sexta-feira, 31 de agosto de 2012

BENTO XVI FOI O PRIMEIRO A SE INSCREVER PARA A JMJ RIO 2013

Cerca de 4.000 inscritos em 24 horas

Brasília, (ZENIT.org) – As inscrições para a Jornada Mundial da Juventude Rio2013 começaram na terça-feira, 28 de agosto 2012 e em apenas 24 horas cerca de 4.000 jovens já tinham garantido participação. O primeiro a se inscrever foi o Santo Padre Bento XVI."Para nossa alegria jovens dos cinco continentes fizeram inscrição", comemorou a diretora do setor de Inscrições da JMJ Rio2013, irmã Shaiane Machado. Os primeiros participantes são jovens de 28 países, divididos em 220 grupos, dos quais 112 são brasileiros. Mas o primeiro de todos a se inscrever foi Bento XVI, logo na manhã de terça-feira, 28 de agosto - Conforme notícia do site oficial da JMJ Rio 2013 -.O arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, garantiu: "Já vivemos o clima da JMJ". Para ele, a abertura das inscrições de peregrinos representa um "passo importante" para a realização do evento. "A Jornada é um investimento na juventude, construindo valores mais humanos e solidários para fazer a diferença na sociedade", afirmou. "E a Igreja é chamada a estar junto nesta construção" - prosseguiu a nota.A inscrição é a porta de entrada para o peregrino na JMJ Rio2013. É por meio da inscrição que o jovem passa a fazer parte oficialmente da JMJ Rio2013. A organização avisa só se responsabilizar pelos grupos que comprarem os pacotes de estadia por meio do canal oficial.Link oficial para inscrições: http://www.rio2013.com/pt/inscricao

MEM

Envie a um amigo Imprima esta notícia

PAPA REZA PARA QUE POLÍTICOS AJAM COM HONESTIDADE






Bento XVI pede particularmente neste mês pelas Igrejas mais pobres



Neste mês de setembro, o Papa Bento XVI reza “para que os políticos ajam sempre com honestidade, integridade e amor à verdade”.E em sua intenção missionária, o Santo Padre pede “para que nas comunidades cristãs aumente a disponibilidade à doação de missionários, sacerdotes e leigos, e de recursos concretos em favor das Igrejas mais pobres”.Todos os meses o Papa confia suas intenções ao apostolado da oração. Esta iniciativa é seguida por milhões de pessoas em todo mundo.Leia mais.: Por que a política deve interessar os cristãos?.: Dom Odilo emite nota orientando para voto consciente.: Arquidiocese do Rio lança tópicos de reflexão para eleições




Nicole Melhado/Canção Nova Notícias/Arquivo

MORRE, AOS 85 ANOS, O CARDEAL MARTINI, HOMEM DE CIÊNCIA E GRANDE PASTOR



Faleceu às 15h45 desta sexta-feira – pelo horário de Roma, o Cardeal Carlo Maria Martini. O purpurado estava com 85 anos, e sofria de Parkinson. Ele estava internado na enfermaria do Aloisianum, o Instituto Universitário de Estudos Filosóficos da Companhia de Jesus, na província italiana de Varese.




CNBB PEDE AMPLIAÇÃO DO PRAZO DE CONTRIBUIÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL PARA A ELABORAÇÃO DO NOVO CÓDIGO PENAL



O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno Assis, esteve na tarde de ontem, 30 , com o presidente do Senado Federal, senador José Sarney, para entregar oficialmente um pedido de extensão do prazo para o debate com a sociedade civil a respeito...







AMANHÃ, REUNIÃO DO CONSELHO ARQUIDIOCESANO DA PASTORAL DA FAMÍLIA

Acontece, amanhã, sábado, dia 1º. de setembro, às 15 horas, no Centro de Pastoral “Maria Mãe da Igreja”, Rua Rodrigues Júnior, 300, no Centro de Fortaleza, reunião do Conselho Arquidiocesano da Pastoral Familiar. São convidados os coordenadores paroquiais, dos setores pré-matrimonial, pós-matrimonial, casos especiais, representantes de movimentos e serviços pro-família. Padre Bruno, pároco da Paróquia São Vicente de Paulo (Tabapuá) irá proferir palestra com o tema: “Espiritualidade Familiar e na Missão.

FESTA NO SANTUÁRIO MÃE DAS DORES EM ARACOIABA

Divulgando os sinais de Deus no Sertão vamos ouvir um pouco da Festa no Santuário Mãe das Dores em Aracoiaba - Ce:
No sertão do Ceará existe uma devoção e um pequeno santuário mariano cuja história extraordinária ficou escondida por cerca de cem anos. Descoberta e investigada pelo padre jesuíta Abner Andrade, em meados dos anos 80, a história foi relatada em um livreto intitulado: Aparições de Nossa Senhora no Nordeste do Brasil. Por que? Mas os relatos colhidos pelo jesuíta também caíram no esquecimento e por 25 anos permaneceram no silêncio.

Em 2011, por ocasião do aniversário de 125 anos do surgimento desta devoção e deste santuário, a história da devoção no Alto Santo ganhou a devida importância histórica e religiosa. Características especiais fazem deste santuário um lugar especial de fé e oração.

Para quem ainda não conhece aqui vai um resumo dos fatos que fizeram surgir o Santuário Mãe das Dores em Aracoiaba.

Segundo os antigos relatos, colhidos pelo já falecido padre jesuíta Abner Andrade, no final do século XIX um fenômeno extraordinário deu início a esta história de fé e devoção. Três crianças que buscavam lenha numa colina hoje conhecida como Alto Santo, tiveram uma visão: Viram aos pés de umas pitombeiras, uma mulher com um vestido da cor da lua que lhes pedia que ali se construísse um oratório. O oratório foi construído: uma capelinha de taipa que junto das pitombeiras servia de lugar de oração para os moradores do lugar

Em 1925, Cirilino Pimenta teve um derrame cerebral que o deixou paralítico e sem fala. Cirilino fez a promessa de erigir uma capela em honra de Nossa Senhora das Dores, se recuperasse a fala e pudesse andar. De fato ele ficou curado e construiu uma capela bem maior em um local um pouco mais abaixo para poder ser vista pelos que passavam de trem

Durante algum tempo a capela de Nossa Senhora das Dores construída por Cirilino Pimenta, ficou em completo abandono, chegando mesmo a ruir o teto. Quando frei Jeremias, em 1974 abriu a capela do Alto Santo, teve uma grande surpresa: um enorme espinheiro de dois metros de altura ou mais, havia brotado num pequeno espaço entre um ladrilho e outro e com seus galhos tão compridos debruçava-se sobre o altar e a imagem de Nossa Senhora das Dores mantendo-os intactos

Em 1986 um grupo de jovens de Aracoiaba encontrou as ruínas capelinha de taipa, junto das antigas pitombeiras. A capelinha foi reconstruída no mesmo local e inaugurada pelo padre Abner Andrade

Para conhecer os detalhes desta história vá participar da Festa de Nossa Senhora das Dores de 6 a 15 de setembro, no Santuário Mãe das Dores, em Aracoiaba. Toda a noite acontecerá oração do terço das dores, novena e Santa Missa. E ainda confissões todos os dias no Espaço da Misericórdia. Informações pelo telefone (85) 3337 1253, na paróquia de Aracoiaba.

Fnte: Pascom da Arquidiocese de Fortlaeza

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

31/08/12 – 6ª. Feira – XXI semana do tempo comum

-I Coríntios 1, 17-25 – “a sabedoria da Cruz de Cristo”

Nós nunca conseguiremos entender com a nossa mente e com nosso raciocínio lógico a metodologia que Deus usou para nos salvar. A Cruz, por meio de Jesus Cristo, ao invés de ser um sinal de maldição tornou-se sinal de salvação, em vez de instrumento de desgraça, é um meio de se alcançar a graça. Por isso, São Paulo nos faz entender que “a pregação a respeito da cruz é uma insensatez para os que se perdem, mas para os que se salvam, ela é poder de Deus!” Isso significa que quando não abraçamos a Cruz porque ainda não acolhemos a Salvação de Jesus, nós a rejeitamos pois a consideramos um sinal de loucura. No entanto, a partir do momento em que nos rendemos à pregação da Boa Nova da Salvação e assumimos Jesus Cristo, Crucificado, Morto e Sepultado, Ressuscitado e Glorificado como Senhor da nossa vida, todos os nossos medos e também a nossa sabedoria humana, caem por terra. E assim, passamos a viver sob o poder de Deus e o Senhorio de Jesus. Deus Pai manifestou a Sua sabedoria quando criou o mundo e o homem dando a ele uma Lei para seguir e mandando-lhe profetas para ensiná-lo a vivê-la e o alertar quando se desviasse do caminho. No entanto, o homem pecou e a humanidade fez ouvido de mercador e foi preciso que o Seu próprio Filho, em pessoa, viesse até nós e morresse para nos salvar de uma maneira completamente absurda aos nossos olhos. Jesus veio salvar toda a humanidade, todavia será preciso a anuência de todos para que o seu efeito aconteça. Por isso, hoje, mesmo com toda a sua eficácia, a salvação de Jesus depende da nossa pregação. Todos os que já acolheram a pregação da salvação de Jesus e assumiram a vida nova no Espírito Santo são chamados a anunciar a Cruz de Cristo, loucura para os homens, mas sabedoria de Deus. A Cruz de Jesus é poderosa para quem O segue e a tem como um instrumento de amor, de doação e vida. E quanto mais anunciarmos Jesus Cristo, nascido de Maria, que veio instaurar o reino do céu aqui na terra, que morreu e ressuscitou para nos enviar o Seu Espírito Santo, mais também nós estaremos dando testemunho de que “o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens!” Só conseguiremos entender isso, quando experimentarmos a força e o poder de Jesus ressuscitado. Não podemos perder tempo, pois também, como São Paulo, não viemos para batizar, mas para pregar a boa nova da salvação, não com os recursos da oratória, mas com o poder de Deus manifestado em Jesus Cristo na Cruz e na nossa vida. – Você entende a metodologia de Deus? – Você tem tentado entende-la ou você já se rendeu ao Seu poder sem questioná-Lo? – Você já assumiu Jesus como Senhor e Salvador? – Como você tem anunciado Jesus?

Salmo 32 – “Transborde em toda a terra a bondade do Senhor!

A bondade do Senhor transborda em toda a terra por meio de todos nós que já assumimos a Sua Salvação e Lhe damos graças. A Palavra do Senhor é reta, apesar de que a nossa mente humana não consiga entendê-La, no entanto pela fé nós a acolhemos de coração e assim nos tornamos justos. Do Senhor nós recebemos a graça da santidade para vivermos de acordo com os Seus desígnios eternos e conforme os pensamentos que Ele traz no coração. Assim vivendo, somos felizes e nos alegramos enfrentando a vida com amor no coração.

Evangelho – Mateus 25,1-13 – “O óleo da Fé”

Colocando a mensagem desta passagem do Evangelho bem dentro da nossa realidade, percebemos que a lâmpada é a nossa vida, o óleo é a fé, combustível que abastece o nosso ser e faz produzir em nós a luz que nos leva a viver em harmonia interior com Deus em qualquer situação. “As jovens previdentes levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas; as jovens imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo”. A fé é como o óleo que alimenta a nossa alma e nos prepara para enfrentarmos os momentos de escuridão, de dúvida e de incerteza. A fé é um dom de Deus que, regado pela oração, nos faz sentir o consolo do Espírito Santo, e a alegria de uma vida conformada à vontade de Deus. Por isso, ela precisa ser cultivada. As jovens imprudentes, talvez levassem uma vida despreocupada de Deus vivendo somente em função das coisas do mundo, entendendo que, na hora da necessidade, o óleo para suas lâmpadas seria providenciado ou nem atinando que a sua lâmpada precisasse de combustível. A parábola nos ensina que tem a Luz de Deus aquele (a) que cultiva a fé e vive na intimidade com o noivo, por isso, conhece os Seus passos e percebe quando Ele se aproxima. Desse modo, permanece sempre com sua lâmpada acesa e com o óleo à sua disposição. Não será pego (a) de surpresa, pois está atento (a). Baseados no exemplo das jovens, precisamos estar alerta, pois o noivo está chegando. O noivo é Jesus que vem ao nosso encontro e deseja nos encontrar vigilantes! Ele chega na hora que ninguém espera! Mas poderá ser também uma tribulação, uma doença, ou até, a morte. É sempre algo inesperado, imprevisível e, se não estivermos com as nossas lâmpadas abastecidas, isto é, o nosso coração cheio de fé, confiante e em paz, com certeza, iremos nos desesperar e dar contra testemunho. Quem se ocupa muito com as atividades do mundo se esquece de abastecer a sua lâmpada com o óleo de Deus. Encontrar-se desprevenido (a) é estar por fora da luz de Deus, é gastar o tempo somente com as coisas materiais e esquecer que a vida aqui na terra é breve e que caminhamos para a eternidade onde o noivo nos espera. Qual será o óleo com que você tem abastecido a sua lâmpada? - Você se sente preparado (a) para qualquer coisa na sua vida? Em quem você confia? - Onde você está buscando o óleo para conservar a sua lâmpada acesa? - Em sua opinião qual é o óleo que falta na sua vida?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Mateus 25,1-13

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. — Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: 1“O Reino dos Céus é como a história das dez jovens que pegaram suas lâmpadas de óleo e saíram ao encontro do noivo. 2Cinco delas eram imprevidentes, e as outras cinco eram previdentes. 3As imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. 4As previdentes, porém, levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas. 5O noivo estava demorando e todas elas acabaram cochilando e dormindo. 6No meio da noite, ouviu-se um grito: ‘O noivo está chegando. Ide a seu encontro!’ 7Então as dez jovens se levantaram e prepararam as lâmpadas. 8As imprevidentes disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’.9As previdentes responderam: ‘De modo nenhum, porque o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar aos vendedores’. 10Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento. E a porta se fechou. 11Por fim, chegaram também as outras jovens e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’ 12Ele, porém, respondeu: ‘Em verdade eu vos digo: Não vos conheço!’ 13Portanto, ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia, nem a hora”. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO RAIMUNDO NONATO

Hoje, celebramos a vida do santo que se tornou modelo para todo vocacionado à santidade e ao resgate das almas. Por ter encontrado dificuldades para vir à luz, é invocado como patrono e protetor das parturientes e das parteiras (seu nome significa "não nascido" porque foi extraído vivo das entranhas da mãe já morta). São Raimundo Nonato nasceu na Espanha, em Portel, na diocese de Solsona (próximo a Barcelona) no ano de 1200. Ainda menino, teve de guardar o gado e, durante seus anos de pastor, visitava constantemente uma ermida de São Nicolau, onde se venerava uma imagem de Nossa Senhora de quem era devotíssimo. Conta-se que, durante as horas que passava aos pés de Maria, um anjo lhe guardava o rebanho.Desde jovem, Raimundo Nonato percebeu sua inclinação à vida religiosa. Seu pai buscou, sem êxito, impedi-lo de corresponder ao chamado vocacional. Ao entrar para a Ordem de Nossa Senhora das Mercês, pôde receber do fundador: São Pedro Nolasco, o hábito. Assim, tornou-se exemplo de ardor na missão de resgatar das mãos dos mouros, os cristãos feito escravos. Certa vez, São Raimundo conseguiu liderar uma missão que libertou 150 cristãos, porém, quando na Argélia acabaram-se os recursos para o salvamento daqueles que corriam o risco de perderem a vida e a fé, o Missionário e Sacerdote Raimundo, entregou-se no lugar de um dos cristãos. Na prisão, Raimundo pregava para os muçulmanos e cristãos, com tanta Unção que começou a convertê-los e desse modo sofreu muito, pois chegaram ao extremo de perfurarem os seus lábios com um ferro quente, fechando-os com um cadeado. Foi mais tarde libertado da prisão e retornou à Espanha. São Raimundo Nonato, morreu em Cardona no ano de 1240 gravemente doente. Não aguentou atingir Roma onde o Papa Gregório IX queria São Raimundo como Cardeal e conselheiro. O seu corpo foi descansar na mesma ermida de São Nicolau em que orava nos seus anos de pastor.

São Raimundo Nonato, rogai por nós!

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

COLÔMBIA: IGREJA APOIA CONVERSAÇÕES COM OS INSURGENTES

Bispos elogiam iniciativa presidencial

Bogotá, quinta-feira, 30 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - A Conferência Episcopal da Colômbia expressou publicamente a sua alegria com o anúncio do presidente da República, Juan Manuel Santos, de que haverá conversações com as forças insurgentes que atuam há décadas no país.
Num breve comunicado intitulado “Bem-aventurados os que trabalham pela paz”, os bispos da Colômbia se mostram mais uma vez "convencidos de que o diálogo é o único caminho possível para a paz".
Por isto, recebem "com alegria e esperança o anúncio do presidente da República sobre as conversações iniciais com as forças insurgentes para estabelecer as bases de um processo de paz que nos conduza, com a ajuda de Deus, ao fim do conflito armado".
Os prelados garantem seu "decidido apoio a esta iniciativa governamental", ao mesmo tempo em que reconhecem "a prudência e a seriedade com que o governo nacional vem desenvolvendo as aproximações preliminares". O episcopado quer "reafirmar perante a opinião pública" a sua disponibilidade para "contribuir na busca da paz, favorecendo um clima de perdão e de reconciliação entre todos os colombianos e facilitando o encontro e o entendimento entre o governo, a sociedade civil e os diversos atores do conflito armado".
Os bispos convidam "os nossos fiéis e o povo da Colômbia a tornar própria a causa da paz, cada um contribuindo com os elementos necessários para a construção de um estado de direito que permita a convivência na justiça, a solidariedade e a fraternidade".
O comunicado termina convidando a orar "unidos pela paz, com fervor e convicção, invocando a bênção abundante de Deus sobre a nossa pátria". Quem o assina, com data de 28 de agosto, é o arcebispo de Bogotá, dom Rubén Salazar Gómez, presidente da Conferência Episcopal (www.cec.org.co).

NOTA DA CNBB EM DEFESA DOS POVOS INDÍGENAS

Publicada hoje durante Coletiva de Imprensa

Brasília, quinta-feira, 30 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou hoje, 30 de agosto, uma nota em defesa dos direitos dos povos indígenas em referência à Portaria 303, da Advocacia Geral da União (AGU), prevista para entrar em vigor no próximo dia 24 de setembro.
Leia abaixo a nota:
Em defesa dos direitos dos povos indígenas
“Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10)
O Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunido em Brasília de 28 a 30 de agosto de 2012, solidário aos povos indígenas ameaçados em seus direitos, vem manifestar sua preocupação e discordância em relação à Portaria 303, da Advocacia Geral da União (AGU), prevista para entrar em vigor no próximo dia 24 de setembro.
Juntamente com o Projeto de Lei 1610/1996 e as Propostas de Emendas Constitucionais 215/00 e 038/1999, que tramitam, respectivamente, na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, esta Portaria reflete uma política que beneficia diretamente os interesses de terceiros sobre as terras dos indígenas e das comunidades tradicionais e camponesas. É, portanto, uma violência contra esses povos e uma ameaça à sua vida!
Com a Portaria 303, a AGU dificulta os processos de reconhecimento e demarcação dos territórios tradicionais, facilitando a exploração, especialmente dos recursos hídricos e minerais das terras já demarcadas e desrespeitando o direito de consulta aos povos. Favorece, além disso, a desconstrução da legalidade dos direitos dos povos indígenas e a legitimação da ilegalidade do esbulho das suas terras. Por meio deste instrumento, a AGU ignora o artigo 231 da Constituição Federal e a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT).
Equivoca-se a AGU ao respaldar a Portaria nas “Condicionantes” estabelecidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento da Petição 3388, relativo à demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, uma vez que resta, ainda, aos Ministros da Corte Suprema a apreciação de Embargos de Declaração. As “Condicionantes” não possuem efeito vinculante e, portanto, não se aplicam às demais terras indígenas do país, nem tão pouco, pode a sua aplicação ser retroativa.
A Portaria significa um vilipêndio ao direito irreparável dos irmãos indígenas, posto que quando o Estado Nacional foi instituído essas populações já viviam em terras brasileiras. Pode, além disso, ampliar ainda mais a violência contra os povos indígenas no país que, só neste ano, já tiveram 30 de suas lideranças assassinadas. Sua manutenção fará aumentar a vergonhosa dívida social que o Brasil acumulou com os indígenas ao longo de sua história.
Apelamos, portanto, ao Governo Federal e à AGU que revoguem a Portaria 303, eliminando, assim, a iminente injustiça que se cometerá contra os povos indígenas caso entre em vigor.
A hora é de reparar erros e evitar mortes! Deus, Senhor de todos os povos, nos inspire nos caminhos da vida, da justiça e da paz!Brasília, 30 de agosto de 2012
Dom Raymundo Damasceno AssisArcebispo de AparecidaPresidente da CNBB
Dom José Belisário da SilvaArcebispo de São LuísVice-presidente da CNBB
Dom Leonardo Ulrich SteinerBispo Auxiliar de BrasíliaSecretário Geral da CNBB

(Fonte: CNBB)

FALTAM CERTOS PRINCÍPIOS BÁSICOS NO ANTEPROJETO DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO

Conclusões do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da CNBB

Por Thácio Siqueira

Brasília, quinta-feira, 30 de agosto de 2012 (ZENIT.org) - Na tarde de hoje a Presidência da CNBB, na sua sede em Brasília, concedeu uma Coletiva de Imprensa que marcou o encerramento da reunião do Conselho Episcopal Pastoral (CONSEP) ocorrido de 28 a 30 Agosto. Na mesa estavam presentes: Dom Raymundo Damasceno Assis, Presidente da CNBB, Dom José Belisário da Silva, Vice-presidente e Dom Leonardo Ulrich Steiner, Secretário Geral da CNBB.
“Dentre os colegiados, a Consep é um dos mais importantes pois forma a instância de consulta e deliberação da CNBB” que se reune a cada mês, foi o que disse o Cardeal Dom Raymundo Damasceno na abertura da Coletiva.
Segundo o Cardeal Dom Damasceno os temas tratados na reunião foram: a campanha pelo voto limpo, buscando analisar o melhor modo de dar orientações práticas aos eleitores católicos e pessoas de boa vontade; a campanha da fraternidade, refletindo sobre possíveis mudanças no modo da elaboração das Campanhas em si, ultimando também o tema da campanha do Próximo ano ““Fraternidade e Juventude” com o lema “Eis-me aqui, envia-me!” (Is 6,8) e, anunciando o tema da Campanha da Fraternidade de 2014 “Fraternidade e Mobilidade Humana”; a reforma do Código Penal, andamento das discussões sobre o Código Florestal, ambiente atual das campanhas eleitorais, a Política Indigenista (revogação da portaria nº 303 da AGU), encontro dos povos do campo que reclamou pela Reforma Agrária. Tratou-se também o tema da V semana Social Brasileira que acontecerá do 22 ao 25 de maio de 2013, na qual se refletirá o Papel do Estado na vida do povo brasileiro; e, por último a CONSEP refletiu sobre o resultado do último Censo do IBGE, que indicou uma diminuição no número de Católicos;
Em seguida, Dom José Belisário da Silva, arcebispo de São Luís e Vice-presidente da CNBB, fez a leitura da Nota da CNBB “Em defesa dos direitos dos povos indígenas” (que pode ser lida clicando aqui).
Ao ser perguntado por ZENIT sobre a Reforma do Código Penal Brasileiro, o Cardeal Dom Raymundo Damasceno disse: “A nossa principal preocupação era sobre o curto prazo para a participação popular. Mas, parece ser que foi prorrogado até o fim de outubro; contudo, se for necessário, estaremos a favor de que se faça uma nova prorrogação” com o fim de que se possa ter mais participação de todos os setores da sociedade.
Também disse o Cardeal Dom Raymundo que “há uma falta de certos princípios básicos” no Anteprojeto, como “a vida, a defesa da vida sem nenhuma limitação, desde o começo até o fim, a questão relativa ao doente terminal, etc”, e - continuou - “são todas questões que nos preocupam porque a vida, para nós, é o primeiro valor”. Também destacou o “bem público, pois constatamos que a maioria dos crimes que existem são contra o patrimônio público”. Enfatizou também a super população dos presídios brasileiros já que aumentar as penalidades seria causar um caos maior do que o que já temos, com mais de 500 mil presos em território brasileiro. “Que além da prisão hajam outras penas alternativas”, disse o Cardeal.
Dom Leonardo Ulrich Steiner, secretário Geral da CNBB, completando a pergunta de ZENIT, destacou que há uma comissão que assessora a CNBB para poder apresentar as propostas ao Anteprojeto, com a presença de pessoas muito preparadas na área penal, como o Dr. Claudio Fonteles, ex subprocurador geral da República e o Dr. José, que acompanha a Pastoral carcerária e tem muita experiência na área, entre outros.
Envie a um amigo Imprima esta notícia

COMEÇA HOJE A FESTA DE NOSSA SENHORA DA SAÚDE NA CAPONGA

Com o tema: “Com Maria, enraizados e edificados em Cristo, firmes Na fé.”, começa esta noite e vai até o dia 8 de setembro, a festa de Nossa Senhora da Saúde, padroeira da Paróquia de Caponga, localizada na Região Episcopal São Pedro e São Paulo. As comunidades de Manguinho, Tijucussu I, Buritizal, Águas Belas, Balbino, Camurim, Sítio Prata, Tijucussu II, Santo Antônio e Matriz estão preparadas para a vivenciar esse momento de religiosidade e fraternidade paroquial. Na coordenação dos trabalhos e das equipes está Padre Josieldo Nascimento.

FIÉIS COMEMORAM OS 10 ANOS DA PARÓQUIA DE SANTO ANTONIO EM CAPUAN

No dia 30 de agosto de 2002 foi instalada, em Capuan, no municipio de Caucaia-CE, a Paróquia Santo Antonio. Naquele dia houve uma grande concentração de fiéis numa celebração eucarística, presidida por Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza. O primeiro pároco foi padre Francisco Antônio Cavalcanti de Menezes (Pe. Tula) e atualmente quem está à frente é o padre Francisco de Assis Braga dos Santos (o segundo pároco).
Após dez anos, os fiéis, jubilosos com a criação da paróquia, se reúnem para uma celebração, hoje,dia 30 de agosto, às 19 horas, haverá uma concelebração, em ação de graças pela data e será presidida pelo monsenhor Virgínio Asêncio Serpa, Vigário Geral da Arquidiocese de Fortaleza. Após a celebração haverá um jantar festivo,para o qual toda a comunidade é convidada a participar. Informações com a secretaria paroquial (85) 3342-6068.

Fonte: Pascom da Arquidiocese de Fortaleza

FLASHES DO ANIVERSÁRIO DO PADRE CRISTIANO











































































































































































Os paroquianos de São João Eudes, no bairro Luciano Cavalcante, promoveram um jantar-adesão para comemorar mais um aniversário do padre Cristiano Henrique, bastante querido na Paróquia. O jantar foi realizado na Casa de Formação dos "Eudistas" e contou com uma presença significativa de paroquianos e dos padres Gabriel, Amado e do monsehor Idelfonso.

A FESTA DO SENHOR DO BONFIM, NO MONTE CASTELO

O mês de setembro chega e com ele a Festa do padroeiro na Igreja Senhor do Bonfim. Neste ano, o tema será o mesmo da Jornada Mundial da Juventude 2013, “Ide e fazei discípulos entre todas as nações (Mt 28, 19)”. São quinze dias de festejos, entre os dias 2 e 16 de setembro, com celebrações, confissões, palestras, oficinas, visitas aos enfermos, shows, caminhadas, leilões e até o sorteio de uma moto zero Km. Este ano, a festa religiosa irá percorrer os principais condomínios do bairro Monte Castelo, entre eles o Vila Cysne, Belvedere Park, Jardim Alvorada, Naturalista Feijó e o Jardins. A abertura da festa será com o novo Bispo Auxiliar de Fortaleza, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos.

História da Paróquia

A Paróquia Senhor do Bonfim foi fundada no dia sete de janeiro de 1957. Na época Dom Antônio de Almeida Lustosa exercia o cargo de arcebispo metropolitano, sendo secretariado pelo Monsenhor André Camurça. A primeira Igreja Matriz situava-se na Avenida Sargento Hermínio em frente à Rua Benjamim Barroso. Em maio de 1962 foi adquirido o novo terreno na Rua Padre Anchieta e erguido o novo prédio da Igreja matriz. Contou com o pastoreio do Pe. Eduardo Barros Leal (1963-1974), Pe. Renato (1974-1982), Pe. Lopes (1982-1994), Pe. José Francisco (1994 - 2008). O atual pároco é o Pe. Gilson Soares, que assumiu em 2008. A Paróquia fica na Rua Padre Anchieta, 400 - Monte Castelo. Mais informações: (85) 3243.4740.

Fonte: Pascom da Arquidiocese de Fortaleza

REUNIÃO DO CONSELHO NACIONAL DE LAICATO, NORDESTE 1 DA CNBB

No dia 8 de setembro, das 8 horas ao meio dia, no Centro de Pastoral Maria, Mãe da Igreja, Reunião da Comissão Executiva da presidência do Conselho Nacional do Laicato, Nordeste Um da CNBB. Na reunião serão tratados assuntos diversos e próprios da instituição, entre eles, a agenda e a preparação dos encontros no Regional. Informações com Erivaldo Barbosa (85) 8877.6750 ou com Elenise Mesquita (85) 3231.4145.

AMANHÃ, DIA 1º DE SETEMBRO, RETIRO DO CONSELHO DE LEIGOS

Amanhã, sábado, dia 1º de setembro , Retiro do Conselho de Leigos do Regional Nordeste Um. Está programado para a Casa do Cursilho, localizada na Rua Costa Araújo, 950- Bairro de Fátima, em Fortaleza. Informações com Erivaldo Barbosa (85) 8877.6750 ou com Elenise Mesquita (85) 3231.4145.

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2013 RIO DE JANEIRO

Você já pode encontrar aqui em Fortaleza os Novos subsídios para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013:
1 - Geração JMJ – a História das Jornadas;
2 - Caminhando para a JMJ 2013 – para Adultos;
3 - Caminhando para a JMJ 2013 – para Jovens.
Procure na sede da CNBB Regional Nordeste Um, localizada na Rua Felino Barroso, 405 – bairro de Fatima e no Centro de Pastoral “Maria, Mãe da Igreja” – na Sala do Clero, localizada na Avenida Dom Manuel 339 – Centro, em Fortaleza. Informações pelos telefones (85) 3252 4046 na CNBB ou (85) 33888703, na Sala do Clero.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

30/08/12 – 5a. feira – XXI semana do tempo comum-

1 Cor 1, 1-9 – “De graça recebemos, de graça devemos dar.”

Deus é fiel! Todas as Suas promessas se cumpriram em Jesus Cristo que nos mandou o Espírito Santo, doador dos dons. Por isso, Paulo fala para todos nós que em qualquer lugar do mundo invocamos o nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Pelo poder do Espírito Santo nós também, assim como os coríntios, temos todos os dons. Somos ricos em tudo, na palavra e no conhecimento. Temos tido todas as oportunidades possíveis para crescer na graça da santidade. É pelos méritos de Jesus Cristo, também, que recebemos do Pai o dom da perseverança, o dom de enfrentar as tempestades, o dom de prosseguir na nossa vida, bendizendo sempre o nome de Deus e agradecendo pelas Suas obras na nossa existência. Relatar as obras de Deus é fazê-Lo presente na história da nossa vida, participando conosco e nos ajudando a usar todas as dádivas que Dele recebemos. De graça recebemos, de graça devemos dar. Não podemos nos escusar da nossa missão de semeadores do reino dos céus aqui na terra. E, enquanto é tempo, precisamos assumir o nosso lugar na construção do reino. Às vezes, protelamos o momento de pôr em prática as nossas habilidades e deixamos passar oportunidades, com medo de assumir compromissos, Na verdade, quando agimos assim, de alguma forma estamos também “cortando” a Cruz que nos servirá de ponte quando tivermos que atravessar o “vale da sombra da morte”. É apenas uma figura, mas nos serve como exortação a fim de que não deixemos para amanhã o que podemos fazer hoje. A santidade é uma estação futura, mas, na quadra atual da nossa vida, ela já poderá ser delineada, dependendo do nosso sim. – Você tem buscado a santidade? – Você tem usado os seus dons? – Quais são os dons que você tem? – Você é perseverante? – Você tem conhecimento da Palavra de Deus? – Você tem a Palavra como um guia para a sua vida? – Se isto não acontece, porque então não começar de HOJE?Salmo 144 – “Bendirei o vosso nome pelos séculos, Senhor!A cada dia da nossa vida, sempre teremos algum motivo para louvar o Senhor e bendizer o Seu Santo Nome. “Uma idade conta à outra vossas obras”, é o que diz o salmista. Realmente, na nossa caminhada toda experiência com Deus serve para nós como alento e por isso nunca poderemos desanimar, pois se Deus me amparou ontem, hoje e amanhã também, Ele o fará!

Evangelho – Mateus 24, 42-51 – “ a brevidade da nossa vida”

Trazemos dentro de nós um desejo e um anseio de eternidade que se confunde com a mentalidade que o mundo nos impõe de que temos de permanecer para sempre instalados aqui na terra. Hoje, Jesus nos alerta para que fiquemos vigilantes quanto à brevidade da nossa vida. Na verdade, se pensarmos bem, chegaremos à conclusão de que aqui estamos apenas, de passagem, que a nossa vida é um estágio e dura muito pouco. Não obstante, todos nós necessitamos tomar consciência do valor do tempo que temos e das descobertas que, a todo o momento, nós fazemos em relação ao projeto de Deus, para bem vivermos a nossa existência terrena. Por isso, em todos os dias, precisamos pesar, medir e contar os nossos atos, as nossas intenções, e pedir ao Senhor graças para que sejamos encontrados no nosso posto quando Jesus voltar. A nossa vida deve ser um eterno caminhar em busca da terra prometida por Deus. É uma luta constante, por isso, nunca chegará o dia em que poderemos descansar e nos refestelar crendo que já cumprimos toda a nossa missão. A cada dia o Senhor nos mostra algo novo para ser vivenciado e nos renova a fim de que possamos assumir a obra que Ele nos designou. O compromisso que assumimos com Jesus, no Batismo, vai sendo cumprido na medida em que nos relacionamos com o nosso próximo e o amor que vivenciarmos será o parâmetro da fidelidade da nossa vida. “Por isso, também, fiquemos preparados,” porque é esta a mensagem do Senhor hoje para nós! - Você costuma se perturbar quando lhe falam da morte? – Você tem desejo de eternidade? – Será que seria bom viver somente aqui para esta vida: o que você acha disso? – Você é vigilante? – O que você espera do seu futuro? - O que você acha que Deus ainda vai entregar a você, como compromisso.

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Mateus 24,42-51

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.— Glória a vós, Senhor.Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos: 42“Ficai atentos, porque não sabeis em que dia virá o Senhor! 43Compreendei bem isso: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente vigiaria e não deixaria que a sua casa fosse arrombada.44Por isso, também vós ficai preparados! Porque na hora em que menos pensais, o Filho do Homem virá. 45Qual é o empregado fiel e prudente, que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados, para lhes dar alimento na hora certa? 46Feliz o empregado, cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar.47Em verdade vos digo, ele lhe confiará a administração de todos os seus bens. 48Mas, se o empregado mau pensar: ‘Meu senhor está demorando’, 49e começar a bater nos companheiros, a comer e a beber com os bêbados; 50então o senhor desse empregado virá no dia em que ele não espera, e na hora que ele não sabe. 51Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas. Ali haverá choro e ranger de dentes”. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO CESÁRIO DE ARLES

Os santos, como ninguém, entenderam que a Graça do Cristo que quer santificar a todos, é sempre a mesma, na eficiência, abundância e liberalidade. Cesário de Arles foi um destes homens que se abriu ao querer de Deus, e por isso como Bispo tornou-se uma personalidade marcante do seu tempo.Cesário nasceu na França em 470, e ao deixar sua casa entrou para o mosteiro de Lérins, onde se destacou pela inteligência, bom humor, docilidade e rígida penitência, que mais tarde acabou exigindo imperfeitamente dos monges sob sua administração. Diante dos excessos de penitências, Cesário precisou ir se tratar na cidade de Arles - Sul da França- local do aprofundamento dos seus estudos e mais tarde da eleição episcopal.São Cesário de Arles, até entrar no Céu com 73 anos de idade, ocupou-se até o fim com a salvação das almas e isto fazia, concretamente, pela força da Palavra anunciada e escrita, tornando-se assim o grande orador popular do Ocidente latino e glória para a vida monástica. Já que escreveu duas Regras monásticas. Em tudo buscava comunicar a ortodoxia da Fé e aquilo que lutava para viver com o Espírito Santo e irmãos, por isto no campo da moral cristã, Cesário de Arles salientava o cultivo da justiça, prática da misericórdia e o cuidado da castidade.

São Cesário de Arles, rogai por nós!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

MORTE POR CAUSA DO EVANGELHO



Pe. Geovane Saraiva*

A brutalidade e a crueldade do crime, de uma pessoa que morreu por dar testemunho de sua fé, ao denunciar mentiras e injustiças, de São João Batista, nos faz lembrar todas as pessoas que perderam a vida, numa confiança inabalável, pela causa do Evangelho, mesmo consciente de suas conseqüências (cf. Mc 6, 17-29).

João, filho do sacerdote Zacarias e de Isabel, conhecido como o Precursor de Cristo pela palavra e pela vida (cf. Mc 17, 29), tendo nascido seis meses antes do Messias de Deus, não exerceu função sacerdotal, a exemplo do seu pai Zacarias, mas foi mostrado ao mundo como pregador; como um homem que desempenhou bem sua função, anunciando um batismo de penitência para o perdão dos pecados. Seu grande triunfo encontrava-se na vinda do Salvador da humanidade. Sua vocação profética desde o ventre materno reveste-se de algo extraordinário, repleto de júbilo messiânico ao preparar o nascimento do Salvador da humanidade.

Um homem foi enviado por Deus, e o seu nome se chamava João. O Evangelho de São João, logo no início, depois do prólogo, trata do batismo realizado por João no Rio Jordão, batizando o autor do batismo, tendo como ponto alto o seu encontro com Jesus, que ao ver passar, reconhece-o e expressa deste modo: “Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo” (Jo 1, 29).

Para vivermos bem e realizados, é necessário que se faça o seguimento de Jesus de Nazaré, a partir da exigência, que tem origem no seu projeto de seu amor para conosco, realizada através da experiência central e decisiva, na obediência ao projeto do Pai em favor da humanidade, a exemplo de João Batista, que recebeu a indispensável missão de testemunhá-lo como luz e assim preparar um povo bem disposto a acolhê-lo.

É neste sentido que olhamos com amor e carinho para a figura de João Batista, o maior de todos os profetas, que foi imolado sem alarde e sem julgamento, vítima de maldades e intrigas na Corte Real. Sua morte brutal e violenta nos faz pensar na nossa missão de batizados, anunciadores de novos tempos, numa mística que deveria ser profundamente marcada de coragem e esperança, personificada nos seres humanos, na aspiração e no compromisso com um mundo verdadeiramente de irmãos, numa Igreja com rosto pascal. O batismo de penitência que o acompanhou no anúncio, prefigura o batismo segundo Espírito, no sentido de que as pessoas abracem a fé, transformando-se em criaturas novas.
Jesus nos indica o caminho da verdade e da vida, através dele mesmo, ao se encarnar e entrar no mundo, realizando a vontade do Pai. Daí a importância de olhar para a grandeza do homem que se alimentava de gafanhotos e mel da selva, figura humana e divina, que recebeu o maior do todos os elogios do seu Mestre e Senhor, ao afirmar: “Dos nascidos de mulher, ninguém é maior que João Batista” (MT, 11, 11). É por isso mesmo que somos convidados a falar bem alto, com palavras e com a própria vida, da renúncia, da doação e da generosidade, tendo diante dos olhos e na mente o maior de todos os profetas, que mostrou ao mundo a salvação que chegou para todos.
Foi ele que preparou o povo para o início da missão pública de Jesus, dizendo com todas as letras que ele mesmo caminharia à frente do Cristo Jesus, anunciando que os sinais dos tempos chegaram e as promessas anunciadas por Zacarias estavam para se realizar. O seu vibrante convite foi o de acordar o povo do sono, muitas vezes profundo, para reconhecer o Salvador, como o sol que veio nos visitar.
Festejar o nascimento de João Batista para a glória, significa para nós acolher e aceitar a luz revelada por ele, voz que clama no deserto: O Cristo Senhor! É proclamar bem alto, com palavras e com a própria vida, que a salvação chegou e que é uma realidade concreta para todos. É Deus mesmo a confortar, encorajar e alegrar a humanidade através desta pessoa querida. O nascimento deste menino alegrou o mundo, trazendo tempos novos e messiânicos. É a esterilidade de seu Pai, Zacarias, que se transformou em fecundidade e o homem mudo se tornou um profeta corajoso e exuberante (cf. Lc 1, 57s).

Ele é lembrado como uma pessoa que viveu com muita seriedade e com muito rigor, na austeridade e na penitência, anunciador da verdade e da justiça, prometendo tempos bons e o futuro tão esperado pela humanidade. “Consagrado de tal modo, que ainda no seio materno, ele exultou com a chegada do Salvador da humanidade e seu nascimento trouxe grande alegria” (Missal Romano, p. 601).

* Pe. Geovane Saraiva, padre da Arquidiocese de Fortaleza, Escritor, Membro da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE), e da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza.
Pároco de Santo Afonso
pegeovane@paroquiasantoafonso.org.br

Autor dos livros:
“O peregrino da Paz” e “Nascido Para as Coisas Maiores” (centenário de Dom Helder Câmara).
“A Ternura de um Pastor”, já 2ª edição (homenagem ao Cardeal Lorscheider)
“A Esperança Tem Nome” (espiritualidade e compromisso)
“Dom Helder: Sonhos e Utopias” (o pastor dos empobrecidos)

"ORAÇÃO NÃO É TEMPO PERDIDO", DIZ PAPA



''João Batista não é apenas um homem de oração, de contato constante com Deus, mas também um guia para este relacionamento'', destacou o Papa
O Papa Bento XVI dedicou a catequese desta quarta-feira, 29, à memória litúrgica a São João Batista. Bento XVI destacou que a celebração do martírio de São João Batista ajuda os cristãos a se lembrarem do compromisso com o amor de Cristo, e que esta fidelidade só pode acontecer se for sólido o relacionamento com Deus, de forma que a oração não é tempo perdido.Acesse.: NA ÍNTEGRA: Catequese de Bento XVI – 29/08/2012“Oração não é tempo perdido, não é tirar o tempo das nossas atividades, incluindo as apostólicas, é exatamente o contrário: só se formos capazes de ter uma fiel vida de oração, constante, confiante, será o próprio Deus a nos dar força e capacidade para viver de modo feliz e sereno, superar as dificuldades e testemunhá-Lo com coragem”O Pontífice lembrou que a oração sempre perpassou a vida de São João Batista, sendo a fonte desse exemplo de força e vida reta e coerente, gasta por Deus para preparar o caminho para Jesus. “Toda a existência do Precursor de Jesus é alimentada por um relacionamento com Deus. (...) Mas João Batista não é apenas um homem de oração, de contato constante com Deus, mas também um guia para este relacionamento”.O Papa lembrou ainda que as pregações de João Batista procuravam convidar as pessoas não só ao arrependimento, a fim de preparar o caminho para acolher o Senhor, mas também para reconhecer Jesus como o Cordeiro de Deus. “Tem em si a profunda humildade de mostrar Jesus como o verdadeiro Mensageiro de Deus, colocando-se à parte para que Cristo possa crescer, ser escutado e seguido”. Após a catequese, Bento XVI fez uma saudação aos peregrinos de diversas línguas, entre eles os de Brasil e Portugal:“Amados peregrinos de Portugal e do Brasil, e demais pessoas de língua portuguesa, sede bem-vindos! Uma saudação particular aos fiéis de Chã Grande, Natal e do Rio de Janeiro. Que o exemplo e a intercessão de São João Batista vos ajudem a viver a vossa entrega a Deus sem reservas, sobretudo por meio da oração e da fidelidade ao Evangelho, para que Cristo cresça em vós, guiando os vossos pensamento e ações. Com estes votos, de bom grado a todos abençôo”.






Jéssica Marçal, com colaboração de Taysi Santos/Canção Nova Notícias/Reuters

101 ANOS





Hoje, é com grande alegria, que eu e meus irmãos comemoramos os 101 anos de nossa mãe, Suzete Pereira Melo. Lúcida. Alegre. E com uma memória excelente para relembrar todos os fatos de sua vida, que conforme o que ela mesma disse ao chegar aos 100 anos "passou tudo tão ligeiro". Nossa homenagem a nossa mãe, que sempre enfrentou as dificuldades com uma fé inabalável em Deus, transmitindo a sua fé e nos fazendo católicos. Ensinou-nos a viver com alegria, no meio das nossas dificuldades e a manter nossa família sempre unida ao seu redor, como uma verdadeira matriarca. Amiga, humilde, serena, com o coração onde cabe todo mundo, mas sem espaço para mágoas e tampouco para recordações dolorosas. Minha mãe é uma verdadeira heroina, diante das dificuldades que a nossa família atravessou. Mas ela sempre manteve-se firme e de pé, confiando em Deus e Maria Santíssima.





Jose Maria Melo

ECUMENISMO SERÁ TEMA DO ENCONTRO DO PAPA COM SEUS EX-ALUNOS



O Papa Bento XVI durante encontro com seus ex-alunos em 2011



A partir de quinta-feira, 30, até segunda, 3, os ex-alunos do professor Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI, se reunirão para o tradicional encontro anual de verão, em Castel Gandolfo. O grupo é formado por docentes religiosos e leigos que discutiram teses nos anos em que Bento XVI foi professor.O encontro deste ano terá como tema “Resultados ecumênicos e questões de diálogo com o Luteranismo e o Anglicanismo”, e será inspirado no livro do presidente emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Cardeal Walter Kasper,.Os participantes serão acolhidos na manhã de sábado pelo Papa, que participará do dia de trabalhos. No domingo, 2, o grupo estará no pátio da residência, para a oração do Angelus. O encontro se encerrará oficialmente na segunda-feira, 3, depois da celebração da missa.A 36ª edição do encontro terá a presença, dentre outros, do presidente da Conferência Episcopal Austríaca, Cardeal Christoph Schoenborn, e do presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Ecumênico, Cardeal Kurt Koch. Também estará lá o representante evangélico Ulrich Wilckens, que traduziu e comentou o Novo Testamento e cujas obras têm grande importância para o ecumenismo.O primeiro encontro do então professor Ratzinger com seus doutorandos foi depois de sua nomeação como arcebispo de Munique e Frisinga, em 1977. Desde então, o evento se repete a cada ano, centrado em um tema escolhido pelo Pontífice dentre uma série de propostas.



Canção Nova Notícias, com Rádio VaticanoArquivo/Agência Ecclesia

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

29/08/12 – 4ª. Feira - Martírio de São João Batista1ª. leitura

– Jeremias 1, 17-19 –“Levanta-te”

Por meio dos profetas Deus nos exorta, nos consola, nos anima e nos prepara para enfrentarmos as lutas da nossa vida. A Palavra de Deus para nós é como uma vitamina que nos fortalece quando estamos abatidos (as) e sem coragem. Assim como o Senhor orientou o profeta Jeremias, ele também nos diz palavras que nos trazem alegria e vigor: “Vamos, põe a roupa e o cinto, levanta-te... não tenhas medo...” O Senhor nos incentiva a que estejamos sempre prontos (as) para enfrentarmos os desafios, confiando Nele que tem o poder de transformar-nos em “cidade fortificada, coluna de ferro, muro de bronze” que são figuras que representam o homem preparado para a luta. “Eu estou contigo para defender-te” , isto é o que diz o Senhor a cada um de nós. Amparados nesta verdade nós podemos prosseguir adiante, sem medo, sem temor, Deus fará, Deus proverá, Deus cuidará de nós! – Como você está se sentindo ultimamente: desanimado(a), sem esperança, ou confiante? – Você confia que esta palavra é dirigida para você, hoje, neste momento? – Você conhece alguém mais que está precisando ser incentivado (a) também com uma palavra como essa? – Faça o que o Senhor mandou que Jeremias fizesse: comunique a essa pessoa tudo o que Deus quer prometer a ela.Salmo 70 – “Minha boca anunciará vossa justiça”Nós fomos criados para amar, louvar e servir a Deus. Portanto, que a nossa boca confesse e anuncie as Suas obras maravilhosas! O Salmo nos ensina a assim fazermos desde a nossa juventude e até o fim da nossa vida. Cantar as maravilhas de Deus é cantar a nossa vida, a nossa história e experiências.

Evangelho – Marcos 6, 17-29 - “só gostamos de escutar o que nos agrada”

Quando estamos no pecado os homens santos, tornam-se, para nós, empecilho aos nossos planos e projetos. Não gostamos de ouvir deles as palavras que apontam as nossas transgressões, embora que lá no íntimo, reconheçamos que não estamos andando pelo caminho certo. A voz da nossa carne, do orgulho, da vaidade e da soberba é poderosa quando nos afastamos dos caminhos de Deus. Foi isto que aconteceu com Herodes: apesar de ser censurado por João Batista pelo seu pecado de adultério, ele gostava de escutá-lo falar e o admirava. Porém na sua fraqueza e miséria ele deixou-se levar pela inclinação do mal. Para satisfazer os apetites de Herodíades, sua amante ele foi até as últimas consequências mandando degolar João Batista, homem justo, que dizia apenas a verdade. Nós também só gostamos de escutar o que nos agrada. A Palavra de Deus que alguém nos ensina preenche o nosso coração até o momento em que ela coincide com os nossos interesses. Quando a Palavra vem de encontro à nossa mentalidade, nós a matamos e a deixamos de lado ou simplesmente a ignoramos. Vale tudo também quando queremos ganhar um jogo de conquista de poder e de prazer, até entregar a cabeça de gente inocente que procura cumprir com a vontade de Deus. Por essa razão sofremos, na carne, as consequências e, assim, não temos paz. - João Batista foi fiel até a morte: o que terá feito com que ele assim permanecesse? – Do que você precisa para ser fiel a Lei de Deus? – O que você teria feito no lugar de Herodes, que queria agradar à filha da sua amante? - Qual é a sua reação quando alguém lhe adverte e mostra o seu pecado? - Você acolhe de coração toda a mensagem da Palavra de Deus, mesmo quando vem de encontro ao seu modo de enxergar as coisas? O que não lhe agrada?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Marcos 6,17-29

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.— Glória a vós, Senhor!Naquele tempo, 17Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher de seu irmão Filipe, com quem se tinha casado. 18João dizia a Herodes: “Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão”. 19Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia. 20Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava. 21Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. 22A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: “Pede-me o que quiseres e eu to darei”. 23E lhe jurou dizendo: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”. 24Ela saiu e perguntou à mãe: “O que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25E, voltando depressa para junto do rei, pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”. 26O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados. 27Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, 28trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. 29Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram. - Palavra da Salvação. -

SANTO DO DIA - MARTÍRIO DE SÃO JOÃO BATISTA

Com satisfação lembramos a santidade de São João Batista que, pela sua vida e missão, foi consagrado por Jesus como o último e maior dos profetas: "Em verdade eu vos digo, dentre os que nasceram de mulher, não surgiu ninguém maior que João, o Batista...De fato , todos os profetas, bem como a lei, profetizaram até João. Se quiserdes compreender-me, ele é o Elias que deve voltar." (Mt 11,11-14)Filho de Zacarias e Isabel, João era primo de Jesus Cristo, a quem "precedeu" como um mensageiro de vida austera, segundo as regras dos nazarenos.São João Batista, de altas virtudes e rigorosas penitências, anunciou o advento do Cristo e ao denunciar os vícios e injustiças deixou Deus conduzí-lo ao cumprimento da profecia do Anjo a seu respeito: "Pois ele será grande perante o Senhor; não beberá nem vinho, nem bebida fermentada, e será repleto do Espírito Santo desde o seio de sua mãe. Ele reconduzirá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus: e ele mesmo caminhará à sua frente..." ( Lc 1, 15)São João Batista desejava que todos estivessem prontos para acolher o Mais Forte por isso, impelido pela missão profética, denunciou o pecado do governador da Galileia: Herodes, que escandalosamente tinha raptado Herodíades - sua cunhada - e com ela vivia como esposo. Preso por Herodes Antipas em Maqueronte, na margem oriental do Mar Morto, aconteceu que a filha de Herodíades (Salomé) encantou o rei e recebeu o direito de pedir o que desejasse, sendo assim, proporcionou o martírio do santo, pois realizou a vontade de sua vingativa mãe: "Quero que me dês imediatamente num prato, a cabeça de João, o Batista" (Mc 6,25)Desta forma, através do martírio, o Santo Precursor deu sua vida e recebeu em recompensa a Vida Eterna reservada àqueles que vivem com amor e fidelidade os mandamentos de Deus.

São João Batista, rogai por nós!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

PAPA ENVIA CONDOLÊNCIAS ÀS VÍTIMAS DA EXPLOSÃO NA VENEZUELA

O Papa Bento XVI, em mensagem assinada pelo secretário de Estado, Cardeal Tarcísio Bertone, expressou suas condolências pelas vítimas da explosão acontecida nesses últimos dias na refinaria petrolífera de Amuay, na Venezuela. A mensagem foi enviada ao arcebispo de Cumaná e presidente da Conferência Episcopal Venezuelana, Dom Diego Rafael Padrón Sánchez. Veja abaixo a íntegra da mensagem:Dom Diego Rafael Padrón SánchezArcebispo de Cumaná e presidente da Conferência Episcopal VenezuelanaCumanáSua Santidade o Papa Bento XVI, profundamente entristecido pela notícia do grave acidente na refinaria de Amuay, Estado Falcon, que fez numerosas vítimas e danos materiais, oferece sufrágios ao senhor pelo eterno descanso dos falecidos, ao mesmo tempo em que deseja expressar sua paterna proximidade espiritual aos feridos, assim como a todos as vítimas e seus familiares. Além disso, o Papa encoraja toda a comunidade civil e eclesial da Venezuela a prestar com caridade e espírito de solidariedade cristã a ajuda necessária a quantos tenham perdido suas casas ou bens pessoais. Com estes sentimentos, o Santo Padre impõe sobre os afetados e aos que os socorrem a confortadora benção apostólica, como sinal de afeto ao querido povo venezuelano.

Cardeal Tarcísio Bertone
Secretário de Estado

Boletim da Santa Sé

TODOS EM VOLTA DA MESMA MESA



Padre Geovane saraiva*

O projeto e o grande sonho do Pai é o da vida fraterna e solidária, em que todas as pessoas do mundo possam viver a vida de filhos de Deus e irmão uns dos outros, sentando-se na mesma mesa e se alimentado do mesmo pão. Dom Helder encarnou em sua própria vida esse projeto de amor, na total e absoluta disponibilidade, unindo-se ao Filho de Deus, pelos laços mais fortes, os laços da caridade e da comunhão, que foram traduzidos na sua vida de compromisso, no sentido de que na mesa todos pudessem se sentar e em volta da mesma, partilhar o mesmo alimento, ensinando-nos que a vida, “bem certinha”, dos fariseus e doutores da lei, excluía os convidados do banquete: pobre, deserdados e pecadores, estando assim, bem distante do projeto do Pai.

Uma canção, por ocasião do centenário de nascimento de Dom Helder Câmara (1909-2009), fala assim sobre o querido artesão da paz: “o dom paz, tu és muito mais, és um dom do céu!”. Que bela e maravilhosa afirmação! Ele foi uma obra preciosa, criada por Deus e marcada com o selo de sua graça, presente no coração do povo, com a missão de transformar vidas, consciências e de semear a bondade por toda parte.
Suas idéias e todo seu trabalho e realizações, concretizado em toda sua plenitude na vida de oração, contemplação e na sua ação pastoral, totalmente encarda na vida dos seus semelhantes, especialmente nos empobrecidos, enche-nos de esperança e nos leva crer que Dom Helder se imortalizará, jamais morrerá.

O teólogo, Padre José Comblin, com a grande sabedoria de que lhe é peculiar, quis imprimir na nossa mente e no nosso coração a imortalidade de Dom Helder, ao afirmar: “Eu sou daqueles que tem a convicção de que os escritos de Dom Helder ainda serão fonte de inspiração na América Latina, daqui a mil anos. Ele lançou sementes destinadas a produzir uma messe abundante nesta época do cristianismo que está começando agora. Suas sucessivas conversões, sinalizando de certa maneira, a futura trajetória da Igreja neste momento da história da humanidade”.

Na caminhada do povo de Deus, tivemos figuras que marcaram em profundidade a história, as quais foram geniais, e por isso mesmo, exerceram uma decisiva influência sobre a nossa civilização cristã.
Gostaria de me deter um pouco sobre Martinho Lutero, que viveu de (1483 -1546). Ele foi uma dessas pessoas, que durante alguns séculos significou para a grande maioria dos católicos um rebelde, um herege, o herege por excelência, aquele que provocou, na Igreja, o cisma do ocidente e levou, com suas heresias, muitas almas à perdição. Mas para os protestantes, pelo contrário, ele foi um “segundo Paulo”, que redescobriu o Evangelho de Nosso senhor Jesus Cristo, tirando-o de baixo da mesa e colocando-o em um lugar de destaque, em lugar bem alto e elevado.

Os protestantes acentuam a profunda religiosidade do reformador. Em 1970 chegou-se a dizer que “Lutero era mais católico do que se imaginavam...”. Estava longe dele a idéia de uma separação da Igreja. Na luta em favor do Evangelho, não só contribuiu substancialmente para a purificação da Igreja Católica, mas também para o aprofundamento das questões básicas, as da Sagrada Escritura, da fé, da consciência e da existência cristã.

Depois do Concílio Vaticano II (1962-1965), num desejo de encontrar a unidade, o bispo católico de Copenhagen (Dinamarca), Hans L. Martensen, em uma Conferência sobre “Lutero e Ecumenismo hoje”, declarou que também “católicos reconhecem hoje que Lutero, como poucos outros, foi um teólogo genial e de grande influência na história.

Dom Helder trabalhou incansavelmente pela unidade e foi considerado um “santo rebelde”, ao mesmo tempo ensinou que a pessoa humana é sagrada, porque ela é imagem e semelhança de Deus. O sonho carregado ao longo da vida e acalentado no seu coração foi o de colocar a criatura humana em um lugar de destaque, também num lugar bem elevado. Marcou profundamente uma época e nos deixou um grande legado e lição. A lição de que o deserto da nossa vida tem que ser fertilizado pela Palavra de Deus e que a vida está acima de tudo, que ela é mais forte do que tudo, mais forte do que a morte.

Quando no Brasil, em 1964, todos procuravam navegar nas águas e nas tempestades do regime militar, foi aí que entrou Dom Helder Câmara, o grande irmão e amigo, ensinando-nos a navegar nas águas da vida, da esperança e da liberdade – É o deserto que se torna santo, abençoado e sagrado! E essa é a imagem do homem de Deus, do dom da paz, tu és muito mais, um dom do céu! Guardemos a imagem do homem de Deus e patrimônio da humanidade, que jamais morrerá, conforme seu desejo: “A imagem que gostaria que ficasse de mim é a imagem de um irmão”.

* Pe. Geovane Saraiva, padre da Arquidiocese de Fortaleza, Escritor, Membro da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE), e da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza.
Pároco de Santo Afonso
pegeovane@paroquiasantoafonso.org.br



Pe Geovane Saraiva, Pároco de Santo Afonso
*pegeovane@paroquiasantoafonso.org.br
Facebook: http://www.facebook.com/geovanesaraiva.saraiva
Twitter: http://twitter.com/pegeovane
Site: http://paroquiasantoafonso.org.br((85)3223-8785

Autor dos livros:
“O peregrino da Paz” e “Nascido Para as Coisas Maiores” (centenário de Dom Helder Câmara);
“A Ternura de um Pastor” - 2ª Edição (homenagem ao Cardeal Lorscheider);
“A Esperança Tem Nome” (espiritualidade e compromisso);
"Dom Helder: sonhos e utopias" (o pastor dos empobrecidos).

PROCESSO DA 5ª SSB É TEMA DO CONSEP



“Estado para quê e para quem?” Este é o tema da 5ª Semana Social Brasileira (SSB), promovida pela CNBB e movimentos sociais, que esteve na pauta da sessão desta tarde, 28 de agosto, do Conselho Episcopal de Pastoral (Consep), realizada na sede da CNBB, em Brasília. A apresentação foi coordenada pelo...




CATADORES E CATADORAS DE MATERIAL RECICLÁVEIS REIVINDICAM SUA INCLUSÃO NO PLANO MUNICIPAL DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE FORTALEZA



Os catadores e catadoras de materiais recicláveis de Fortaleza, articulados pela Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará, irão participar em peso da II Consulta Pública do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Fortaleza (PMGIRS) que a Prefeitura realizará amanhã (29 de agosto, quarta-feira), no Cuca da Barra do Ceará. De acordo com carta convite da Prefeitura, o objetivo da II Consulta Pública do PMGIRS será apresentar e discutir a versão preliminar do referido Plano, o qual integra o Plano Municipal de Saneamento, e encontra-se em fase final de elaboração.
No entanto, a Rede de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis do Ceará tem questionamentos à forma como está acontecendo a construção do Plano, com pouca participação da categoria. Na carta de reivindicações que será entregue ao poder público municipal durante a consulta pública, a Rede ressalta uma série de reivindicações para superar a “situação profundamente precária de trabalho, renda, moradia e acesso aos serviços de educação, saúde e saneamento, que empurra os /as catadores/as para a marginalidade e os mais variados conflitos socioeconômicos de sobrevivência”.
Charliany Morais, secretária da Rede, avalia como ruim a participação dos/as catadores/as na I Consulta Pública do PMGIRS, realizada no dia 24 de abril de 2012, pelo fato de que não houve um diálogo efetivo com os grupos de catadores/as presentes, sobretudo com os que se organizam na Rede e estão articulados com o Movimento Nacional de Catadores/as de Materiais Recicláveis. Segundo ela, tanto a Rede como o Movimento estão qualificados para discutir as demandas da categoria pelo fato de virem historicamente trabalhando pela organização e defesa dos direitos dos/as catadores/as.
Ainda de acordo com Charliany Morais, a Rede também preocupa-se com a forma como vem acontecendo a implantação do projeto piloto de coleta seletiva em Fortaleza, em alguns bairros das regionais II, III, IV e VI, que deveria ser realizada em parceria com a Rede. O projeto é coordenado pelos órgãos municipais ACFOR, Emlurb e Semam e a empresa EcoFor. Segundo ela, a coleta só está beneficiando três associações de catadores que trabalham em galpões da Prefeitura, sem muita autonomia e infraestrutura, e não o coletivo da Rede como deveria acontecer. “Isso é um indicativo de como tem sido difícil esse diálogo com o poder público, que não tem reconhecido a necessidade e o direito de autonomia dos grupos. Eles sempre querem definir por nós, ainda que a gente é que viva na pele a realidade de ser catador. Por isso estamos na luta para que o plano contemple nossas demandas, que são garantidas por lei”, diz Charliany.
Atualmente, a Rede de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis do Ceará articula 13 associações de catadores/as em Fortaleza, reunindo diretamente 167 catadores/as em diversos bairros, que coletam cerca de 160 toneladas de resíduos sólidos por mês na cidade. Diante desta realidade, a categoria reivindica ser contemplada no plano, conforme assegura a lei que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (nº 12.305, de 02 de agosto de 2010), que determina que a coleta seletiva deve ser implantada com participação de cooperativas ou outras formas de associações de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis formadas por pessoas físicas de baixa renda, entre outras garantias.



SERVIÇO
Catadores/as de materiais recicláveis reivindicam sua inclusão no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Fortaleza



HORA: 8:30 às 16:00




LOCAL: CUCA Che Guevara, situado na Av. Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste), nº 6.417, Barra do Ceará




CONTATOS: Charliany Morais (secretária da Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará) 8774.4985 / Erivaldo Gomes (presidente da Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará) 8729.1513 / Dellany Oliveira (assessora da Rede, agente da Cáritas Regional Ceará) 8728.9153.




Por Milene Madeira, assessora da Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza,



com Site da Arquidiocese de Fortaleza.

"IDE, POIS, FAZER DISCÍPULOS ENTRE TODA AS NAÇÕES

A III Jornada Vocacional da Arquidiocese de Fortaleza aconteceu anteontem, dia 26, na quadra do Colégio Santo Inácio, Bairro Dionísio Torres. Durante o evento foram expostos Stands para a promoção vocacional seguida de apresentação da Comunidade Grão de Trigo; acolhida e Show Musical com a Comunidade Recado; Missa presidida pelo Pe. Rafhael Silva e concelebrada por vários padres; Show musical com Missionário Shalom e Adoração ao Santíssimo Sacramento, finalizando com show musical com Ir. Kelly Patrícia. Durante a Jornada Vocacional houve também momentos de convivência, louvor, oração, confissão, testemunhos e muita animação. O tema da III Jornada Vocacional foi “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações!” (Mt 28, 19).
Vídeo.
Fotos do evento
O blog da Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Fortaleza é: http://pastoralvocacionalfor.blogspot.com.br/

PARÓQUIA SENHOR DO BONFIM PROMOVE FESTA DE SEU PADROEIRO

A Paróquia Senhor do Bonfim, no Monte Castelo realiza de 2 a 16 de setembro a festa de seu padroeiro, que tem como tema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19).
A programação
Dia 2 de setembro (domingo), às 19h, abertura da festa com acolhida ao novo Bispo Auxiliar Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos;
Dia 3 de setembro (segunda), às 19h, Celebração na Comunidade Vila Cysne;
Dia 4 de setembro (terça), às 19h, Celebração na Comunidade Belvedere Park;
Dia 5 de setembro (quarta), às 19h, Celebração na Comunidade Jardim Alvorada;
Dia 6 de setembro (quinta), às 19h, Celebração na Comunidade Naturalista Feijó;
Dia 7 de setembro (sexta), às 19h, Celebração na Comunidade Jardins;
Dia 8 de setembro (sábado) pela manhã sabadão com as crianças, menores, adolescentes com a participação da Catequese Paroquial; às 18h, Celebração presidida pelo Pe. Eliezer; e às 20h, Show com as bandas Católicas da Paróquia;
Dia 9 de setembro (domingo) pela manhã domingão com os Jovens com Oficinas, Seminários, Palestra, exposições, JMJ 2013, apresentações, Teatro e Show; às 18h, Celebração presidida pelo Pe. Hewaldo Trevisan; às 20h, Show com as bandas Shalom God, Nando José e Forró in Deus;
Dia 10 de setembro (segunda), às 19h, acolhida da Paróquia São Francisco, do bairro Jacarecanga com Celebração presidida pelo Pe. Bezerra;
Dia 11 de setembro (terça), às 19h, acolhida da Paróquia Nossa Senhora das Graças, do bairro, Santa Maria com Celebração presidida pelo Pe. Denis Acácio;
Dia 12 de setembro (quarta), às 19h, acolhida da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, do bairro Alto Alegre com Celebração presidida pelo Pe. Duarte;
Dia 13 de setembro (quinta), às 19h, acolhida da Paróquia Nossa Senhora das Dores, do Bairro Otávio Bonfim com Celebração presidida pelo Frei Jurandir;
Dia 14 de setembro (sexta), às 19h, acolhida da Paróquia Senhor do Bonfim do Icó Ceará com Celebração presidida pelo Frei Rogério tendo como convidados as famílias Icoenses; às 20h, Festa dos anos 60 com Os Moscas;
Dia 15 de setembro (sábado), pela manhã sabadão da Família com ECC, Pastoral Familiar e grupo Magnifica; acolhida da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes com o Pe. Simplício; às 18h, Celebração presidida pelo Pe. Clairton; às 20h, Leilão e Seresta;
Dia 16 de setembro, às 16h, Caminhada com o Senhor do Bonfim com o tema “Bote Fé na Vida”; às 18h, Celebração presidida pelo Monsenhor João Jorge.
A Paróquia Senhor do Bonfim, no Monte Castelo fica na Rua Pe. Anchieta, 400. Informações pelo telefone (85) 3243 4740.

Fonte: Pascom da Arquidiocese de Fortaleza

SIMPÕSIO TEOLÓGICO SOBRE OS 50 ANOS DO CONCÍLIO VATICANO II

Acontecerá nos dias 30 e 31 de agosto e 1º de setembro, no Centro de Pastoral “Maria, Mãe da Igreja” o Simpósio Teológico sobre os 50 anos do Concílio Vaticano II e 40 anos da Teologia da Libertação “O que o Espírito diz às Igrejas”. A entrada é gratuita.
A programação será:
Dia 30 de agosto, 19h o tema abordado será “Fidelidade e infidelidade ao espírito do Concílio na caminhada da Igreja na América Latina e no Brasil” tendo como conferencista – Dom Tomás Balduíno.
Dia 31 de agosto, às 19h, o tema abordado será “Como ser igreja-fermento de emancipação humana dentro de uma igreja-massa de eventos midiáticos?” tendo como conferencista – Mercedes de Budallés Diez.
Dia 1º de setembro, às 8h, o tema abordado será “Temática, métodos e posições da Teologia da Libertação que continuam irrenunciáveis ao caminhar da Igreja” tendo como conferencista – Padre Francisco de Aquino Junior.
Informações pelo telefone (85) 3229 1092, no Centro de Estudos Bíblico - CEBI ou com Stela no (85) 8815 1891 e 9728 9704.

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE

28/08/12 - 3ª. Feira XXI semana comum – SANTO AGOSTINHO

- 2 Tess 2, 1-3.14-17 – “ firmes, à espera das promessas do Pai”

São Paulo nos exorta a manter a esperança em relação às promessas de Deus sem nos importarmos com os boatos e rumores espalhados por pessoas que nos tentam impressionar com histórias imaginárias. Para que isto aconteça precisamos permanecer firmados na Palavra de Deus e nas tradições que nos são ensinadas por fontes seguras. A Palavra nos assegura que Jesus virá uma segunda vez e estabelecerá um novo céu e uma nova terra, aqui. Diz também, que Ele virá um dia, separar os bons dos maus, no entanto, isto não é motivo para que tenhamos medo, muito pelo contrário, devemos perseverar na vivência do Evangelho a fim de alcançarmos a glória que o Pai promete a todos os que têm Jesus Cristo como Senhor. Além disso, devemos procurar seguir os conselhos de São Paulo quando nos diz: “animem vossos corações e vos confirmem em toda boa ação e palavra.” Enquanto aqui estivermos todos nós somos convocados a viver em união com o Pai e o Seu Filho Jesus Cristo, pelo poder do Espírito Santo usufruindo da graça do Seu Amor que nos sustenta, nos consola, nos edifica e nos leva à toda boa ação. – Você tem mantido a sua fé na vinda de Jesus Cristo conforme a Sua promessa? – Isto o (a) assusta ou enche de alegria? – você se impressiona com as histórias que “inventam” falando sobre fim do mundo e outras crendices? – Você tem aproveitado bem o seu tempo aqui na terra em palavras e boas ações? – Pense nisto!

Salmo 95 – “O Senhor vem julgar nossa terra!”

O salmista nos motiva a esperar com serenidade e alegria o julgamento do Senhor. Quando isto ocorrer que o céu se rejubile e a terra toda exulte, pois Deus na sua justiça e misericórdia virá nos libertar. Confiando nisto nós precisamos manter a esperança de que um dia o Senhor governará o mundo e tudo acontecerá conforme a Sua vontade. Sejamos, portanto, fiéis e cheios de confiança. O Senhor não nos decepcionará.

Evangelho – Mateus 23, 23-26 – “justiça, a misericórdia e a fidelidade”

Penetrando no coração dos mestres da lei e dos fariseus, com muita sabedoria Jesus denunciava o que havia de escondido por debaixo da sua aparente “retidão! Sem nenhuma dúvida ou temor Jesus os chamava de “hipócritas” por causa da sua incoerência de vida. Da mesma forma como falava para os mestres da lei e para os fariseus, Ele também poderá dirigir-se a qualquer um de nós que nos enaltecemos em vista das nossas “boas ações” e nos nomear de hipócrita. Nós também, como os antigos, podemos estar pagando o dízimo de todos os nossos proventos e até promovendo o bem comum, no entanto, ao mesmo tempo, poderemos estar agindo como guias cegos, se as nossas atitudes não estiverem servindo de suporte para alguém. Se, estivermos praticando o bem apenas para aparecer e chamar a atenção, damos prova de que estão nos faltando os ensinamentos mais importantes para a nossa vivência cristã, que são, a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Isto poderá estar acontecendo quando estivermos aproveitando as ocasiões em que todos tomam conhecimento das nossas boas obras, ou nossa participação em campanhas que têm como objetivo somente a nossa promoção pessoal. Por isso, o nosso exterior aparece sem manchas, todavia o nosso interior está cheio de maldade. Por isso, Jesus nos adverte enquanto é tempo: “limpa primeiro o copo por dentro, para que também por fora fique limpo”. Podemos enganar a todos, mas não enganamos a Deus que sonda o nosso coração e conhece o que há de mais camuflado dentro de nós. A justiça, a misericórdia e a fidelidade, portanto, se constituem em atos concretos de amor. Somos chamados a dar o dízimo e a fazer o bem, mas tudo com sentido e, por amor! Que a regra de ouro da nossa vida seja TUDO FAZER POR AMOR! – Com que finalidade você tem contribuído com o dízimo? – Você acha que Deus está vendo as suas ações de caridade? – Você tem sido fiel, justo (a) e misericordioso (a) com as pessoas com quem você convive? – Você faz alguma coisa para aparecer?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Mateus 23,23-26

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.— Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, disse Jesus: 23Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da Lei, como a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vós deveríeis praticar isto, sem contudo deixar aquilo. 24Guias cegos! Vós filtrais o mosquito, mas engolis o camelo. 25Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós limpais o copo e o prato por fora, mas, por dentro, estais cheios de roubo e cobiça. 26Fariseu cego! Limpa primeiro o copo por dentro, para que também por fora fique limpo. - Palavra da Salvação. -

SANTO DO DIA - SANTO AGOSTINHO

Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a Graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, no norte da África, em 354, filho de Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus.Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém, preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existentes tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas, por isso tornou-se membro da seita dos maniqueus.Com a morte do pai, Agostinho procurou se aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica. Sendo assim, depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica, acabou frequentando, por causa da oratória, os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio. Até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida.O seu processo de conversão recebeu um "empurrão" quando, na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: "Toma e lê", e assim encontrou na Palavra de Deus (Romanos 13, 13ss) a força para a decisão por Jesus:"...revesti-vos do Senhor Jesus Cristo...não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências". Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de "perder" sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isto, até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e da Verdade.

Santo Agostinho, rogai por nós!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

EM DOM LUCIANO O HUMANISMO TRANSBORDOU



Padre Geovane Saraiva*

Dom Luciano Mendes de Almeida, grande homem de Deus, no qual o humanismo transbordou, por muitos anos bispo auxiliar de São Paulo, Secretário Geral e Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, por dois mandatos consecutivos, Arcebispo de Mariana – MG., deixou este mundo no dia 27 de agosto de 2006, coincidentemente, na festa de Santa Mônica, a mãe forte, por sua resistência, lágrimas e orações, conseguindo a conversão do filho Agostinho, um dos maiores Santos da Igreja e da própria humanidade, e no sétimo aniversário de morte de Dom Helder Pessoa Câmara, o homem dos grandes sonhos e nascido para as coisas mais elevadas, homem das viagens e cidadão do Mundo…
Dom Luciano soube viver e amar em profundidade o dom precioso da vida, acolhendo o Filho de Deus como aquele que revelou o rosto amoroso e o enviado do Pai e como aquele que veio do alto. “Em Cristo Deus quis habitar com toda sua plenitude” (Col 1, 19). Esforçou-se para que esse mistério chegasse a todos, especialmente aos empobrecidos e rejeitados da sociedade, em nossos tempos…
Ele foi ao encontro da proposta do Filho de Deus, espalhando bondade, por onde passou, com o seu jeito simples de viver, acreditando na força transformadora da Palavra de Deus e da Eucaristia – acolhendo Jesus: “Pão da vida, pão descido do céu” (Jo 6, 34). “A Eucaristia é mensagem de comunhão fraterna, não só enquanto nos ajuda a vencer o egoísmo e partilhar o pão e também quando elimina o rancor e o dinamismo de vingança, mas enquanto consegue superar mágoas e ressentimentos e aproximar os distantes…” (Conferência de Dom Luciano, 15º Congresso Eucarístico Nacional – Florianópolis – SC).
Ele, uma preciosidade, com o seu modo santo de viver, tinha o céu ao seu redor. Mas mesmo assim ele queria ver o céu. Um dia ele decidiu: “Há um tempo queria muito ver o céu, saber como é lá. Um dia subi no céu. Não pensei que fosse tão bonito assim, fiquei contente com tanta música, pessoas dançando na presença de Deus. Mas, de repente, percebi que eu estava escondido atrás de uma árvore. Descobri que o céu é ver os outros felizes”.
Dom Moacyr Grechi, ao iniciar o retiro do clero de Fortaleza, disse: “Queria também invocar Dom Luciano Mendes, que tenho com “santo”. Eu fiz esta experiência: Iniciando a Conferência de Aparecida eu rezei a Dom Luciano dizendo: em Puebla o senhor muito ajudou a dar aquele tom evangelizador, que marcou a nossa pastoral; em santo Domingo, se não fosse a sua presença, com sua doçura e inteligência, talvez tivéssemos voltado para casa, sem nenhum Documento Pastoral. Eu quero a sua ajuda também nesta Conferência de Aparecida. Depois que eu rezei, mudei completamente por dentro: de desanimado que estava, resolvi enfrentar a Conferência com empenho, marcando presença em todas as reuniões, compreendendo que era à hora de Deus e que não deveria deixar passar em vão. Quero que Dom Luciano interceda por nós nestes dias do retiro do clero de Fortaleza”.
Dom Luciano, subindo ao céu, optou em primeiro lugar pela vida, em especial a vida dos empobrecidos, comprometida e indefesa. Que seu testemunho nos encoraje e nos estimule na nossa escolha e seguimento de Jesus de Nazaré, acolhendo-o com generosidade.
Deus seja louvado, amado e glorificado por esse homem que só soube fazer o bem. O amor nele cresceu e se fez dom, vivendo não para si, mas para Deus e para os irmãos e irmãs.

* Pe. Geovane Saraiva, padre da Arquidiocese de Fortaleza, Escritor, Membro da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE), e da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza.
Pároco de Santo Afonso
pegeovane@paroquiasantoafonso.org.br

QUARTA-FEIRA, NA ARQUIDIOCESE DO RIO DE JANEIRO,LANÇAMENTO DAS INSCRIÇÕES DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO 2013

Nesta quarta-feira, dia 29, às 10 horas, na Arquidiocese do Rio de Janeiro, acontece a coletiva de Lançamento das Inscrições da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 – Maior evento do mundo em público, que supera Copa e Jogos Olímpicos juntos.

Estarão presentes: o Arcebispo do Rio de Janeiro Dom Orani Tempesta, que também é presidente do COL (Comitê Organizador Local), o Presidente do Banco Santander no Brasil, Marcial Portela (que liderou a estruturação tecnológica das inscrições); o Monsenhor Joel Amado (Coordenador Geral da JMJ) e a Irmã Shaiane Machado (Diretora do Setor de Inscrições).

Além de detalhes sobre as inscrições, os participantes irão revelar novas informações sobre o evento e ficarão à disposição para perguntas.

COLETIVA DE IMPRENSA
LANÇAMENTO DAS INSCRIÇÕES DA JMJ RIO2013
Data: 29 de agosto de 2012 (quarta-feira), às 10 horas, na Arquidiocese do Rio de Janeiro – Rua Benjamin Constant, 23 Luciana.
Informações com Martinusso / Juliane Ramos / Joana Froes pelo telefone (021) 3206-5050.
Fonte: Assessoria de Imprensa da Rio2013

CAPELA NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO REALIZA FESTA DA PADROEIRA

A Capela Nossa Senhora da Consolação, que faz parte da Área Pastoral São José, no Barroso II, em Fortaleza, está realizando a festa de sua padroeira desde ontem, dia 26, e prossegue até o dia 4 de setembro. Durante os festejos acontecerão Terço da Misericórdia, Missas toda as noites, espaço para crianças, comidas típicas e atrações artísticas todos os finais de semana. Nossa Senhora da Consolação é padroeira principalmente do lar, promovendo harmonia no seio das famílias e a conversão dos filhos desviados.

Hoje, dia 27, às 19 horas, missa presidida pelo Pe. Almir estando responsável a Comunidade São Francisco do Jardim União e a Legião de Maria. A Capela Nossa Senhora da Consolação fica na Avenida Juscelino Kubistchek, 3635, no Passaré.

PAULINAS PROMOVE CURSO BÍBLICO

Dentro da sua programação cultura para 2012 e em comemoração ao Mês da Bíblia, a Paulinas Livraria promoverá no dia 1º de setembro um curso bíblico, que terá como tema "Discípulos Missionários segundo o Evangelho de Marcos e como lema "Coragem! Levanta-te. Ele te chama!(Marcos 10,49). Informações e inscrições pelo telefone (85) 3226.7544 ou promovfortaleza@paulinas.com.br- O discipulado se dá por meio de um processo de identificação com o modo de Jesus Cristo viver e agir. É na identificação com suas palavras e gestos que os discípulos fazem a experiência de "ser discípulo". Vá refletir sobre o discpulado cristão no Evangelho de Marcos.
Assessor; Padre Luís Sartorel, mestre em Bíblia e articulador da Cebi-Ceará
Data: 1º de setembro (sábado)Horário: das 9 às 12 horas.
Taxa: aquisição do livro referente ao módulo
Obs.: inscreva-se antecipadamente!
Local: Paulinas Livraria
Rua Major Facundo, 332 - Fortaleza - Ceará.

REGIÃO EPISCOPAL COM INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A ESCOLA DE FORMAÇÃO

A Comissão da Animação Bíblico-Pastoral da Região Episcopal Nossa Senhora da Assunção está com inscrições abertas para a Escola de Formação da Região. Cada paróquia e área pastoral são convidadas a enviar seus agentes para a composição da turma. A Escola terá início dia 10 de setembro e funcionará na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, às segundas e quartas-feiras, às 19h. As paróquias deverão enviar até no máximo 10 pessoas. Para tornar possível este evento, solicitamos que cada paróquia da Região, independente de enviar ou não pessoas para o curso, colabore com R$ 50,00 durante três meses. Os folders e carta de incentivo já estão disponíveis por e-mail. Basta solicitar: allexlestat@gmail.com
Informações: Ana (88707716); Esmeralda (88816220) e Ir. Jacó (87006271/96408547).

REFLEXÕES DAS LEITURAS DE HOJE


27/08/12 - 2a. Feira Santa Mônica

– 2 Tessalonicenses 1,1-5.11-12 – “um sinal do justo juízo de Deus”

Todos nós que, embora passando por sofrimentos e tribulações, continuamos firmes no serviço do Senhor, estamos sendo dignos da nossa vocação. Vocação é um chamado ao serviço de Deus e a nossa fidelidade a esse chamado far-nos-á participante da glória de Deus pela graça de Jesus Cristo. A fé e a perseverança são um sinal do justo juízo de Deus para nós. Progredimos na fé na medida em que perseveramos no amor de Deus para com os nossos irmãos. Uma fé ativa se manifesta por meio de uma caridade atuante e não apenas de palavras e conselhos. O nome do Senhor Jesus é glorificado em nós em virtude da graça de Deus que atua na nossa vida e nos dá condições para vivermos desde já, uma vida santa. Somos julgados dignos do reino de Deus se nós permanecermos no Seu amor. A vivência do amor de Deus é pré-requisito para que estejamos inseridos no Seu reino. – Você tem sido fiel à sua vocação? – Você já descobriu a sua vocação dentro do reino de Deus? – A que estado de vida você se sente chamado (a). –Você sabia que em qualquer estado de vida, você pode servir ao Senhor dentro de uma vocação?

Salmo 95 – “Anunciai as maravilhas do Senhor entre todas as nações!”

Dê sua resposta ao Senhor hoje, orando com este Salmo, assumindo o seu chamado de filho (a) de Deus. Cante ao Senhor um canto novo e bendiga o seu santo nome, pois Ele é digno de louvor e de adoração. Louve-O porquê foi Ele quem fez o céu e a terra e nela colocou tudo de que você precisa para ser pleno de graça e de santidade.

Evangelho – Mateus 23, 13-22 – “ somos também guias cegos?”

Assim como os fariseus e os mestres da lei, nós podemos estar fechando o reino de Deus para os que estão chegando, com a nossa vaidade, orgulho, inveja e egoísmo. Assim fazendo seremos os mais dignos da ira de Deus e seremos alcunhados também de “guias cegos”. Tornamo-nos guias cegos quando queremos atrair alguém para seguir a Jesus e depois que o conseguimos viramos obstáculo para o seu crescimento espiritual por causa dos formalismos, das leis e de outras invenções. Dizemos que somos evangelizadores e anunciadores da Palavra de Deus, no entanto impedimos a que as pessoas assumam papel importante na edificação do reino de Deus porque não queremos perder a posição. Esquecemos o que é mais importante, o que é essencial e nos apegamos ao secundário. O essencial é o amor, é o acolhimento, é a misericórdia. Por isso, precisamos estar atentos (as) quanto às nossas atitudes com os que se convertem ao reino de Deus, pois o Senhor está vigilante em relação ao nosso desleixo pelas coisas do reino. - Qual seria a atitude que poderíamos tomar e que fecharia o reino de Deus para as outras pessoas? – Você sabe compreender o erro das pessoas quando elas estão no início da caminhada? – Você gosta de censurar as outras pessoas? – Você que tem mais algum tempo de caminhada se sente superior àqueles que estão chegando?

Helena Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho