão? Como é a sua fé? - Você é uma pessoa naturalmente esperançosa e otimista? - Mesmo vivendo em um mundo tão desigual, você tem esperança de que as coisas mudem?- Você é uma pessoa que acredita nas pessoas ou é desconfiado (a)?- Você também procura uma terra nova para viver?

Salmo - Sl 104,6-7. 8-9. 42-43 (R. 8a)
R. O Senhor se lembra sempre da Aliança.

Deus nunca se esquece da aliança que fez com Abraão e seus filhos. Essa aliança hoje permanece conosco que somos descendentes de Abraão. Fazemos parte da geração do povo de Deus e somos seus eleitos porque a própria Palavra nos garante. Portanto, o Senhor também nos faz sair da terra da escravidão do pecado e para habitar em uma terra nova, vivendo uma nova mentalidade, tendo o Seu amor como ponto de partida para as nossas ações.

Evangelho - São Lucas 12,8-12 - “O Espírito Santo é o prometido do Pai e não pode falhar”.

Neste Evangelho Jesus nos faz entender que o nosso testemunho é muito importante para que o reino de Deus aconteça aqui na terra. Às vezes pensamos que Deus não precisa de nós e da nossa adesão ao Seu projeto de salvação para a humanidade. No entanto, Jesus nos diz que o nosso testemunho diante dos homens é condição para que Ele também dê testemunho de nós diante dos “anjos de Deus”. Se, pelo contrário, o renegarmos, e, diante dos homens fizermos de conta que não o conhecemos, também seremos desconhecidos por Ele, diante dos anjos de Deus. Renegar Jesus é desconhecê-Lo e não atribuir a Ele tudo o que temos e o que possuímos. Todas as vezes que negamos o poder do Espírito e vacilamos em dar testemunho do Evangelho porque não nos achamos capacitados, talvez estejamos pecando contra o Espírito Santo. Quando não confiamos na força e no poder do Espírito Santo, nós estamos ofendendo a Deus, pois o Espírito é o prometido do Pai e não pode falhar. É confiando na manifestação do Espírito Santo por meio de nós que podemos anunciar a Palavra e testemunhar ao mundo as maravilhas e prodígios que nos acontecem e assim termos diante de Deus o testemunho dos anjos a nosso favor. – Você se envergonha de falar de Jesus diante dos homens? – Você confia no poder do Espírito mesmo que se ache uma lástima? – Como você tem agido em relação a isso? - Você tem recusado alguma missão na obra de evangelização porque não se acha capaz? – Isso não será um pecado contra o Espírito Santo? – Reflita mais sobre isso.

Helena Serpa,

Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

SANTO DO DIA - SANTA ÚRSULA


Úrsula nasceu no ano 362, filha dos reis da Cornúbia, na Inglaterra. A fama de sua beleza se espalhou e ela passou a ser desejada por vários pretendentes (embora Úrsula tenha feito um voto secreto de consagração total a Deus). Seu pai acabou aceitando a proposta de casamento feita pelo duque Conanus, um general de exército pagão, seu aliado.
Úrsula fora educada nos princípios cristãos. Por isso ficou muito triste ao saber que seu pretendente era pagão. Quis recusar a proposta mas, conforme costume da época, deveria acatar a decisão de seu pai. Pediu, então, um período de três anos para se preparar. Ela esperava converter o general Conanus durante esse tempo, ou então, encontrar um meio de evitar o casamento. Mas não conseguiu nem uma coisa, nem outra.
Conforme o combinado, ela partiu para as núpcias, viajando de navio, acompanhada de onze jovens, virgens como ela, que iriam se casar com onze soldados do duque Conanus. Há lendas e tradições que falam em onze mil virgens, ao invés de onze apenas. Mas outros escritos da época e pesquisas arqueológicas revelaram que foram mesmo onze meninas.
Foram navegando pelo rio Reno e chegaram a Colônia, na Alemanha. A cidade havia sido tomada pelo exército de Átila, rei dos hunos. Eles mataram toda a comitiva, sobrando apenas Úrsula, cuja beleza deixou encantado ao próprio Átila. Ele tentou seduzi-la e lhe propôs casamento. Ela recusou, dizendo que já era esposa do mais poderoso de todos os reis da Terra, Jesus Cristo. Átila, enfurecido, degolou pessoalmente a jovem, no dia 21 de outubro de 383. Em Colônia, uma igreja guarda o túmulo de Santa Úrsula e suas companheiras.
Durante a Idade Média, a italiana Ângela de Mérici, fundou a Companhia de Santa Úrsula, com o objetivo de dar formação cristã a meninas. Seu projeto foi que essas futuras mamães seriam multiplicadoras do Evangelho, catequizando seus próprios filhos. Foi um avanço, tendo em vista que nesta época a preocupação com a educação era voltada apenas para os homens. Segundo a fundadora, o nome da ordem surgiu de uma visão que ela teve.
Atualmente as Irmãs Ursulinas, como são chamadas as filhas de Santa Ângela, estão presentes nos cinco continentes, mantendo acesas as memórias de Santa Ângela e Santa Úrsula.
Santa Úrsula, rogai por nós!
Fonte: Canção Nova Notícias