sábado, 30 de abril de 2011

CERCA DE 200 MIL VÃO A VIGÍLIA PELA BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II

Cerca de 200 mil pessoas assistem neste sábado à noite no Circo Máximo, coração de Roma, à Vigília de orações e testemunhos dedicada à beatificação de João Paulo 2º, que acontece neste domingo, disseram fontes da polícia local.

Veja galeria.

"Sinto sua presença aqui, sinto fortemente", disse o cardeal polonês Stanislaw Dziwisz, que por mais de 40 anos foi o secretário pessoal de Karol Wojtyla e considerado seu "filho adotivo".

France Press/Folha de S. Paulo

TUDO PRONTO PARA A 5ª FESTA DA MISERICÓRDIA





Beatificação do Papa, celebração da misericórdia divina e nascimento do Shalom. Os motivos são muitos para se celebrar na 5ª Festa da Misericórdia que acontecerá neste domingo,1º, no Condomínio Espiritual Uirapuru, mais conhecido por CEU, com entrada franca e início previsto para as 14 horas.
Padre Antonio Furtado, organizador do evento e difusor da devoção à divina misericórdia no estado, está otimista com o Encontro. "O mundo será evangelizado pela misericórdia, afirmou o papa João Paulo II que neste domingo será beatificado na praça de são Pedro. E nós, no 'CEU', faremos uma grande Festa celebrando Jesus Ressuscitado", disse o sacerdote.
No local do evento tudo já se encontra preparado. Estrutura de palco, iluminação, som e banheiros químicos estão montados para acolher um público estimado em 60 mil participantes segundo a organização do evento. Mais de trinta cidades do interior do estado já confirmaram presença em caravanas. As que vêm dos bairros de Fortaleza são outras trinta.
Dayana Cardoso, natural de Jundiaí, São Paulo, é a atração musical da Festa. Seu estilo pop-rock traz um som novo à musicalidade católica. Também farão participações especiais o ministério de música Nefest e Ana Gabriela.
As vestes litúrgicas utilizadas pelo papa João Paulo II em 9 de julho de 1980 na abertura do X Congresso Eucarístico em Fortaleza, no estádio Castelão, serão levadas e apresentadas ao público na Festa.


SERVIÇO

Festa da Misericórdia
Dia 1º de maio
A partir das 14 horas
Entrada franca. A organização convida aos participantes levarem 1 kg de alimento não perecível
Atrações: Dayana Cardoso, Ministério de música Nefest e Ana Gabriela
Mais informações: 3261. 4444


BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II: MICHEL TEMER REPRESENTA DILMA NA CERIMÔNIA

Brasília - Na cerimônia de beatificação do papa João Paulo II, a presidente Dilma Rousseff será representada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, e pelo ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Moreira Franco, além do embaixador do Brasil na Santa Sé, Luiz Felipe de Seixas Correa. Ontem, o caixão de João Paulo II foi retirado do túmulo onde estava sepultado, nas Grutas Vaticanas, para ser levado à Basílica de São Pedro. O caixão de madeira será mantido no altar principal da basílica para que os fiéis possam prestar homenagens após a beatificação. A cerimônia de beatificação começará, amanhã, às 10 horas, com uma missa celebrada pelo papa Bento XVI, na Praça São Pedro. Na segunda-feira, ocorrerá uma solenidade feita pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone. O Vaticano colocou, ontem, no ar uma página na internet (www.joaopauloii.va) sobre sua vida e trajetória religiosa. No site, os fieis podem acompanhar o roteiro da cerimônia de beatificação.

Fontre: Diário do Nordeste

PALAVRA DO PASTOR






“Viver a Páscoa”




Após quarenta dias de preparação (Quaresma), celebramos a Páscoa do Senhor no Tríduo da Morte, Sepultura e Ressurreição de Jesus.
Estas celebrações não são apenas a lembrança de acontecimentos já milenares, mas a vivência atual do que se tornou definitivo além do tempo para a eternidade.
Vivemos o Dia eterno do Senhor vencedor da morte, Vivo para sempre. Aquele que se fez homem mortal, o Imortal Verbo de Deus, para poder dar sua vida na realização da Vontade do Pai pela salvação de toda a humanidade. E o Amor de Deus foi derramado na carne humana do Filho de Deus encarnado e por Ele a todo ser humano é dada a vitória sobre o pecado e a morte, tornando-o imortal.
Vivemos a Páscoa: o Dia eterno já iniciado, a plenitude da humanidade na Vida divina já completa em Jesus e penetrando na humanidade toda.
Assim se expressa a Liturgia da Igreja, quando vive a festa da Páscoa da Ressurreição de Jesus por cinquenta dias como um único Dia – o dia oitavo da criação – Domingo, Dia do Senhor Ressuscitado.
Com Jesus vitorioso sobre a morte, o Ressuscitado, entramos no destino último da humanidade e de todo o universo – a Vida Eterna. Esta Vida não é apenas uma continuidade da mesma vida que vivemos no mundo passageiro, é a Vida em plenitude divina de Amor: Reino de Deus.
Como celebramos na Solene Vigília Pascal, somos iniciados na vida em Cristo pela fé – novo nascimento pelo banho do Batismo, pela Unção do Espírito Santo, na plena comunhão em Cristo – em seu Corpo e Sangue – na Igreja, Seu Corpo Místico.
Esta iniciação agora prolonga-se pela vida de Fé, de Esperança e de Caridade. A vida dos discípulos e discípulas de Jesus é vida de comunhão em Deus, nos caminhos do mundo rumo à definitiva Vida: “(Col. 3,)1 Se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, onde Cristo está entronizado à direita de Deus; 2 cuidai das coisas do alto, não do que é da terra. 3 Pois morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 4 Quando Cristo, vossa vida, se manifestar, então vós também sereis manifestados com ele, cheios de glória.” Superam-se em realização todos os sonhos e anseios humanos de felicidade.
Viver a Páscoa, a Vida do novo nascimento, a ressurreição, o divino Amor, é a vida de todo cristão. Ele, como o Cristo, passa por este mundo com a potência do Amor de Deus, impregnando-o com o mesmo Amor, construindo o Mundo novo e definitivo.
Viver a Páscoa é transbordar do Amor de Deus: “(Apoc 21,)1 Vi então um novo céu e uma nova terra. Pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. 2 Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, descendo do céu, de junto de Deus, vestida como noiva enfeitada para o seu esposo. 3 Então, ouvi uma voz forte que saía do trono e dizia: “Esta é a morada de Deus-com-os-homens. Ele vai morar junto deles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus-com-eles será seu Deus. 4 Ele enxugará toda lágrima dos seus olhos. A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem grito, nem dor, porque as coisas anteriores passaram”. 5 Aquele que está sentado no trono disse: “Eis que faço novas todas as coisas”. Depois, ele me disse: “Escreve, pois estas palavras são dignas de fé e verdadeiras”. 6 E disse-me ainda: “Está feito! Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. A quem tiver sede, eu darei, de graça, da fonte da água vivificante. 7 Estas coisas serão a herança do vencedor, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho”.”




+ José Antonio Aparecido Tosi Marques, Arcebispo Metropolitano de Fortaleza






Site da Arquidiocese de Fortaleza

DECRETOS E PROVISÕES NA ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA: MÊS DE ABRIL DE 2011

Provisão de Vigário Paroquial de N. Sra. de Nazaré – Montese – Pe. Gilson Nunes da Silva, FN 18 04 11
Provisão de Vigário Paroquial de N. Sra. de Nazaré – Montese – Pe. Sergio Giacinto Cometti, FN 18 04 11
Provisão de Vigário Paroquial de N. Sra. de Nazaré – Montese – Pe. Rui Ari Azevedo Pinheiro de Lima, FN 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. José Cleto Oliveira Ferreira, FN 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. Francisco Aglailton Lourenço da Silva, FN 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. Giancarlo Caprini, FN 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. Gérson Luiz Peres Gomes – Dioc de Sobral 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. André Luiz Gionbelli, MI 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. Camilo João Munaro, MI 18 04 11
Uso de Ordem na Arquidiocese de Fortaleza – Pe. José Ranilson Belém de Souza – da Diocese de Crato 18 04 11
Provisão Diaconal – Antonio Kaubi Lopes da Silveira – na paróquia São José de Ribamar em Aquiraz 18 04 11
Provisão dos membros do Conselho Econômico – Paróquia N S da Penha – Sucatinga 19 04 11
Provisão dos membros do Conselho Econômico – Paróquia Jesus Maria e José – Beberibe 19 04 11
Provisão dos membros do Conselho Econômico – Paróquia N S da Palma – Baturité 19 04 11
Provisão dos membros do Conselho Econômico – Paróquia N S do Perpétuo Socorro – Alto Alegre 19 04 11

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO AUTORIZA CRIAÇÃO DA FACULDADE CANÇÃO NOVA

O Ministério da Educação (MEC) autorizou nesta sexta-feira, 29, a Fundação João Paulo II, mantenedora do Sistema Canção Nova de Comunicação, a criar a Faculdade Canção Nova. A nova Instituição de ensino superior será instalada no município de Cachoeira Paulista, no Vale do Paraíba (SP) e oferecerá 190 vagas em seus quatro cursos: Jornalismo, Rádio e TV, Administração e Filosofia.O objetivo da faculdade é formar mão de obra qualificada para trabalhar nos meios de comunicação de acordo com a demanda profissional do próprio Sistema Canção Nova de Comunicação e de outros meios de comunicação da região do Vale do Paraíba.De acordo com o diretor da instituição, Jackie Sodero, a metodologia oferecida na instituição é inspirada na Universidade Uniminuto, da Colômbia, que tem como paradigma a democratização do ensino de qualidade, a transmissão de valores da espiritualidade cristã e formação de cidadãos comprometidos com a ética.O primeiro vestibular da Faculdade Canção Nova está previsto para julho e o início dos trabalhos para agosto de 2011.

Canção Nova Notícias, com Assessoria de Imprensa CN

TUDO PRONTO PARA A 49ª ASSEMBLEIA GERAL DA CNBB


Começa, na próxima quarta-feira, 4, em Aparecida (SP), a 49ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Esta será a terceira vez que a CNBB faz sua Assembleia em Aparecida. As duas anteriores aconteceram em 1954 e 1967, respectivamente, 2ª e 8ª Assembleias. Leia mais...

NOVO SITE DO CONSELHO PONTIFÍCIO PARA OS LEIGOS

Será inaugurado hoje, sábado

Cidade do Vaticano (ZENIT.org) - Neste sábado entra no ar o novo site do Conselho Pontifício para os Leigos.

Segundo os responsáveis pelo projeto, a data de inauguração foi escolhida em homenagem à beatificação de João Paulo II, pontífice “que deu imenso impulso ao apostolado dos leigos”.

O site, realizado pelo Serviço Informático do Vaticano com tecnologia ‘web content management’, será acessível em quatro idiomas – inglês, italiano, espanhol e francês – e oferecerá imagens, notícias e documentos do Conselho.

O novo site – afirmam os organizadores – é “uma janela aberta” das atividades do dicastério. Oferecerá informação relacionada com laicato, movimentos eclesiais e novas comunidades, pastoral juvenil, vocação e missão da mulher na Igreja e no mundo, Igreja e esporte, campo da cultura, entre outros.

O endereço eletrônico é: www.laici.va

SITE EM HOMENAGEM À BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II

Uma iniciativa da Santa Sé

Roma (ZENIT.org) - Por ocasião da beatificação de João Paulo II, o Vaticano faz uma homenagem realizando uma página web (www.joaopauloii.va) que acompanhará a jornada de 1º de maio percorrendo a vida do Papa através de alguns momentos mais significativos da sua história e do seu pontificado.

O site foi realizado privilegiando a força e a espontaneidade das imagens. No site estão presentes 500 fotos, 30 vídeos e 400 frases em seis idiomas, num total de 2.400 frases.

Em recordações do pontificado, as imagens estão divididas em temas (por exemplo crianças, jovens, eleição, atentado, jubileu etc.). Cada tema é apresentado na forma de um ‘livro’ de imagens a ser folheado, e cada imagem é acompanhada por uma frase de João Paulo II.

A seção dedicada ao pontificado ano por ano é composta exclusivamente por vídeos. Também, uma das seções do site é dedicada exclusivamente às orações do Papa Wojtyla.

Todo o evento da beatificação poderá ser acompanhado ao vivo graças ao streaming colocado à disposição no próprio site.

O site foi projetado para todos os tipos de tecnologia: PC, Laptop, dispositivos móveis, smarphone, iPhone, iPad etc. Os fiéis e peregrinos poderão ter acesso à página em qualquer lugar que se encontrem e com qualquer um dos dispositivos, para acompanhar a peregrinação, durante todas as jornadas da beatificação, seguindo os eventos através das imagens e das palavras do Beato João Paulo II e portanto rezando com ele.

Além do Serviço Internet do Vaticano e da Direção das Telecomunicações, este projeto contou com a participação de outras Instituições do Vaticano: o Serviço Fotográfico do L’Osservatore Romano, que colocou à disposição o arquivo fotográfico (para o Papa João Paulo II existem milhões de fotos), a Rádio Vaticano e o Centro Televisivo Vaticano para os vídeos presentes, a Libreria Editrice Vaticana pelo livro Tríptico Romano que forma uma seção do site, a Sala de Imprensa e o Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, a Opera Romana Pellegrinaggi e a Congregação para a Evangelização dos Povos.

CRACÓVIA: PERCORRENDO OS CAMINHOS DE WOJTYLA

A cidade polonesa também se prepara para a beatificação

Por Chiara Santomiero

Cracóvia (ZENIT.org) - São 37 os lugares designados pela prefeitura de Cracóvia para o circuito “Percorrendo os caminhos de João Paulo II”, que conduz o peregrino à presença de Wojtyla na cidade, como estudante, operário, ator, seminarista, jovem sacerdote, professor, bispo, cardeal e Papa.

A imagem de João Paulo II se vê em todas as partes da cidade. No palácio arcebispal, destaca-se na janela onde ele aparecia para saudar os fiéis.

Um papa sorridente também surge no altar da basílica Mariacka, na praça central da cidade, onde de 1952 a 1957 ele atuou como sacerdote.

Na paróquia de São Floriano, onde a partir de 1949 Wojtyla foi vigário e começou a “inventar” a pastoral juvenil que culminaria nas Jornadas Mundiais da Juventude, sua imagem abaixo à do mártir romano.

Na cripta da catedral de Santo Estanislau, no interior do castelo de Wawel, Wojtyla celebrou sua primeira missa, a 2 de novembro de 1946. Com frequência ele ia rezar ali durante seu tempo de bispo. Como pontífice, visitou-a para agradecer pelos 50 anos de sacerdócio.

Nesse lugar estão enterrados os heróis da história nacional polonesa, desde o rei Sobieski, que derrotou os otomanos ante os muros de Viena, em 1683, ao marechal Pilsudski, que em 1918 converteu-se no presidente da nova República da Polônia, depois de dois séculos em que o país tinha desaparecido do mapa europeu.

“O bispo Wojtyla – conta monsenhor Zdzislaw Sochacki, pároco da catedral – dizia frequentemente que não se podia entrar nessa cripta sem sentir comoção, pois se trata de um lugar extraordinário para a história da Polônia e de todos os poloneses.”

“João Paulo II se identificava com a história de sua pátria, ele se sentia parte dessa história, e muitas vezes afirmou que estava presente neste lugar com seu pensamento.”

Um sentimento de unidade nacional que não estava separado da identidade cristã. “Seu ministério de pastor em Cracóvia – afirma Sochacki – teve como característica principal o serviço da unidade, o ser pastor para todos.”

Em breve, na catedral de Wawel haverá uma capela dedicada ao futuro beato. “Através de sua intercessão – conclui Sochacki – os poloneses saberão não perder o sentido de sua unidade nacional”.

O JORNALISMO SEGUNDO WOJTYLA

“Poucas profissões têm uma incidência igual no destino da humanidade”

Roma (ZENIT.org) - “Ele acompanhou de perto a complexidade da comunicação, o surgimento das novas tecnologias e, antes de qualquer um, soube sublinhar nela as grandes coordenadas humanas, quer dizer, esse dirigir-se do homem ao coração de outro homem.”

Dom Claudio Maria Celli, presidente do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, explica dessa forma a atenção dada por João Paulo II ao mundo da informação. Ele falou durante a apresentação do livro ‘Giornalisti abbiate coraggio’, nessa quarta-feira, em Roma.

“Saber dialogar com a cultura digital – afirma o prelado – representa um dos maiores desafios que devemos enfrentar”. O “diálogo cultural de que fala João Paulo II está em linha profunda com o inovado por Bento XVI, cujo magistério se apoia na capacidade de dialogar com as verdades dos demais”.

O papa polonês disse em 1980: “Poucas profissões requerem tanta energia, dedicação, integridade e responsabilidade como a jornalística, mas, ao mesmo tempo, são poucas as profissões que têm uma incidência similar sobre os destinos da humanidade”.

O pontificado de Wojtyla “se entrecruzou com o desenvolvimento, em alguns momentos impetuoso, da revolução das novas tecnologias da comunicação”.

O mundo dos meios de comunicação mudava de forma incessante. Mudavam, certamente, os instrumentos, mas sobretudo os critérios, as modalidades e a própria cultura da comunicação. O pontificado de João Paulo II fez viver “ao vivo” esta fase.

Wojtyla inovou o mandamento paulino de pregar o evangelho a todos. Da cultura informática, o Papa fala, por exemplo, em sua mensagem para o dia das comunicações de 21 anos atrás. Esses eram tempos em que se publicavam também dois documentos importantes sobre a relação entre Igreja e internet.

(Mariaelena Finessi)

JOÃO PAULO II, UMA VIDA EM IMAGENS

Recordações de seu fotógrafo durante 27 anos, Arturo Mari

Roma (ZENIT.org) - Arturo Mari, o fotógrafo que acompanhou João Paulo II durante 27 anos, falou um pouco de sua trajetória em um encontro com os jornalistas celebrado nesta semana na Universidade ‘Santa Croce’, em Roma, no contexto da beatificação de Wojtyla.

Mari afirmou que desde o primeiro momento compreendeu que João Paulo II “era um santo em vida”. “‘Santo já’ – como disseram os peregrinos nos seus funerais – ele já era”, disse o fotógrafo.

Arturo Mari contou diversas histórias guardadas em sua memória. “Um 18 de maio de 1980, dia de seu aniversário, em uma visita pastoral à paróquia romana de Cristo Rei, um menino de 10 anos, vencendo a escolta, aproximou-se de João Paulo II e disse: “Oi, Papa, como vai?”, e depois lhe confiou: “escapei de casa porque é teu aniversário e eu queria te cumprimentar”. E o menino disse: “sou pobre mas te trouxe um presente”, e lhe deu um caramelo.

João Paulo II respondeu. “Mmmm, eu não o mereço”. Segundo o fotógrafo, muitas vezes Wojtyla dizia essa frase.

“Nestes dias, penso nele, que do céu verá a cerimônia de beatificação e dirá: ‘Mmmm, eu não mereço’”.

Um episódio menos conhecido, em que Mari compreendeu a força de João Paulo II, foi no Peru. Quando chegou a Iquitos, a um aeroporto com pista de terra batida, explicaram-lhe que de um lado estava o Exército e do outro, guerrilheiros do Sendero Luminoso.

Ele “subiu em uma mesa junto ao alambrado e, com um megafone, voltou-se para o Sendero Luminoso, acusando-o de crimes e dizendo, ‘eu estou aqui, vamos conversar, estou disposto a conversar’”. “Dois dias depois houve encontros. Isso dá uma ideia de quem era João Paulo II”.

Depois recordou a viagem do papa ao Sudão em 1993, após a beatificação de Josefina Bakhita. O fotógrafo recorda do papa falando em voz alta com o presidente-ditador Omar Al Bashir: “Presidente, o que está fazendo como chefe de Estado, o senhor está armando as mãos dos criminosos, incitando a vingança entre ricos e pobres, entre muçulmanos”.

O ditador contestou: “Distinto senhor, o senhor está mal informado”. O Papa replicou: “Não é preciso estar muito informado para saber o quanto o senhor está matando”. O ditador contestou: “Coloquemos uma pedra em cima”. João Paulo II acrescentou: “Envergonhe-se, o senhor um dia deverá prestar contas a Deus”. Mari recordou que hoje Al Bashir é considerado criminoso de guerra.

O fotógrafo explicou que em sua vida profissional nunca teve proibições ou dificuldades, quando tinha de fotografar o papa, em dias de trabalho que começavam às 6h30 e muitas vezes se estendiam até às 23h.

A foto mais emocionante: “em sua capela privada, numa Sexta-feira Santa, quando tinha a cruz na mão; apoiou na fronte e no coração a cruz com tal força que suas unhas ficam vermelhas. Mistério da cruz. Seu grande sofrimento”. “Estando próximo de João Paulo II, vi muitas encíclicas. Mas a última foi a do sofrimento”.

ABERTO TÚMULO DE JOÃO PAULO II

Corpo do papa polonês será trasladado à Basílica vaticana no domingo

Por Chiara Santomiero

Roma (ZENIT.org) - No início da manhã desta sexta-feira, diante de 12 pessoas, na cripta vaticana, o túmulo de João Paulo II foi aberto e retirado o caixão que abriga seu corpo.

A terceira, das três caixas que protegem o corpo do pontífice, surgiu aos olhos dos presentes. É de madeira clara. Ficou na memória de muitos através das imagens do funeral, com o Evangelho apoiado em cima, com as páginas ao vento.

O padre Federico Lombardi, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, explicou hoje, em uma concorrida coletiva de imprensa no Vaticano, que no caixão há uma inscrição em latim afirmando que se trata do corpo de João Paulo II, de 84 anos, 10 meses e 15 dias, cabeça da Igreja universal durante 26 anos, 5 meses e 17 dias; e a data: ‘Anno Domini 2005’.

Na abertura do túmulo, entre outros representantes eclesiais, estavam o cardeal Angelo Comastri, e os monsenhores Giuseppe D’Andrea e Vittorio Lanzani, pela Basílica e o Capítulo de São Pedro. Junto a eles, os cardeais Tarcisio Bertone – secretário de Estado –, Giovanni Lajolo – presidente do Governo do Estado da Cidade do Vaticano –, Stanislao Dziwisz – arcebispo de Cracóvia e ex-secretário pessoal de João Paulo II –.

O cardeal Comastri entoou o canto das ladainhas da Virgem, enquanto durante um breve percurso o caixão, coberto com um lençol branco, foi acompanhado pelos presentes até o túmulo de São Pedro, ainda na cripta vaticana.

O caixão permanecerá na cripta até a manhã de domingo, quando será levado à Basílica de São Pedro, ante o altar central. Ali Bento XVI e, em seguida, os fiéis poderão prestar homenagem ao falecido pontífice.

O cardeal Bertone recitou na manhã de hoje uma breve oração que concluiu a operação de abertura do túmulo de João Paulo II. A grande lápide sepulcral que fechava até agora o túmulo será enviada à Cracóvia, para uma igreja dedicada ao beato.

A colocação definitiva do corpo de João Paulo II sob o altar da capela de São Sebastião, dentro da Basílica de São Pedro, acontecerá no final da tarde de 2 de maio, após o fechamento da Basílica.

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

30/04/11 – Sábado Oitava da Páscoa

– Atos 4, 13-21 – ”experiência com Deus”

Pedro e João falavam daquilo que viviam, por isso eram tão firmes e seguros quando anunciavam o poder de Jesus. Apesar de serem homens sem instrução e sem posses eles enfrentavam as autoridades e diziam: “Quanto a nós, não nos podemos calar sobre o que vimos e ouvimos”. A nossa experiência com Deus é o fundamento para que sejamos ou não firmes no propósito de fazer com que o Seu reino seja conhecido. Todo homem ou mulher que tenha tido uma experiência com Deus nunca O esquecerá. Nada, nem ninguém poderá desmentir uma experiência real que tenhamos tido com o Cristo vivo na nossa vida. Os momentos de dificuldades e aflições que nós enfrentamos, a ajuda que recebemos do céu na hora do sufoco, o consolo de Deus que recebemos no nosso coração nos momentos de dor, são fatos tão vivos em nós que ninguém poderá fechar a nossa boca nem que nos ameacem. Por isso, também, muitas vezes nós somos taxados (as) de alienados (as) e acusados (as) de fanáticos (as). O que poderá dizer, porém, aquele (a) que nunca experimentou? Ninguém poderá contradizer uma pessoa quando ela fala de uma experiência vivenciada. Por isso, Jesus Cristo nos mandou ir pelo mundo inteiro e falar para toda a criatura das coisas que nós vimos e ouvimos. Novamente, como Pedro e João responderam aos homens do Sinédrio, nós também precisamos nos manter firmes diante do mundo quando também formos questionados (as): .. “é justo que obedeçamos a Deus e não a vós!” - Você também teve alguma experiência que não pode deixar de falar sobre ela? – Faça uma retrospectiva da sua vida e veja os momentos em que você sentiu a força e o poder do alto! – Você tem falado disso a alguém?


Salmo 117 – “Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes!”


O Senhor nos prova, mas nunca nos abandona nas mãos da morte. Toda experiência que tivermos na vida, seja de alegria ou de sofrimento, podemos ter certeza de que o Senhor está ciente e pronto para nos ouvir. Ele espera pelo nosso clamor, espera que saiamos da nossa auto suficiência e que estejamos debaixo da Sua proteção, porque na hora exata Ele ouvirá a nossa súplica. “O Senhor é minha força e o meu canto”.

Evangelho Marcos 16, 9-15 – “anunciadores da Boa Nova de Jesus”

A fé em Jesus Cristo, a certeza de que Ele age e tem influência nas nossas ações, nos nossos sentimentos e no nosso testemunho de vida será como uma bandeira para que as pessoas a quem nós encontramos também tenham o desejo de experimentar a salvação.
Maria Madalena anunciou a ressurreição de Jesus a Pedro e João, eles não acreditaram. Os discípulos de Emaús também saíram anunciando o encontro que tiveram com Cristo, mas os outros não lhes deram crédito. Só acreditaram quando Jesus apareceu aos onze. Não é fácil também para nós acolher o mandado de Jesus: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o evangelho a toda a criatura,” enquanto não tivermos também um encontro pessoal, glorioso com a Sua Pessoa. Por isso, Jesus vem a nós a cada dia e quer se deixar encontrar na Eucaristia, na Palavra, na Oração. Todos nós poderemos ter esta experiência de fé com Jesus vivo e, assim, crendo, assumir o papel de anunciadores do Evangelho. A fé abre os nossos olhos e ouvidos para enxergar e escutar a Jesus que está muito próximo de nós, nos traz a paz e sopra sobre nós o Seu Espírito Santo. Somente pelo poder do Espírito nós também nos tornamos anunciadores da Boa Nova de Jesus. Obedecendo a sua ordem nós também nos tornamos Seus discípulos (as) e seguidores. Peçamos a Jesus ressuscitado que abra os nossos olhos e os nossos ouvidos do coração a fim de que tenhamos esta experiência forte com Ele. Que nós tenhamos o propósito de acreditar que Ele está vivo, muito perto de nós e que assim como aconteceu com outros nós possamos também “ir pelo mundo inteiro e anunciar o Evangelho a toda criatura”! - Faça hoje a sua profissão de Fé no Cristo morto e ressuscitado. – Reze com muita atenção o Creio em Deus Pai e vá se apossando da realidade mais concreta para o cristão: JESUS ESTÁ VIVO , AQUI!

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Marcos 16,9-15

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.— Glória a vós, Senhor.9Depois de ressuscitar, na madrugada do primeiro dia após o sábado, Jesus apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual havia expulsado sete demônios. 10Ela foi anunciar isso aos seguidores de Jesus, que estavam de luto e chorando. 11Quando ouviram que ele estava vivo e fora visto por ela, não quiseram acreditar. 12Em seguida, Jesus apareceu a dois deles, com outra aparência, enquanto estavam indo para o campo. 13Eles também voltaram e anunciaram isso aos outros. Também a estes não deram crédito. 14Por fim, Jesus apareceu aos onze discípulos enquanto estavam comendo, repreendeu-os por causa da falta de fé e pela dureza de coração, porque não tinham acreditado naqueles que o tinham visto ressuscitado. 15E disse-lhes: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura!” - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO JOSÉ BENEDITO COTTOLENGO

Hoje, lembramos São José Benedito Cottolengo que nasceu em Bra, na Itália, onde desde de pequeno demonstrou-se inclinado à caridade. Com o passar do tempo e trabalho com sua vocação, tornou-se um sacerdote dos desprotegidos na diocese de Turim.Quando teve que atender uma senhora grávida, que devido à falta de assistência social, morreu em seus braços; espantado, retirou-se em oração e nisso Deus fez desabrochar no seu coração a necessidade da criação de uma casa de abrigo que, mesmo em meio às dificuldades, foi seguida por outras. Esse grande homem de Deus acolhia pobres, doentes mentais, físicos, ou seja, todo tipo de pessoas carentes de amor, assistência material, físico e espiritual.Confiando somente nos cuidados do Pai do Céu, estas casas desde a primeira até a verdadeira cidade da caridade que surgiu, chamou-se "Pequena Casa da Divina Providência". Diante do Santíssimo Sacramento, José Cottolengo e outros cristãos, que se uniram a ele nesta experiência de Deus, buscavam ali forças para bem servir aos necessitados, pois já dizia ele: "Se soubesses quem são os pobres, os servirias de joelhos!". Entrou no Céu com 56 anos.

São José Benedito Cottolengo, rogai por nós!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

BENTO XVI FALA SOBRE SUA AMIZADE COM JOÃO PAULO II





A amizade entre João Paulo II e Joseph Ratzinger começou no conclave de 1978





"Desde o início senti uma grande simpatia, e graças a Deus, sem eu merecer, o então cardeal me doou desde o início a sua amizade. Sou grato pela confiança que depositou em mim mesmo sem eu merecer. Sobretudo, vendo-o rezar, vi e não só compreendi, que era uma homem de Deus”, contou o Papa Bento XVI em entrevista a uma TV polonesa em 2005, relembrando como nasceu a amizade com o então Cardeal Karol Józef Wojtyla, no conclave de 1978.Esta era a impressão fundamental de Bento XVI: Wojtyla era um homem que vivia, de fato, em Deus.“Impressionou-me a cordialidade com a qual encontrou-se comigo. Sem muitas palavras nasceu assim uma amizade que vinha propriamente do coração e logo depois de sua eleição, o Papa me chamou diversas vezes em Roma para conversas e, por fim, me nomeou Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé”, conta o atual Pontífice.


PRADO FLORES, UM DOS MAIORES PREGADORES CATÓLICOS DO MUNDO, EM FORTALEZA

O mexicano Prado Flores, um dos maiores pregadores católicos do mundo, confirmou a sua presença no IX Congresso da CatholicFraternity Communities REgional do Brasil, que acontece em Fortaleza, de 3 a 5 de junho, no Centro de Convenções. O evento, que terá como tema "Que todos sejam um", tirado do Evangelho de JOão 17,21a, contará ainda com a presença de Matteo Calissi, presidente internacional daquela entidade e fundador da Comunidade Gesú, da Itália. Foram ainda convidados e confirmaram presença, dom José Antonio A. Tosi Marques, arcebispo de Fortaleza, que presidirá a celebração eucarística de encerramento; dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém (Pará), Moysés Azevedo, fundador da Comunidade Shalom e Aluízio Nóbrega, fundador da Comunidade Face de Cristo e que retornou ontem de São Paulo, onde concedeu entrevista para o professor Felipe Aquino, no programa Escola da Fé, da TV Canção Nova. As inscrições estão abertas e organizador do evento informa que são apenas 2.500 vagas, para inúmeras comunidades não só brasileiras como do exterior. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (85) 3258.1188 ou ainda no endereço da Face de Cristo, à rua Edmilson Barros de Oliveira, 191, bairro Cocó, em Fortaleza (CE).

CONIC QUER AMPLIAÇÃO DO DIÁLOGO ECUMÊNICO E MAIS PARTICIPAÇÃO SOCIAL




“É preciso evitar as relações simplesmente institucionais e ampliar o exercício do diálogo no cotidiano das comunidades. É preciso ter maior empenho na defesa dos direitos humanos, especialmente das mulheres. Com certeza nossa diretoria, com muito carinho, vai voltar sua atenção para esta... Leia mais...

MISSIONÁRIOS DA PASTORAL DA CRIANÇA REUNIDOS NO CEARÁ




Dom José luiz Salle e Pe. Ademar entre a equipe de missonários da Pascri




Missionários da Pastoral da Criança de diversas regiões do País estão reunidos esta semana em Fortaleza para a avaliação dos trabalhos das nove equipes missionárias de 2011, neste primeiro trimestre. Durante a Celebração Eucarística desta quarta-feira, o bispo de referência da Pascri no Ceará, Dom José Luiz Salles, chamou atenção para as colocações evangélicas desta oitava pascal e o trabalho das lideranças da Pastoral da Criança: como Jesus eles vão à Galiléia – lugar dos mais pobres e frágeis; e defendem a vida plena. Entretanto, faz-se necessário vigiar para não se permitir, como os discípulas de Emaús, andar cabisbaixos e entristecidos e, para tanto, está claro que a Palavra e a Partilha são base no reconhecimento do Senhor no meio dos que o seguem.
O encontro dos missionários começou na segunda-feira, dia 25 de março e prossegue até sexta, dia 29, no Centro de Encontro Maria Auxiliadora em Messejana. São 23 missionários leigos atuando em comunidades do Ceará, Maranhão e Amazonas, em ações de implantação e fortalecimento da Pascri em ramos (paróquias) onde o trabalho não existe, ou é insipiente. Cada grupo, geralmente de três pessoas, atua numa determinada paróquia durante 11 meses, capacitando e estruturando a Pastoral da Criança. Ao final do ano, promove a indicação da equipe de coordenação que manterá o trabalho depois da partida do grupo.




CARTA DA PÁSCOA DA PASTORAL VOCACIONAL




“Cristo ressuscitou! Sim, verdadeiramente ressuscitou!Aleluia!”




Querido Irmão(ã) em Nosso Senhor Jesus Cristo,




Entramos num novo tempo litúrgico na vida da Igreja e, consequentemente, em nossa vida de cristãos católicos. Falo do Tempo da Páscoa, que se prolongará até o Domingo de Pentecostes. Este tempo é importantíssimo para nós, uma vez que é a Páscoa de Jesus o evento mais importante da nossa fé, pois “se Cristo não ressuscitou vã seria a nossa fé” (I Cor 15,14).
Esse é o período, por excelência, para pensarmos nos acontecimentos de ressurreição na nossa vida, que ocorreram ou ocorrem conosco: pense em quanta coisa boa Deus tem feito na sua vida pessoal, na sua vida de família, na sua vida de vocacionado! Quantas experiências de superação de nossas fraquezas podem comprovar que a vida, vivida no dom do Espírito de Deus, é vencedora sobre a morte. E é o próprio Jesus quem atesta: “No mundo tereis tribulações, mas tende coragem: eu venci o mundo!” (Jo 16,33).




REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

29/04/11 – Sexta Feira – OITAVA DA PÁSCOA

Atos 4, 1-12 – “ pelo poder do Espírito Santo”

Pedro e João enfrentavam os primeiros obstáculos da sua missão de levar o Evangelho a todas as criaturas. Eles inauguravam o novo tempo do Anúncio da vida nova em Cristo e, por isso, padeciam as dificuldades e incompreensões próprias da missão do evangelizador. Foram colocados na prisão simplesmente porque, em nome de Jesus Cristo, eles haviam curado um “homem coxo” e anunciavam esse Nome, concretamente, com a palavra e com atos! Com efeito, reuniram-se as autoridades para argui-los “com que poder ou em nome de quem eles haviam feito a cura”. Então, Pedro, cheio do Espírito Santo e com muita coragem e ousadia anunciou a eles a salvação de Jesus acusando-os de responsáveis pela morte de Jesus, esclarecendo, porém, que Deus O havia ressuscitado dos mortos. Muitos acreditaram na pregação de Pedro e se converteram. Pedro não se rendia diante das barreiras e apesar da incompreensão dos “grandes” ele atraia os “pequenos” para Jesus.
As obras de Deus são difíceis de ser compreendidas pelos homens ainda hoje! Muitos ficam admirados e não entendem como é que nós também abrimos a boca em nome de Jesus, damos testemunho das Suas maravilhas na nossa vida e ousamos interceder para que Seus milagres aconteçam na vida das pessoas. Eles nos perguntam também “com que poder?” É pelo poder do Espírito Santo que nós podemos também orar e curar os (as) nossos (as) irmãos (ãs) doentes, que vivem na ignorância. Só o Espírito Santo nos dá a capacidade e a força para enfrentarmos as barreiras da incompreensão e da ignorância dos que vivem afastados de Deus. Em Nome de Jesus nós poderemos fazer prodígios e milagres, bastando para isso, que nós como Pedro e João tenhamos firmeza e convicção da causa que nós abraçamos – Você já foi incompreendido (a) porque ousou orar em nome de Jesus, por alguém? – Em quem você confia quando ora pela cura das pessoas? – Com que poder você também tem feito todas as coisas? . – Aonde você tem sido mais perseguido quando fala e age em Nome de Jesus Cristo? – O seu testemunho tem dado frutos? – Como é que você tem defendido Jesus Cristo?

Salmo 117 – “A pedra que os pedreiros rejeitaram tornou-se agora a pedra angular.”


Se acreditássemos mesmo no poder do Senhor e que por Ele tudo foi criado, nós teríamos uma qualidade de vida muito melhor e viveríamos sempre alegres como se esse fosse o dia mais importante da nossa vida. O Senhor derrama as suas graças e bênçãos sobre nós a cada momento, porque Ele é bom e eterna é a sua misericórdia, o que quer dizer: Ele nunca irá nos faltar. Por isso demos graças ao Senhor!

Evangelho – João 21, 1-14 – “fazer diferente”


Pela terceira vez Jesus ressuscitado aparece diante dos seus discípulos. Desta vez Jesus os encontrou na beira do mar, tristes e acabrunhados pelo fracasso da pesca que haviam tentado fazer. “Não pescaram nada naquela noite e já tinha amanhecido”. Se prestarmos atenção nós verificaremos que, pela segunda vez, Jesus pede aos Seus discípulos, “algo para comer” como que demonstrando que a refeição tomada juntos era um sinal de intimidade e que, portanto, Ele era íntimo dos Apóstolos. Porém, como das outras vezes, eles ainda não O reconheceram e estavam indo fazer as coisas do mesmo modo como faziam antes de encontrarem Jesus. Praticavam o que era costume para eles, porém Jesus interveio e mandou que eles fizessem justamente o contrário. Eles obedeceram e o milagre aconteceu. “Lançai a rede á direita do barco e achareis”. Porém, somente depois que eles viram o milagre acontecer foi que eles distinguiram a Jesus e disseram: “É o Senhor!”. Eles estavam ainda muito apegados às obras de Jesus, por isso, ainda não reconheciam a Sua pessoa. Hoje, também, Jesus está muito perto de nós à beira da nossa vida, nos pede de comer e nos manda lançar a rede de outro modo, de um jeito novo, do contrário do que nós sempre temos feito. Ele sabe precisamente do que nós precisamos pescar e nos dá as dicas, porém continuamos envolvidos (as) com a nossa “falta de sorte” e não ouvimos o que Ele fala para direcionar a nossa caminhada. Ficamos presos (as) nas nossas expectativas e buscamos apenas os milagres que achamos ser preciso que aconteçam na nossa vida. Perdemos as oportunidades e a hora da graça passa. Por isso, necessitamos ter consciência de Jesus ressuscitado continua muito perto de nós e nos manda lançar a rede de outra maneira, de um jeito novo, do contrário do que nós sempre temos feito. Ele sabe precisamente do que nós precisamos pescar e nos dá as palavras-chaves para termos sucesso nos nossos empreendimentos. - Pergunte a Jesus qual o lado certo para você lançar a sua rede? – O que você precisa fazer diferente? – Peça para que Ele lhe mostre a vida nova, o novo jeito de viver e ser feliz! – Você tem certeza de que está fazendo as coisas da maneira que Jesus quer.

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

João 21,1-14

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.— Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, 1Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: 2Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros discípulos de Jesus. 3Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite. 4Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. 5Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”. 6Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e acha­reis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. 7Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu sua roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar. 8Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros. 9Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão. 10Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”.11Então Simão Pedro subiu ao barco e arrastou a rede para a terra. Estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu. 12Jesus disse-lhes: “Vinde comer”. Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor. 13Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe. 14Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SANTA CATARINA DE SENA

Neste dia, celebramos a vida de uma das mulheres que marcaram profundamente a história da Igreja: Santa Catarina de Sena. Reconhecida como Doutora da Igreja, era de uma enorme e pobre família de Sena, na Itália, onde nasceu em 1347. Voltada à oração, ao silêncio e à penitência, não se consagrou em uma congregação, mas continuou, no seu cotidiano dos serviços domésticos, a servir a Cristo e Sua Igreja, já que tudo o que fazia, oferecia pela salvação das almas. Através de cartas às autoridades, embora analfabeta e de frágil constituição física, conseguia mover homens para a reconciliação e paz como um gigante.Dotada de dons místicos, recebeu espiritual e realmente as chagas do Cristo; além de manter uma profunda comunhão com Deus Pai, por meio da qual teve origem sua obra: “O Diálogo”. Comungando também com a situação dos seus, ajudou-o em muito, socorrendo o povo italiano, que sofria com uma peste mortífera e com igual amor socorreu a Igreja que, com dois Papas, sofria cisão, até que Catarina, santamente, movimentou os céus e a terra, conseguindo banir toda confusão. Morreu no ano de 1380, repetindo: "Se morrer, sabeis que morro de paixão pela Igreja".

Santa Catarina de Sena, rogai por nós!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

TRÊS DIAS DE ORAÇÃO PELO PAPA JOÃO PAULO II






O Centro São Lourenço, em Roma, convida os jovens a participarem de três dias de oração pelo papa João Paulo II, que será beatificado no próximo dia 1º de maio. Fundado por João Paulo II, o centro hospeda a cruz original das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), além de ser um lugar de interesse para os cidadãos da capital italiana e peregrinos.
Os três dias de oração têm início nesta quinta-feira, 28, e se concluirão no sábado, 30. Nesses dias será possível se confessar e adorar o santíssimo. O centro fará a projeção, em seis línguas, do documentário intitulado "A força da Cruz", proposto nos três dias de oração.
Além disso, serão celebradas três missas, na quinta, sexta e sábado pela manhã. Está prevista a participação de peregrinos provenientes de várias partes do mundo, com uma forte presença de jovens da Polônia.
Cerca de trinta jovens voluntários de vários países acolherão os peregrinos e vários sacerdotes estarão disponíveis para confissões.




CNBB

PARLAMENTARES PARTICIPAM DE MISSA DE PÁSCOA NA SEDE DA CNBB



Foi celebrada na manhã desta quinta-feira, 28, na capela Nossa Senhora Aparecida, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Brasília, a tradicional Missa dos Parlamentares, que é organizada pela assessoria política da CNBB e pela Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP). O evento, que acontece sempre na terceira quinta-feira de cada mês, celebrou a Páscoa e contou com a participação de 53 pessoas, dentre senadores, deputados, seus familiares, assessores parlamentares e integrantes da CNBB.
A missa foi presidida pelo assessor político da CNBB, padre José Ernanne Pinheiro. A senadora Ana Rita Esgário destacou a importância de valorizar o próximo e o papel da mulher na Ressurreição de Jesus Cristo.


COMEÇA O ENCONTRO NACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS EM DEFESA DA TERRA E DA VIDA




Começa no dia 29 de abril, o Encontro Nacional dos Povos Indígenas em Defesa da Terra e da Vida. O evento, que tem como lema Vida e Liberdade para os povos indígenas – Povos Indígenas construindo o Bem Viver, acontece até dia 1º de maio no Centro de Formação Vicente Cañas, em Luziânia (... Leia mais...

FUNDADOR DAS CONGREGAÇÕES VOCACIONISTAS SERÁ BEATIFICADO NA ITÁLIA


JustinoNo próximo dia 7 de maio, na Itália, será beatificado o fundador da Sociedade das Divinas Vocações (Vocacionistas), o padre .

Padre Justino Russolillo, foi o fundador da Sociedade das Divinas Vocações. Nasceu em Pianura, Nápoles, Itália no dia 18 de janeiro de 1891 e foi ordenado sacerdote em 20 de setembro de 1913. Assim que foi nomeado pároco de Pianura, em 1920, ele começou a trabalhar para a realização do seu sonho. Naquele mesmo ano, foi formada a primeira comunidade da Sociedade das Divinas Vocações, que depois se tornou conhecida como "Padres Vocacionistas".

O então papa João Paulo II nomeou o padre Justino como Venerável em 18 de dezembro de 1997.

Outras informações acesse o site www.vocacionista.org.br. No endereço eletrônico oficial da beatificação www.beatificazionedongiustino.it, o internauta poderá acompanhar toda a celebração de Beatificação. A sua Festa litúrgica será dia 02 de agosto, e poderá ser invocado pelo nome de Beato Justino da Santíssima Trindade.

A Sociedade das Divinas Vocações recebeu a primeira aprovação diocesana em 26 de maio de 1927. Em 24 de maio de 1947 tornou-se uma congregação de direito pontifício. Em 1950 atendendo o convite do bispo de Salvador, Bahia, os vocacionistas abraçaram a primeira missão em terras estrangeiras. As missões vocacionistas continuaram crescendo e atualmente eles marcam a sua presença também nos Estados Unidos, Argentina, Nigéria, nas Filipinas e na Índia.

O vocacionário foi criado especialmente para atender às necessidades daqueles que não possuem condições financeiras de custear a sua própria formação religiosa como também para aqueles que estão em busca de uma descoberta vocacional.

JOÃO PAULO II: O PAPA QUE APRENDEU A CHAMAR NOSSA SENHORA DE MÃE E AMIG

Gracielle Reis
Cançao Nova Notícias

Arquivo

A devoção de JPII à Nossa Senhora também se expressou quando consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria, em 25 de março de 1984.
Com nove anos, Karol começou a se preparar para a Primeira Comunhão. Ele ia à Missa às 6h da manhã. Depois se prostrava em frente à Virgem Maria e rezava. Foi sobretudo com sua mãe que aprendeu a ter uma devoção materna à Nossa Senhora. A mãe o consagrou aos cuidados da Virgem de Czestochowa, padroeira de todos os poloneses. O pequeno Karol aprendeu não somente a rezar Ave-Maria, mas também a chamar Nossa Senhora de mãe e amiga.

Desde então, a Virgem Maria tornou-se um referencial de vida e devoção para ele. À noite, antes de dormir, sua mãe ficava ao pé da sua cama para lhe falar sobre o amor a Deus e a devoção à Virgem Maria. Mais tarde, ele mesmo vai lembrar como essas noites abençoadas e extremamente importantes para o seu crescimento na fé e para o seu amor autêntico a Deus
.

Estes trechos do livro “João Paulo II, uma vida de santidade”, de padre Roger Araújo, da Comunidade Canção Nova (Ed. Canção Nova, 2011), revela a história do menino, Karol Wojtyla, que aprendeu em casa, com sua mãe, a ter devoção pela Virgem Maria, o que culminou em sua missão como Papa.


LEIA MAIS

PAULINAS LIVRARIA PROMOVE CURSO DE LEITURA ORANTE DA BÍBLIA

Deixe que a B´bilia seja alimento para mantê-lo em contato íntimo e diário com Deus. Venha saber mais sogre o método que pode ajudá-lo a tornar a leitura da Palavra espitualmente mais proveitosa. É o que diz o chamado dos organizadores do curso, que tem como público-alvo agentes de pastoral, jovens, catequistas, religiosos e interessados, acontecerá das 9 às 11 horas, do dia 7 de maio (sábado), à Rua Major Facundo, 332, no Centro de Fortaleza. Leve sua Bíblia ou compre na Paulinas Livraria, que está assessorando o curso.

BRASIL É O 3º PAÍS ONDE MAIS SE CRÊ EM DEUS, APONTA PESQUISA

A pesquisa, feita pela empresa de pesquisa de mercado Ipsos, abrangendo 23 países, apontou que o Brasil está entre os três onde mais se acredita na existência de “Deus ou de um ser supremo”.18.829 adultos foram entrevistados. 51% afirmaram que “definitivamente acreditam em uma 'entidade divina'”, 18% que não acreditam e 17% que não têm certeza. O país onde mais se acredita na existência de Deus ou de um ser supremo é a Indonésia, com 93% dos entrevistados. A Turquia vem em segundo, com 91% dos entrevistados e o Brasil é o terceiro, com 84% dos pesquisados.De acordo com a pesquisa, a Indonésia é o país onde mais se acredita na existência de Deus ou de um ser supremo, com 93% dos entrevistados afirmando sua fé. A Turquia vem em segundo, com 91% dos entrevistados e o Brasil em terceiro, com 84%.No entanto, 18% dos entrevistados afirmam que não acreditam em 'Deus, deuses, ser ou seres supremos'. No Brasil, apenas 3% dos entrevistados disseram não ter fé. A França tem 39% dos entrevistados descrentes, seguida pela Suécia, com 37%, e pela Bélgica, com 36%. A pesquisa também concluiu que 17% dos entrevistados em todo o mundo 'às vezes acreditam, mas às vezes não acreditam em Deus, deuses, ser ou seres supremos'.Vida após a morte51% dos entrevistados acreditam em algum tipo de vida após a morte, enquanto que apenas 23% acreditam que as pessoas param de existir depois da morte e 26% 'simplesmente não sabem'.Entre os que acreditam, 23% crêem na vida após a morte, mas 'não especificamente em um paraíso ou inferno', 19% acreditam 'que a pessoa vai para o paraíso ou inferno', outros 7% acreditam 'basicamente na reencarnação' e 2% acreditam 'no paraíso, mas não no inferno'.Nesse quesito, o Brasil fica novamente em terceiro lugar, com 32% dos entrevistados afirmando que acreditam em uma vida após a morte, mas não em paraíso ou inferno. O México alcança o primeiro lugar, com 40% dos entrevistados, seguido pela Rússia, em segundo, com 34%.Entre os que acreditam que a pessoa vai para o paraíso ou para o inferno depois da morte, o Brasil está em quinto lugar, com 28%. Em primeiro, está a Indonésia, com 62%, seguida pela África do Sul, 52%, Turquia, 52% e Estados Unidos, 41%.Criacionistas e evolucionistasEntre os entrevistados no mundo todo, 28% se definiram como criacionistas. Para eles, os seres humanos foram criados por uma força espiritual, como o Deus em que acreditam, desconsiderando a possibilidade de o homem ter surgido da evolução de outras espécies, como os macacos.Nesta categoria, o Brasil está em quinto lugar, com 47% dos entrevistados. Em primeiro lugar está a Arábia Saudita, com 75%, seguida pela Turquia, com 60%, Indonésia em terceiro (57%) e África do Sul em quarto lugar, com 56%.Por outro lado, 41% dos entrevistados no mundo todo se consideram evolucionistas. Eles acreditam que os seres humanos são fruto de um lento processo de evolução, a partir de espécies menos evoluídas como macacos.Entre os evolucionistas, a Suécia está em primeiro lugar, com 68% dos entrevistados. A Alemanha vem em segundo, com 65%, seguida pela China, com 64%, e a Bélgica em quarto lugar, com 61% dos pesquisados.



Canção Nova Notícias, com Arquidiocese do Rio de Janeiro

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

28/04/11– 5ª. feira - OITAVA DA PÁSCOA

Atos 3,11-26 – “ instrumentos de Deus”


O povo estava assombrado com o que Pedro e João haviam feito ao coxo, porém estes tinham a devida consciência de que tudo o que acontecera por meio deles fora obra de Deus por causa de Jesus Cristo. Pedro, então, abriu os olhos do povo para que conhecessem a verdade e não ficassem apegados às obras das pessoas. Elas são apenas instrumentos de Deus para a cura libertação do Seu povo. Às vezes, nós ficamos apegados (as) ao prodígio e esquecemos o Autor dos milagres. Acontece hoje também: as pessoas se apegam àqueles que são apenas instrumentos de Deus para a cura libertação do Seu povo e esquecem o Autor de todos os milagres. Todos nós podemos ser instrumentos de Deus para ministrar ao nosso próximo a cura, a libertação, a graça, a bênção. Ao invés de nos assombrarmos com o que acontece deveríamos, porém nos colocarmos como portadores da graça libertadora que Deus quer realizar no mundo. A função de quem anuncia Jesus deve ser a de conscientizar as pessoas de que Jesus é o único Senhor e o primeiro passo para que elas possam assumi-Lo como tal, é o arrependimento que leva à conversão. Nunca, porém, devemos deixar que as pessoas tornem-se “dependentes” de nós, mas sim, explicar que elas não precisam ficar paradas esperando algo de nós, pois, Jesus está mais adiante para abençoá-las e dar a elas uma vida nova. - Você é daqueles (as) que olham mais para as pessoas e esquece-se de Deus? - A quem você pode está idolatrando e colocando no lugar de Jesus, O Justo? - Qual a atenção que você dá aos pregadores, aos ministrados, aos “curadores” que estão a serviço de Deus? – O que realmente eles são para você?

Salmo 8 – “Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!”


Reconhecer a Deus como o Senhor de todo o universo não nos impede de também reconhecer que somos nós a obra prima da Sua criação. Devemos, porém, saber que tudo o que acontece é por graça de Deus; todo poder e autoridade que o homem e a mulher têm, vêm de Deus. Tudo o que existe é revelação do poder e da glória do Senhor que manifesta ao mundo a sua Onipotência. Portanto, mesmo que sejamos fracos e pecadores o Senhor nos concedeu o domínio sobre toda a criação. O poder do Senhor é quem nos move.

Evangelho - Lucas 24,35-48 – “A paz de Jesus!”


Os discípulos de Emaús não perderam tempo e foram dar aos outros a notícia do seu encontro com Jesus. Na mesma hora, como que para confirmar as suas palavras, Jesus apareceu-lhes e disse: “A paz esteja convosco!” Jesus mostrava-se a eles, marcado, cicatrizado, porém vivo e ressuscitado. Embora, alegres e surpresos, eles ainda tinham dúvidas no coração, mas Jesus os convidou a que tocassem nele e pediu a eles algo para comer. Por meio das palavras e dos gestos de Jesus os discípulos começaram a entender o porquê de todos os acontecimentos. Assim, Jesus abriu a inteligência dos seus discípulos para entenderem as Escrituras e veio lhes trazer a paz e o entendimento de tudo quanto lhes dissera antes. Do mesmo modo acontece conosco: para que nós possamos compreender Jesus precisamos nos aproximar Dele, tocá-Lo e alimentarmo-nos com Ele. Quando nós temos uma experiência com Jesus e chegamos a tocar no Seu mistério de Amor por meio da Sua Palavra nós também alimentamos a nossa alma e temos a inteligência iluminada para compreendermos a obra que Ele quer realizar em nós. Na verdade, a primeira manifestação de que estamos tocando Jesus é a paz que invade o nosso coração. Jesus vem também nos dizer que o sofrimento, a dificuldade, a aflição, são os acontecimentos próprios da nossa vida que nos trarão mais tarde a paz, o entendimento, a alegria da superação quando nos apoiamos e temos como exemplo a Sua Ressurreição. A paz é fruto da justiça. Jesus é o Justo por excelência por isso Ele é o doador da Paz. Porém a paz que Ele nos trouxe Ele a conquistou justamente na Cruz. O Seu sofrimento e a Sua entrega foram por Amor, por Paixão. - Você agora entende melhor os acontecimentos que Jesus viveu? – E os acontecimentos da sua vida, você compreende-os? - Você sente essa paz que Jesus veio nos dar? – Ela acontece em você apesar das suas dificuldades? – Você tem mostrado isso na sua vida?

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Lucas 24,35-48

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. — Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, 35os discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. 36Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!”37Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um fantasma. 38Mas Jesus disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? 39Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um fantasma não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho”.40E dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés. 41Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” 42Deram-lhe um pedaço de peixe assado. 43Ele o tomou e comeu diante deles. 44Depois disse-lhes: “São estas as coisas que vos falei quando ainda estava con­vosco: era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”. 45Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, 46e lhes disse: “Assim está escrito: o Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia 47e no seu nome, serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. 48Vós sereis testemunhas de tudo isso”. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT

Neste dia, nós contemplamos o fiel testemunho de Luís que, ao ser crismado, acrescentou ao seu prenome o nome de Maria, devido sua devoção à Virgem Maria, que permeou toda sua vida. Nascido na França, no ano de 1673, de uma família muito numerosa, ele sentiu bem cedo o desejo de seguir o sacerdócio e assim percorreu o caminho dos estudos.Como padre, São Luís começou a comunicar o Santo Evangelho e a levar o povo, através de suas missões populares, a viver Jesus pela intercessão e conhecimento de Maria. Foi grande pregador, homem de oração, amante da Santa Cruz, dos doentes e pobres; como bom escravo da Virgem Santíssima não foi egoísta e fez de tudo para ensinar a todos o caminho mais rápido, fácil e fascinante de unir-se perfeitamente a Jesus, que consistia na consagração total e liberal à Santa Maria.São Luís já era um homem que praticava sacrifícios pela salvação das almas, e sua maior penitência foi aceitar as diversas perseguições que o próprio Maligno derramou sobre ele; tanto assim que foi a Roma para pedir ao Papa permissão para sair da França, mas este não lhe concedeu tal pedido. Na força do Espírito e auxiliado pela Mãe de Deus, que nunca o abandonara, São Luís evangelizou e combateu na França os jansenistas, os quais estavam afastando os fiéis dos sacramentos e da misericórdia do Senhor.São Luís, que morreu em 1716, foi quem escreveu o "Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem", que influencia ainda hoje, muitos filhos de Maria. Influenciou inclusive o saudoso Papa João Paulo II, que por viver o que São Luís nos partilhou, adotou como lema o Totus Tuus, isto é, "Sou todo teu, ó Maria".

São Luís Maria Grignion de Montfort, rogai por nós!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

DOM ODILO SCHERER E DOM CLÁUDIO HUMMES PARTICIPARÃO DA BEATIFICAÇÃO DE JOÃO PAULO II






Os cardeais, dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo (SP), e dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo e prefeito emérito da Congregação para o Clero no Vaticano, representarão oficialmente a Igreja Católica do Brasil na celebração da beatificação do papa João Paulo II, em 1º de maio.
A pedido da presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Odilo Pedro Scherer representará a entidade, pois, dom Geraldo Lyrio Rocha (Presidente da CNBB), dom Luiz Soares Vieira (Vice-presidente) e dom Dimas Lara Barbosa (Secretário Geral) estarão envolvidos com a organização da 49ª Assembleia da CNBB, que começa no dia 4, em Aparecida (SP).
De acordo com dom Odilo, a beatificação de João Paulo II faz parte do processo de canonização do papa, mas não é a etapa mais importante, assim como a canonização também não é. “O mais importante é o reconhecimento de uma vida santa”, diz.
Dom Cláudio Hummes lembra por sua vez, que cada papa tem suas características: “Cada papa é diferente um do outro. Isso é bom porque enriquece a Igreja. Cada um traz um aspecto novo naquilo que é a missão da Igreja, que é levar a mensagem de Jesus Cristo; e cada um tem respostas diferentes para as novas situações”, destacou.






BENTO XVI FAZ NOVA NOMEAÇÃO PARA O BRASIL





Dom Dario Campos, OFM, de 62 anos, é o novo bispo de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
O Papa Bento XVI nomeou nesta quarta-feira, 27, Dom Dario Campos, OFM, de 62 anos, como novo bispo da vacante diocese de Cachoeiro de Itapemirim (ES). O bispo foi transferido da diocese de Leopoldina (MG) onde estava desde junho de 2004.Dom Dario Campos é natural de Castelo (ES). Nasceu em 9 de junho de 1948 e fez sua profissão religiosa em 10 de janeiro de 1975. A ordenação presbiteral ocorreu em dezembro de 1977 e a episcopal em 26 de setembro de 2000, quando foi designado para assumir a diocese de Leopoldina.O novo bispo de Cachoeiro de Itapemirim estudou filosofia e teologia no Instituto Filosófico-Teológico Franciscano de Petrópolis (RJ) e se especializou em filosofia e pedagogia na Faculdade Dom Bosco de São João del-Rei (MG).Como bispo, Dom Dario já foi coadjutor de Araçuaí (MG) (2000 – 2001); e titular entre (2001 – 2004). Foi membro do Conselho Episcopal de Pastoral do Regional Leste 2 (Espírito Santo e Minas Gerais); responsável pelo Setor Vocações e Ministérios (2002 – 2006); e responsável pelos padres do Regional Leste 2 e Serviço de Animação Vocacional entre 2006 e 2010. Seu lema episcopal é “Nas tuas Mãos”.Dom Dario sucede Dom Célio de Oliveira Goulart, 66, que desde 17 de julho de 2010 é bispo diocesano de São João del-Rei (MG). Dom Célio foi bispo de Cachoeiro de Itapemirim entre julho de 2003 e maio de 2010. Após sua transferência assumiu a administração diocesana de Cachoeiro o padre Antônio Tatagiba Vimercat. A decisão foi tomada pelo Colégio de Consultores Diocesano que, após cinco dias da transferência elegeu o administrador.








A FERTILIDADE CONTINUA CAINDO

População envelhecida e consequências econômicas




Pe. John Flynn, L.C.




Roma (ZENIT.org) - A taxa de natalidade baixa e uma população envelhecida representam um desafio econômico gigante para a Europa. Esta é uma das conclusões de um estudo publicado pela Comissão Europeia no início do mês.
O "Terceiro Informe Demográfico" apontou que o número de filhos por mulher aumentou de 1,45 no último informe, de 2008, para 1,6. Mesmo assim, continua muito abaixo dos 2,1 filhos necessários para manter uma população estável.
A esperança de vida também aumentou, o que acelera o processo de envelhecimento do continente. Em quatro países – Bulgária, Lituânia, Letônia e Romênia – a população já está diminuindo porque os falecimentos e a emigração superam o número dos nascimentos.




LEIA MAIS




REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

27/04/11 - 4ª. Feira - OITAVA DA PÁSCOA


Atos 3, 1-10 – “no caminho para o templo”
Pedro e João tinham consciência da sua missão! Eles haviam aprendido com o Mestre a não desperdiçar nenhuma oportunidade que tivessem, para fazer a vontade de Deus. Mesmo enquanto caminhavam para orar no templo, eles percebiam o que precisava ser realizado. Portanto, eles não ficavam apenas na oração, mas se colocavam de prontidão para agir. Aquele homem coxo, estava acomodado na sua ocupação de “pedir esmolas”. O seu ofício e o que ele fazia todos os dias era somente isto: mendigar algo para a sua sobrevivência. Ele esperava receber alguma coisa material, porém “Os dois olharam bem para ele” e Pedro disse: “olha para nós”!. “O homem fitou neles o olhar, esperando receber alguma coisa”! Pedro e João, no entanto, perceberam no olhar daquele homem que ele precisava muito mais do que apenas uma moeda. O olhar de Pedro e de João para aquele coxo e a atenção que eles lhe dispensaram fez toda a diferença na sua vida, porque mais do que uma esmola, ele recebeu a cura. Na travessia da nossa vida também, há muitas pessoas esperando receber de nós alguma coisa. Às vezes, nós nos perguntamos: o que temos nós para dar a aos que nos abordam e esperam de nós algo que não temos ou não podemos dar? Na verdade, porém, o que a maioria dessas pessoas precisa é de cuidado, de carinho, de uma palavra amiga que lhes dê ânimo e coragem para levantar-se de onde estão. Nós também, como os apóstolos, não temos ouro nem prata e nenhum tostão no bolso para dar a quem nos pede, porém, em Nome de Jesus Cristo, podemos ajudá-las a levantarem-se lhes demonstrando o amor de Deus que mora no nosso coração. “Em Nome de Jesus Cristo, levanta-te e anda”, eis o que devemos dizer àqueles que nos procuram. – Qual a sua reação quando encontra alguém necessitado que lhe estende a mão? - Você algum dia j´s se encontrou na situação de pedinte? – O que na realidade as pessoas necessitam mais? – Você já tem feito alguma coisa em nome de Jesus? – Você “olha” para as pessoas que pedem esmola? - Hoje Jesus diz para você: “Levanta-te, anda, dá atenção aos coxos que tu encontrares pelo caminho quando fores tu também ao templo, para me adorares”.

Salmo 104 – “Exulte o coração dos que buscam o Senhor!”

Gritar o nome do Senhor significa testemunhar com a vida os Seus grandes feitos. Com as nossas palavras e atos nós manifestamos ao mundo a glória de Deus. A alegria e o louvor transbordam naturalmente do nosso coração e nós nunca poderemos esconder do mundo a nossa esperança, porque Deus sempre se recorda da aliança que fez conosco.

Evangelho– Lucas 24, 13-35 – “tristeza e decepção”

Mergulhando na mensagem deste Evangelho nós concluímos que somos como os discípulos de Emaús: caminhamos absorvidos nas nossas dificuldades e não nos detemos para decifrar os enigmas da nossa vida a fim de comprovarmos que o Senhor ressuscitado está muito perto de nós. Não entendemos as coisas que nos ocorrem, nos apavoramos diante dos acontecimentos que nos tiram a tranquilidade e, muitas vezes mergulhamos na tristeza e na desesperança. Parece até que chegamos ao final do nosso caminho e não temos mais para onde correr. “Como somos sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram!” Esta é a conclusão a que nós devemos chegar. A certeza de que realmente o Senhor ressuscitou e está muito perto de nós, porém, pode mudar toda a nossa compreensão diante dos fatos que nos tiram do sério. Jesus Cristo se faz presente no nosso caminho de uma maneira muito sutil e também muito simples. Precisamos estar atentos (as) para reconhecê-Lo! Quando nós, simplesmente meditamos na Sua Palavra nós podemos sentir a Sua presença ressuscitada; quando nós O contemplamos e O adoramos no Santíssimo Sacramento do Altar e nos deixamos banhar pela Sua Luz nós também desvendamos os mistérios da nossa existência; quando nós participamos de uma Celebração Eucarística e comungamos o Seu Corpo e o Seu Sangue nós distinguimos que algo mudou dentro de nós e que também o nosso coração arde mesmo que nada aconteça de extraordinário. Assim sendo, nós também como os discípulos de Emaús somos motivados a dar a Boa Nova por onde passamos: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a mim”! Tudo está escrito e marcado no nosso coração! Nunca mais seremos os (as) mesmos (as)! – Você já pode sair anunciando isto por onde passar? – Você ainda continua olhando apenas para as coisas ruins da sua vida ou já percebeu que Cristo parte o pão para você? – Você se considera uma pessoa inteligente para desvendar os enigmas de Deus? -

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

Lucas 24,13-35

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.— Glória a vós, Senhor.13Naquele mesmo dia, o primeiro da semana, dois dos discípulos de Jesus iam para um povoado chamado Emaús, distante onze quilômetros de Jerusalém. 14Conversavam sobre todas as coisas que tinham acontecido.15Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles. 16Os discípulos, porém, estavam como que cegos, e não o reconheceram. 17Então Jesus perguntou: “Que ides conversando pelo caminho?” Eles pararam, com o rosto triste, 18e um deles, chamado Cléofas, lhe disse: “Tu és o único peregrino em Jerusalém que não sabe o que lá aconteceu nestes últimos dias?19Ele perguntou: “Que foi?” Os discípulos responderam: “O que aconteceu com Jesus, o Naza­reno, que foi um profeta poderoso em obras e palavras, diante de Deus e diante de todo o povo. 20Nossos sumos sacerdotes e nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21Nós esperávamos que ele fosse libertar Israel, mas, apesar de tudo isso, já faz três dias que todas essas coisas aconteceram! 22É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deram um susto. Elas foram de madrugada ao túmulo 23e não encontraram o corpo dele. Então voltaram, dizendo que tinham visto anjos e que estes afirmaram que Jesus está vivo. 24Alguns dos nossos foram ao túmulo e encontraram as coisas como as mulheres tinham dito. A ele, porém, ninguém o viu”.25Então Jesus lhes disse: “Como sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram! 26Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua glória?” 27E, começando por Moisés e passando pelos Profetas, explicava aos discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele. 28Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez de conta que ia mais adiante. 29Eles, porém, insistiram com Jesus, dizendo: “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem che­gando!” Jesus entrou para ficar com eles. 30Quando se sentou à mesa com eles, tomou o pão, abençoou-o, partiu-o e lhes distribuía.31Nisso os olhos dos discípulos se abriram e eles reconheceram Jesus. Jesus, porém, desapareceu da frente deles. 32Então um disse ao outro: “Não estava ardendo o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, e nos explicava as Escrituras?” 33Naquela mesma hora, eles se levantaram e voltaram para Jerusalém onde encontraram os Onze reunidos com os outros. 34E estes confirmaram: “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!” 35Então os dois contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham reconhecido Jesus ao partir o pão. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SANTA ZITA

Com muito carinho e devoção lembramos - neste dia - da santidade de vida de Santa Zita, padroeira das empregadas do lar. Nascida em Lucca (Itália), no ano de 1218, em uma família pobre e camponesa, mas que soube comunicar a ela a riqueza da vida em Deus.Como simples empregada, sem estudos e cultura, Zita consagrou-se inteiramente ao Senhor, sem deixar sua vida simples. O segredo da espiritualidade desta santa era muito concreto, pois consistia em se questionar se esta ou aquela atitude agradava ou não ao Senhor. Desta forma, abriu-se para a santificação de Deus.Santa Zita, com vinte anos, foi trabalhar numa família nobre e lá, não deixou de participar em todas as manhãs da Santa Missa na comunidade. Ela ajudava aos pobres e visitava os doentes nos tempos de folga, desta forma conquistou a admiração dos patrões. Conquistou também muitos corações para o Senhor e, merecidamente, o Céu.

Santa Zita, rogai por nós!

terça-feira, 26 de abril de 2011

CONIC ACOLHE NOVA DIRETORIA COM CELEBRAÇÃO NA SEDE DA CNBB






O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) realizará no próximo dia 28, na sede da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em Brasília, a Celebração em Ação de Graças pelo início dos trabalhos de sua nova Diretoria (2011-2015).








DIA DA BEATIFICAÇÃO REVELA DEVOÇÃO DE JOÃO PAULO II À DIVINA MISERICORDIA





João Paulo II conhecia a íntegra da devoção à Divina Misericórdia e a retomou logo que assumiu o pontificado





A Festa da Misericórdia de 2011 terá um aspecto todo especial, pois vai acontecer no mesmo dia da beatificação do Papa João Paulo II, em 1º de maio.No dia 30 de abril de 2000, a partir das revelações de Jesus à Santa Faustina, João Paulo II, além de canonizá-la, instituiu a festa que, a partir de então, passou a ser celebrada no segundo Domingo da Páscoa, conforme consta no diário da santa, disseminado por todo mundo:




Gracielle Reis/Canção Nova Notícias, com colaboração de Leonardo de MeiraArquivo



OS CANDIDATOS AO MINISTÉRIO ORDENADO FORAM ADMITIDOS ÀS ORDENS SACRAS






Hoje, 26 de abril, terça-feira de Oitava de Páscoa, 22 candidatos ao Ministério ordenado foram admitidos às Ordens Sacras.
Os candidatos fizeram a Solene Profissão de Fé e depois foram admitos às Ordens, em Cerimônia presidia por Dom José Antonio, nosso Arcebispo. A cerimônia aconteceu na Capela da Facauldade Católica de Fortaleza, às 7h.
Estiveram presentes, além do Arcebispo, Dom Rosalvo, bispo auxiliar, mons. Souto, pe. Rafhael, pe. José Duarte, Pe. Lauro, INJ, Pe. Deniys e Pe. Silvio, da Comunidade Católica Shalom, seminaristas, leigos e alunos da FCF.
Os candidatos são: 02 para o Diaconato Permanente
Para o Diaconato trasitório: 02 da Comunidade Católica Shalom, 04 do Instituto Nova Jerusalém e 14 da Arquidiocese de Fortaleza
Veja as fotos
Fonte: Pe. Rafhael

SANGUE DE JOÃO PAULO II SERÁ APRESENTADO PARA VENERAÇÃO

Segundo Boletim da Santa Sé, o sague de João Paulo II foi colhido enquanto ele estava em tratamento no Hospital Menino Jesus

A relíquia que será exposta para veneração dos fiéis em ocasião da Beatificação do Papa João Paulo II é uma pequena ampola com sangue colocada num relicário feito especialmente pelo Escritório de Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice.Acesse.: Página especial da beatificação de JPIISegundo informações divulgadas nesta terça-feira, 26, pelo Boletim da Santa Sé, “nos últimos dias de doença do Santo Padre, o médico pessoal realizou a coleta de sangue para colocar a disposição do Centro de Transfusão de Sangue do Hospital Menino Jesus, em vista de uma eventual transfusão”.Porém, não houve nenhuma transfusão e o sangue permaneceu conservado em quatro pequenos recipientes. “Dois desses permaneceram à disposição do secretário particular do Papa João Paulo II, Cardeal [Stanisław] Dziwisz [atual Arcebispo de Cracóvia]. E os outros dois permaneceram no Hospital Menino Jesus, devotamente mantido pelas irmãs do hospital”, esclarece a Santa Sé.Com a beatificação, duas dessas mostras de sangue foram colocadas em dois relicários: a primeira será preservada para veneração dos fiéis durante a cerimônia de beatificação, neste domingo, 1º de maio, e depois será conservada numa pequena urna aos cuidados do Escritório de Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice junto a outras importantes relíquias. Já a segunda ampola de sangue, segundo o Vaticano, será concedida ao Hospital Menino Jesus sob os cuidados das religiosas que já durante estes anos preservam a relíquia.“O sangue se encontra no estado líquido, circunstância que se explica pela presença de substâncias anticoagulantes que estavam presentes nos tubos no momento da coleta”, explica o Boletim da Santa Sé.

Nicole Melhado/Canção Nova Notícias, com Boletim da Santa
Sé (Tradução equipe CN Notícias)Arquivo

JORNAL DO VATICANO PUBLICA REVISTA ESPECIAL SOBRE JOÃO PAULO II


O jornal vaticano L’Osservatore Romano informou que publicará nesta quarta-feira, 27, um especial de 100 páginas, totalmente a cores, por ocasião da beatificação do Papa João Paulo II (no próximo dia 1º de maio), e que estará disponível em italiano, polonês, inglês, espanhol, alemão,...
Leia mais...

AGRADECIMENTO DA PARÓQUIA DE CRISTO REI PELA COBERTURA DO BLOG NA SS

Irmãs (os) em Cristo,


Sem a presença e colaboração de vocês, não teria sido possivel realizarmos uma Semana Santa tão cheia de Deus e tão perfeita de amor, paz, solidariedade e fraternidade.
Que não só nesta Páscoa, mas em cada dia de suas vidas, Cristo Rei, reine em seus corações e em seus lares.
Não esqueçam de rever nossas celebrações em nosso site www.cristoreice.com.br


Uma Santa e feliz Páscoa

REFLEXÕES SOBRE AS LEITURAS DE HOJE

26/04/11- 3ª.Feira – OITAVA DA PÁSCOA

– Atos 2, 36-41 - “Convertei-vos – Crede!”

Muitos judeus estavam com o coração aflito ao ouvir as palavras de Pedro quando afirmava que eles haviam crucificado Jesus, a quem Deus constituíra Senhor e Cristo. A mensagem de Pedro calava fundo no coração daqueles mesmos judeus que incitaram as autoridades romanas para que Jesus fosse crucificado. Eles agora reconheciam o engano e lhe perguntavam o que deveriam fazer. Pedro, então, lhes anunciava a salvação de Jesus e o caminho para que eles se redimissem do erro: “convertei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo”. Este conselho de Pedro serve para nós quando também tomamos consciência do nosso pecado e de que somos também os causadores da paixão e morte de Jesus Cristo. “Convertei-vos”! Fomos batizados, mas, ainda não nos convertemos porque não assumimos que precisamos mudar de vida e de postura diante de muitas situações do nosso dia a dia. Somente com o poder do Espírito Santo podemos adotar uma nova atitude de vida nas coisas em que precisamos mudar. Todo aquele que é inserido no mistério de Cristo recebe o Espírito Santo, portanto, o Batismo nos une a Jesus Cristo e nós não precisamos de coisas especiais, nem extraordinárias, de testes nem de concursos, de muito estudo ou muito trabalho, mas, apenas crer que Jesus é o nosso Salvador. A promessa é para nós e nossos filhos e para todos que Deus assim chamar. Convertei-vos – Crede! Esta é a ordem que nós devemos obedecer, não há outro meio nem outra orientação. Conversão significa mudança de mentalidade, transformação interior para assumir o outro lado da moeda. Este é para nós, um tempo propício a que nos apossemos da vida nova que Jesus veio nos oferecer. Somos também convocados a como Pedro, anunciar a conversão e o Batismo àqueles que ainda não conhecem Jesus. - Qual a mudança que para você é importante neste tempo de Páscoa? - Você teria coragem de como Pedro anunciar a conversão e o Batismo de Jesus para as pessoas que você encontra no seu dia a dia? - Qual a obra que o Espírito Santo realiza no seu coração? Ele tem feito você se arrepender de alguma coisa? Você tem mudado? – Você tem consciência de que Deus o (a) chama para si a todo o momento da sua vida? – Você tem dado abertura para que o Espírito Santo aja na sua vida? – Você reconhece o seu pecado?

Salmo 32 – “Transborda em toda a terra a bondade do Senhor!”

O amor de Deus se reflete em nós na medida em que nós nos voltamos para Ele e esperamos confiantes o Seu auxílio e proteção. Deus nunca nos deixará sem resposta, se estivermos atentos (as) às Suas obras de bondade. É uma via de mão dupla: nós esperamos confiantes e o Senhor nos atende fielmente.

Evangelho - João 20, 11-18 – ““à procura de Jesus"


Mesmo diante da presença dos anjos, mensageiros de Deus, Maria continuava se lamentando: “Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram!” Impotente diante do que presenciava, Maria chorava angustiada. Ainda não passara pela sua mente o que Jesus já havia revelado aos seus discípulos: que morreria, mas no terceiro dia teria novamente a vida. Ela não conseguia nem reconhecer o próprio Jesus, de pé, diante dela, pois estava centralizada apenas na sua dor. Ela queria ter o corpo de Jesus morto, no entanto, Jesus estava vivo e ressuscitado perto dela. Maria é o nosso retrato quando nos deparamos com as situações “trágicas” da nossa vida. Quando também nós só choramos e lamentamos sem perceber a presença dAquele que está muito junto de nós e nos questiona: “Mulher,(homem) porque choras? A quem procuras?” Nós choramos por causa da nossa falta de fé e de confiança na Palavra do Senhor e procuramos Alguém que está muito perto de nós e não O percebemos. Nós conhecemos as Escrituras, temos ciência das promessas de Deus, sabemos que Cristo ressuscitou e que nos deixou o Seu Espírito, mas choramos sem esperança, olhando somente para as “aparências”. Sofremos muitas vezes pela nossa incapacidade de “enxergar” as coisas de Deus. O mundo espiritual está tão perto de nós, e nós somos incapazes de percebê-lo, concentrados que estamos em prestar atenção às coisas e as pessoas que nos rodeiam. Como Maria Madalena, nós confundimos a presença de Jesus com a presença de “outras pessoas”. No entanto, já é tempo de percebermos a Sua presença viva e ressuscitada e ouvirmos realmente a sua voz que fala o nosso nome e nos envia a sairmos em disparada como fez Maria Madalena para anunciar a todos: “Eu vi o Senhor!” – Você continua chorando e lamentando as suas perdas? - Você tem consciência de que Jesus está vivo, muito perto de você? - Você já pode dizer: eu também vi o Senhor? - Você contou a sua experiência a alguém? – Jesus diz hoje para você: “não me retenhas” , não me queira só para si, vai dizer aos meus irmãos que estou vivo e com eles”.

Helena Colares Serpa,
Fundadora da Comunidade Missionária Um Novo Caminho

EVANGELHO DO DIA

João 20,11-18

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.— Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, 11Maria estava do lado de fora do túmulo, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo. 12Viu, então, dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha sido posto o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés. 13Os anjos perguntaram: “Mulher, por que choras?” Ela respondeu: ”Levaram o meu Senhor e não sei onde o colocaram”. 14Tendo dito isto, Maria voltou-se para trás e viu Jesus, de pé. Mas não sabia que era Jesus. 15Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que choras? A quem procuras?” Pensando que era o jardineiro, Maria disse: “Senhor, se foste tu que o levaste dize-me onde o colocaste, e eu o irei buscar”.16Então Jesus disse: “Maria!” Ela voltou-se e exclamou, em hebraico: “Rabuni” (que quer dizer: Mestre). 17Jesus disse: “Não me segures. Ainda não subi para junto do Pai. Mas vai dizer aos meus irmãos: subo para junto do meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus”. 18Então Maria Madalena foi anunciar aos discípulos: “Eu vi o Senhor!”, e contou o que Jesus lhe tinha dito. - Palavra da Salvação.

SANTO DO DIA - SÃO PASCÁSIO

Pascásio Radbert foi personagem considerável no seu tempo. Os historiadores da Teologia continuam a mencionar a teoria que ele imaginou para "esclarecer" o mistério da presença de Jesus no Santíssimo Sacramento. Como diplomata, viajou muito entre 822 e 834, para solucionar questões da Igreja e tentar apaziguar os conflitos que punham em campo os sucessores de Carlos Magno.Era um enjeitado exposto no pórtico de Nossa Senhora de Soissons no fim do século VIII. A abadessa Teodarda, prima direita de Carlos Magno, recolheu-o e educou-o da melhor maneira que pôde. Sempre ele se referiu à sua mãe adotiva com reconhecimento e veneração; apesar disso, deixou-a algum tempo para se lançar em aventuras. Converteu-se aos 22 anos, e foi então Adelardo, irmão de Teodarda, abade de Corbie, que o recebeu entre os seus monges. Veio a ser um célebre professor, que deu celebridade às escolas de Corbie. Em 844, os seus colegas de elegeram-no como abade mas, sete anos mais tarde, fizeram uma espécie de revolução que o obrigou a refugiar-se noutra abadia. Não se afligiu. Nascera para ser escritor, e tinha várias obras em preparação: "Que felicidade, dizia, ser lançado nos braços da filosofia e da sabedoria, e poder de novo beber no meu outono o leite das Sagradas Escrituras, que alimentou a minha juventude!" Mas afinal os monges de Corbie acabaram por o chamar; voltou a viver com eles como simples religioso, edificando-os com os exemplos e continuando a escrever. Aí morreu a 26 de abril de 865.

São Pascásio, rogai por nós!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

MUITA ALEGRIA NA PARÓQUIA DE SÃO VICENTE DE PAULO























































Com uma procissão, iniciada na Praça da Imprensa, com um grupo de jovens carregando uma imagem do Senhora, e também com muita alegria, com o padre Raimundo Neto presidiu a celebração eucarística da Ressurreição, na manhã de ontem, na Paróquia de São Vicente de Paulo. Foi uma festa bonita, com os fiéis católicos vibrando quando da entrada da imagem do Cristo Ressuscitado na Igreja e durante toda a Missa, iniciada com o canto de entrada que começava assim "Cristo Ressuscitou, alegria, venceu a morte com amor".
O padre Neto inicia a missa dizendo que “realmente Cristo venceu a morte, com a sua Ressurreição” e com essa celebração e outras missas realizadas durante o dia – logo depois, às 8h30, foi celebrada outra – ficaram encerrados os atos da Semana, que começaram com o Domingo de Ramos, com a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém, montado num jumetinho.




CAFÉ DA MANHÃ

No final da celebração, todos foram convidados pelo padre Neto a participarem de um café da manhã, servido no salão de recepção da Paróquia, que fica ao lado da Igreja, com a cooperação das comunidades Face de Cristo, Um Novo Caminho, Nova Evangelização e Canção Nova.

SÓ PELA ORAÇÃO O HOMEM ENCONTRA SENTIDO PROFUNDO DA VIDA, DIZ PAPA



Bento XVI ressalta que adoração eucarística não pode ser vista como algo secundário, pois é aí que o homem reconhece qual é o seu valor
"Somente se sabemos dirigir-nos a Deus, rezar a Ele, podemos descobrir o significado mais profundo da nossa vida, e o caminho cotidiano é iluminado pela luz do Ressuscitado", destacou o Papa Bento XVI antes da oração mariana do Regina Coeli nesta segunda-feira, 25, chamada tradicionalmente de Segunda-feira do Anjo.